Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4066
Tipo do documento: Tese
Título: Territorialidades rurais no município de Parintins: habitus, circularidade da cultura e ethos ambiental na localidade do Zé Açu
Autor: Silva, Charlene Maria Muniz da 
Primeiro orientador: Fraxe, Therezinha de Jesus Pinto
Primeiro membro da banca: Fraxe, Therezinha de Jesus Pinto
Segundo membro da banca: Neves, Eduardo Góes
Terceiro membro da banca: Souza, José Camilo Ramos de
Quarto membro da banca: Rapozo, Pedro Henrique Coelho
Quinto membro da banca: Nogueira, Amélia Regina Batista
Resumo: Este trabalho buscou compreender as territorialidades rurais no município de Parintins e sua relação com a sustentabilidade socioambiental, a partir da análise do processo de circularidade da cultura, habitus e o ethos ambiental no Zé Açu. Os conceitos de território, territorialidade e lugar foram referência teórica para entender a relação existente entre sociedade, ambiente e cultura e sua ligação com a sustentabilidade em suas várias dimensões. A pesquisa caracteriza-se como quali-quantitativa utilizando tanto dados quantitativos como qualitativos (triangulação). Como técnicas para coleta de dados realizou-se um survey com aplicação de formulários, observação participante, entrevistas individuais e coletivas (grupo focal) com tabulação e processamento sendo feito com programas estatísticos (SPSS e Excel), para os dados quantitativos e a análise de discurso para os qualitativos. É por meio da agricultura e da pesca que são repassados os conhecimentos tradicionais, onde a terra e a água tornam-se o lócus da reprodução da vida das famílias ribeirinhas do Zé Açu. Assim como, os ritos religiosos e as festas folclóricas ajudam a manter a sua estrutura social, cultural e territorial. Os principais problemas ambientais na área de estudo são: o assoreamento do lago, desmatamento para a pecuária, extração mineral e o aumento na produção de resíduos sólidos com destinação inadequada. Há pouca presença de órgãos ambientais e institutos de pesquisa para que se possam evitar/mitigar esses problemas que já afetam o modos de vida dos ribeirinhos. Constatou-se que a principal comunidade do Zé Açu, Bom Socorro, está passando por um processo de mudanças em sua estrutura espacial e sociocultural, porém, essas mudanças que ocorrem em áreas rurais são inerentes a chegada de aspectos da vida moderna que estreita o contato com outras referências, ocasionando, transformações. Porém, não significa ser o fim de determinados modos de vida, mais sim, sua ressignificação, agora pautada por outros valores e práticas sociais que serão sempre dinâmicas. A compreensão da relação do território com a cultura, aqui apresentada pode auxiliar nas reflexões sobre as estratégias utilizadas por esses grupos para ordenar e controlar melhor seus territórios, assim como, na conservação dos recursos naturais de forma a garantir o equilíbrio entre os ecossistemas e os sujeitos que os utilizam, mantendo assim, o habitus e o ethos ambiental dos ribeirinhos do Zé Açu, pois, esse é o pressuposto básico da sustentabilidade em sua dimensão social, econômica, cultural e ambiental.
Abstract: This paper seeks to understand the rural territorialities in the municipality Parintins and its relationship with socio-environmental sustainability, based on the analysis of the process of circularity of the culture, habitus, and the environmental ethos in Zé Açu. The concepts of territory, territoriality and place were the theoretical reference to understand the relationship that exists between society, environment and culture and its connection to sustainability in its several dimensions. The research is characterized as quali-quantitative, using both quantitative and qualitative data (triangulation). This is because in studies on socioenvironmental issues, especially when the subject-environment relationship is involved, the joining of distinct areas of knowledge is necessary as, therefore, is the use of different methods that allow for a more wide-ranging comprehension of the reality. Data collection techniques used include a survey given via forms, participant observation, individual and collective (focus group) interviews with tabulation and processing done using statistical programs (SPSS and Excel), for the quantitative data and discourse analysis for qualitative data. Data was presented using tables, charts, graphs, maps and dense description of the analytical-reflexive character resulting from participant observation and interviews. It is through agriculture and fishing that traditional knowledge is passed on, where the land and the water become the locus of the reproduction of the life of the families living along the riverbanks of Zé Açu. Likewise, religious rites and folkloric festivals help to maintain their social, cultural and territorial structure. The main environmental problems in the area of study are: lake aggradation, deforestation for livestock farming, mining and increased production of solid waste that is improperly discarded. Environmental agencies and research institutes have little presence in order to avoid/mitigate these problems that already affect the ways of life of the people dwelling along the rivers. The main community of Zé Açu, Bom Socorro, has been found to be undergoing a process of changes to its spatial and socio-cultural structure; however, these changes, which occur in rural areas, are inherent to the arrival of aspects of modern life that bring contact with other references closer. This does in fact result in transformations; nevertheless, it does not mean the end of certain ways of life, but rather that they take on new meanings, now based on other values and social practices that will always be dynamic. The understanding of the relationship of the territory with culture as presented here can help in reflections on the strategies used by these groups to better control and order their territories, as well as in conserving natural resources so as to guarantee the balance between the ecosystems and the subjects that use them, thus maintaining the habitus and environmental ethos of the riverbank dwellers of Zé Açu. After all, this is the basic presupposition of sustainability in its social, economic, cultural and environmental dimension.
Palavras-chave: Territorialidades
Sustentabilidade
Cultura
Habitus
Ethos Ambiental
Territorialities Sustainability
Culture
Habitus
Environmental Ethos
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia
Citação: SILVA, Charlene Maria Muniz da. Territorialidades rurais no município de Parintins: habitus, circularidade da cultura e ethos ambiental na localidade do Zé Açu. 2015. 296 f. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4066
Data de defesa: 13-Fev-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Charlene Maria Muniz da Silva.pdfTese - Charlene Maria Muniz da Silva.pdf39,72 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.