Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2221
Tipo do documento: Dissertação
Título: Detecção de Chlamydia trachomatis pela técnica de Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) em mulheres atendidas na clínica de infertilidade do Hospital Dona Francisca Mendes, Manaus - Amazonas
Autor: Freitas, Norma Suely de Lima 
Primeiro orientador: Astolfi Filho, Spartaco
Resumo: A Chlamydia trachomatis é uma bactéria sexualmente transmissível, de grande impacto no sistema reprodutivo das mulheres, sendo também um importante problema para a Saúde Pública. A estimativa dos casos de infecção por C. trachomatis é de 90 milhões em todo o mundo. A C. trachomatis é considerada a bactéria sexualmente transmissível de maior prevalência, principalmente em países desenvolvidos e causa doenças do trato urogenital, linfogranuloma venéreo (LGV) e outras. Um dos fatores de risco para a infecção é a prática sexual sem proteção que é comum em adolescentes. O risco da recorrência sem uso do preservativo é comum. O diagnóstico é crítico devido à freqüência de infecções assintomáticas. Em mulheres, a infecção pela C. trachomatis causa doença inflamatória pélvica (DIP) e as suas conseqüências podem ser a infertilidade, gravidez ectópica e dor pélvica crônica. As técnicas de amplificação de ácidos nucléicos permitem utilizar pequenas quantidades de amostras para a detecção da clamídia. A escolha da técnica para detecção de Chlamydia trachomatis foi Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) que apresenta uma maior sensibilidade e especificidade do que os testes de imunodetecção e de cultura celular, para estimar a prevalência desse patógeno em amostras endocervicais de mulheres inférteis atendidas na clínica de infertilidade do Hospital Universitário Dona Francisca Mendes, na cidade de Manaus-AM-Brasil. A população de estudo consistiu de 106 mulheres com diagnóstico de infertilidade e foi realizado o exame médico ginecológico para a obtenção de amostras para o exame de amplificação do DNA plasmidial da Chlamydia trachomatis. As informações das variáveis sócio-econômico-demográficas e variáveis clínicas foram obtidas através de questionário, mediante da assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido aplicado para cada paciente que participou do estudo. Para a análise estatística foi utilizado o software Epi-Info 3.3 para Windows e o nível de significância utilizado nos testes foi de 5%. A prevalência por infecção clamidial encontrada pelo método de PCR foi 52,8%. Para confirmação das bandas fracas de 241 pb encontradas na região amplificada, realizou-se a análise no gel de Poliacrilamida 6% e sequenciamento do DNA plasmidial de Chlamydia trachomatis. Com relação ao teste da PCR e variáveis sócio-demográficas, a análise estatística realizada demonstrou associação significativa de 5% (p < 0,05) apenas para renda familiar (2 a 4 salários mínimos). Quanto à variabilidade gênica verificou-se que nas dez amostras seqüenciadas houve mínima variabilidade genética variando de 1,1% a 3,3% em relação ao plasmídio de Chlamydia trachomatis. Devido a alta prevalência de Chlamydia trachomatis encontrada neste estudo, verificou-se a necessidade de implantação de programas de detecção em massa, utilizandose o método da PCR em amostras clínicas, por possuir maior sensibilidade e especificidade para determinar a diminuição na incidência deste patógeno em homens e mulheres sexualmente ativas.
Abstract: Chlamydia trachomatis is a sexually transmitting bacterium that causes great impact on females reproductive health and also, constitutes an important problem for the publichealth. The infection by C. trachomatis is estimated about 90 million cases worldwide. C. trachomatis is considerated the most prevalent sexually transmitting bacterium mainly in developing countries and causes diseases on urogenital tract, venereal limphogranuloma and others. One of the risks of infection is the practice without protection among adolescents. The recurring risk is common without the use of preservatives. The diagnostic is critical because most of the times the infection is assynptomatic. In females, the infection by C. trachomatis cause pelvic inflammatory disease (PID) and the consequences can lead to infertility, ectopic pregnancy and chronicle pelvic pain. The nucleic acid amplification techniques allow us to use small amount of samples to detect Chlamydia. The choice of the technique to detect Chlamydia trachomatis was Polymerase Chain Reaction (PCR) that offers greater sensitivity and specificity than tests as immunoassay and bacteria culture, for estimate the prevalence of this pathogen in endocervical samples of infertiles women attended in the clinic of infertility of the Dona Francisca Mendes University Hospital, in Manaus-Am-Brazil. The study population consisted of 106 women with infertility diagnosis and was realized medical gynecologic examination to obtain samples for the amplification of Chlamydia trachomatis DNA plasmid. Informations of the socialeconomic-demographs variations and clinics variations were obtained through questionaire and through signature consent term that were aplicated for each patient that participated in this study. For the statistical analysis were used the software Epi-Info 3.3 for Windows and the significant level used in the tests were 5%. The prevalence found for Chlamydial infection by the PCR method were 52,8%. To confirm the weak band found of 241 pb at the amplification region, were realized the analysis on the 6% Poliacrilamid gel and DNA sequencing of DNA Chlamydial plasmid. In relation to the PCR test and socialdemographs variations, the statistical analysis demonstrated significant assocation of 5% (p < 0,05) only for the family income (2 to 4 salaries). About variability of genes, were verified at ten samples that were sequenced minimal variations from 1,1% up to 3,3% comparing to the Chlamydia trachomatis plasmid. Due to the high prevalence found of Chlamydia trachomatis in this study, were verified the necessity to implant the detections programs in large scale, using the PCR method in clinicals samples, for having the most sensitive and specificity to determine the reduction of this pathogen in sexually active men and women.
Palavras-chave: Chlamydia trachomatis
Reação em Cadeia de Polimerase (PCR)
Infertilidade feminina
Chlamydia trachomatis
Polymerase
Chain Reaction (PCR)
Female infertility
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia
Citação: FREITAS, Norma Suely de Lima. Detecção de Chlamydia trachomatis pela técnica de Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) em mulheres atendidas na clínica de infertilidade do Hospital Dona Francisca Mendes, Manaus - Amazonas. 2007. 139 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2221
Data de defesa: 28-Fev-2007
Aparece nas coleções:Mestrado em Biotecnologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Norma Suely de Lima Freitas.pdf2,25 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.