Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4159
Tipo do documento: Dissertação
Título: As condições de trabalho dos cuidadores de idosos fragilizados em Manaus
Autor: Abecassis, Bianca Ladislau 
Primeiro orientador: Sassaki, Yoshiko
Resumo: O crescimento da população de idosos é um fenômeno mundial, em que muitos também estão envelhecendo, devido aos avanços da tecnologia médica que permitem o homem viver mais, mas não é garantia de qualidade de vida para todos, pois muitos envelhecem pobres tendo que lutar junto com a sua família para sobreviver. Com o aumento na expectativa de vida, os idosos de idade avançada, os acima de 80 anos, passam a demandar por cuidados para realização das atividades básicas de vida diária, pela incidência de doenças crônicas, tornando-se dependentes. A família vêm passando por notáveis transformações, a partir da inserção da mulher no mercado de trabalho, entre outros fatores, ocasionando a redução do seu tamanho, surgindo vários modelos de família e com demandas específicas. A maioria das famílias brasileiras é responsável pelos cuidados dos seus idosos, mas sem nenhuma orientação e treinamento, poucos ainda podem contratar um profissional o cuidador formal para prestar apoio e cuidados. Nessa perspectiva, quanto ao objetivo geral, buscou-se analisar em que condições trabalham os cuidadores de idosos fragilizados nos domicílios em Manaus. Quanto aos objetivos específicos: identificar quem são os cuidadores formais e os idosos fragilizados; descrever as atividades desenvolvidas pelos cuidadores; analisar se a atuação profissional dos cuidadores nos domicílios estão de acordo com o que aprenderam no curso de formação. A metodologia foi de natureza quantiqualitativa e o método utilizado foi o estudo de caso, em que realizamos a análise das falas e dos depoimentos, numa perspectiva crítica da realidade possibilitado através do contato direto com as trabalhadoras. Do total de 248 cuidadores formados em 2008 identificamos 08, destes 05 aceitaram participar. Os critérios de inclusão foram: aceitar participar da entrevista como voluntária; 2) estar cuidando de idosos fragilizados independente do tipo de agravo de saúde; 3) atuar em domicílio. Quanto ao critério de exclusão: 1) não aceitar participar da entrevista 2) atuar em unidades de saúde, instituição de longa permanência ou ser cuidador familiar 3) Falecimento do idoso. Aplicou-se roteiro de entrevista semi-estruturada às 05 cuidadoras e 01 questionário à gestora municipal da política do idoso, totalizando 06 sujeitos, que após a coleta dos dados analisamos as falas. Resultados: As cuidadoras formais são exclusivamente mulheres do grupo envelhecentes, que atendem idosos de classes média e alta, residentes na zona Norte, consideradas trabalhadoras precarizadas pela exploração de atividades não contempladas a sua função, com não reconhecimento e valorização da família, mal remuneradas, por ainda não serem oficialmente reconhecidas como profissionais. As atividades desenvolvidas são para dar apoio às atividades básica de vida diária para autonomia e independência da pessoa idosa. Devido à intensa jornada de trabalho com contrato de trabalho formal ou não, e ausência de apoio da família a esses cuidadores, ficam sobrecarregadas, acumulam estresse, deixam de se cuidar em função do trabalho por medo de perder o emprego e o vínculo com o idoso, demandando também por cuidados de saúde e assistência. A função de cuidador formal precisa ser reconhecida como profissão, para que a família, o Estado e a sociedade possam fiscalizar esses serviços, para propiciar um atendimento qualificado aos idosos em domicílio, reduzindo significativamente a discriminação de gênero, bem como proporcionar melhor remuneração.
Abstract: The growing population of elderly is a worldwide phenomenon, in which many are also older, due to advances in medical technology that enable man to live longer but not a guarantee of quality of life for everyone, because many older, having to struggle with poor with his family to survive. With the increase in life expectancy, older age, those over 80 years, begin to demand for care by performing basic activities of daily living, the incidence of chronic diseases, making them dependent. The family have been going through a remarkable transformation, from the inclusion of women in the labor market, among other factors, causing a reduction in their size, number of emerging models of family and specific demands. The majority of Brazilian families are responsible for the care of their elders, but without any guidance and training, few can still hire a professional caregiver support and formal care. From this perspective, as to the overall goal, we sought to analyze the working conditions of caregivers of frail elders in Manaus. The specific goals: identify who are the caregivers and the frail elderly; describe the activities performed by caregivers in households consider whether working conditions affect their health, causing interference in the practice of caring. The methodology was quanti nature and the case study method. The techniques: documentary research, interviews and use the recorder. Of the total of 248 caregivers identified 08 graduates in 2008, these 05 agreed to participate. The inclusion criteria were consent to participate in the interview as a volunteer, 2) be caring for frail elderly independent of the type of health problem, 3) work at home. As for the exclusion criteria: 1) refused to participate in the interview 2) work in health units, long-term institution or family caregiver. Script was applied semi-structured interview with 05 caregivers and 01 questionnaire to municipal management policy for the elderly, totaling 06 subjects, that after collecting the data we analyze the speeches. Results: The formal caregivers are only women in the group envelhecentes that serve the elderly of middle and upper classes who lived in the north, considered the exploitation of precarious workers activities not covered by its function, with no recognition and appreciation of family, low wages, for not being officially recognized as professionals. The activities are to support the basic activities of daily living autonomy and independence for the elderly. Due to the intense day of work with formal employment contract or not, and no family support to these caregivers, are overloaded, accumulate stress, taking care to leave for work for fear of losing their jobs and the link with the elderly, also by requiring health care and assistance. The role of formal caregiver needs to be recognized as a profession, for the family, the state and society can monitor these services, to provide a skilled care for the elderly at home, significantly reducing gender discrimination, as well as providing better.
Palavras-chave: Idosos fragilizados
Cuidadores formais
Condições de trabalho
Frail elderly
Caregivers
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS: SERVIÇO SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citação: ABECASSIS, Bianca Ladislau. As condições de trabalho dos cuidadores de idosos fragilizados em Manaus. 2011. 138 f. Dissertação ( Mestrado em Serviço Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4159
Data de defesa: 13-Out-2011
Aparece nas coleções:Mestrado em Serviço Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Bianca Ladislau Abecassis.pdfDissertação - Bianca Ladislau Abecassis2,22 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.