Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2802
Tipo do documento: Dissertação
Título: Gênero, saúde e espaço urbano: mulheres grávidas expostas à infecção por malária na zona leste de Manaus-AM
Autor: Campos, Giselane dos Santos 
Primeiro orientador: Oliveira, José Aldemir de
Resumo: Embora vários estudos sobre a malária tenham fornecido muitas informações a respeito de seus aspectos biológicos e comportamentais, essa doença ainda é um grande problema social, principalmente na região amazônica que detém as condições propícias para a proliferação e manutenção do vetor transmissor, haja vista, que ele se alimenta de sangue humano e possui tendência à domesticidade, que, por sua vez, são facilitados pela situação de moradia das populações que vivem nessas áreas consideradas endêmicas. Objetivando analisar a exposição de mulheres grávidas à malária e suas relações com o espaço urbano em que habitam, observou-se suas condições de habitação e moradia e relacionou-se os índices de infecção com as características do espaço urbano no qual estão envolvidas. Assim, esta pesquisa buscou associar os estudos do gênero feminino aos estudos do espaço urbano relacionando-os com os resultados das observações e questionários aplicados no momento da visita à casa das gestantes, buscando compreender como seu contexto socioespacial a torna vulnerável à contração de malária. Nesse sentido, procurou-se entender a malária como uma doença multicausada, e, por meio dessa perspectiva, foram levadas em consideração possíveis determinantes que contribuem para sua incidência em grávidas moradoras do bairro Jorge Teixeira em Manaus-AM. Assim, foi feito uma junção das condições de moradias, o comportamento do vetor transmissor, o ambiente alterado, bem como a verificação da incidência da doença dentro do contexto de produção do espaço urbano das grávidas arroladas neste estudo. De acordo com os dados coletados, a maioria das grávidas não exerce trabalho fora de casa, e por isso não costumam se ausentar com frequência durante todo o período do dia. Em suas moradias, costuma-se encontrar água parada, seja do armazenamento que precisa fazer para consumo próprio ou acumulada nas adjacências. Suas casas geralmente não possuem telas nas janelas e nas portas, e poucas são as que têm forros no teto. A princípio, tanto aquelas com histórico de malária quanto aquelas sem histórico de malária possuem os mesmos hábitos e mantêm relações de amizade/vizinhança. Dessa forma, chegou-se à conclusão de que a exposição e incidência da malária nas mulheres grávidas, envolvidas neste estudo, estão relacionadas à sua moradia desestruturada, pois a análise desse quadro apontou a qualidade de habitar na superação das doenças infecto-parasitárias.
Abstract: Although several studies on malaria have provided much information about their biological and behavioral, this illness is still a major social problem, especially in the Amazon region which has favorable conditions for proliferation and maintenance of the transmission vector, given that it feeds on human blood and has a tendency to domesticity, which in turn, is facilitated by the housing situation of people living in these endemic areas. Aiming to analyze pregnant women exposed to malaria and their relationship with the urban space they inhabit, we found their housing conditions and housing and related to the incidence of infection with the characteristics of urban space that are involved. Thus, this study aimed to associate the female gender studies to studies of urban space, linking them with the results of observations and applied questionnaires at the time of the visits to the houses of these women, trying to understand how socio-spatial context makes them vulnerable to catch malaria. In this sense, we tried to understand the malaria as a disease caused by multiple factors, and, through this perspective were considered possible determinants that contribute to its incidence in pregnant women living in the neighborhood Jorge Teixeira in Manaus-AM. Thus, a link was made between the conditions of housing, the transmission vector behavior, the environment changes, as well as the incidence of the disease within the context of urban space production where the pregnant women enrolled in this study live. According to the collected data, most pregnant women do not have a job outside the home and therefore do not tend to leave their homes frequently throughout the day period. In their homes usually can be found standing or stored water for their own consumption, or accumulated in the vicinity. Their homes generally do not have screens on windows or doors and there are few who have the ceiling liners. In principle, both, those with a history of malaria as those without a history of malaria, have the same habits and maintain relations of friendship/neighborhood. Due to this, the conclusion is that exposure and incidence of malaria in pregnant women involved in this study are related to their unstructured housing, therefore the analysis of this situation showed that the quality of housing conditions is important to overcome infectious and parasitic diseases.
Palavras-chave: Mulheres
Malária
Grávidas
Espaço Urbano
Saúde
Women
Malaria
Pregnant
Urban Space
Health
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: GEOGRAFIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Citação: CAMPOS, Giselane dos Santos. Gênero, saúde e espaço urbano: mulheres grávidas expostas à infecção por malária na zona leste de Manaus-AM. 2012. 133 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2802
Data de defesa: 23-Abr-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
giselane_campos.pdf7 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.