???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2285
Tipo do documento: Dissertação
Título: Entre grafismos e oralidades: uma interpretação do imaginário da criança ribeirinha Amazônica
Autor: Dutra, Marcos Afonso 
Primeiro orientador: Soares, Artemis de Araújo
Resumo: Este estudo apresenta uma interpretação acerca da formação do imaginário da criança ribeirinha amazônica. O objetivo geral está voltado para as análises sobre a contribuição dos símbolos presentes na cultura tradicional amazônica e os seus desdobramentos na formação do imaginário dessa criança que mora nas comunidades ribeirinhas. Inicialmente, conjecturamos que a criança internaliza mentalmente a imagem percebida, e esta por seu turno passa a fazer parte do seu universo simbólico, de modo que não há como pensarmos a construção do imaginário dissociado da percepção, da imaginação e das diferentes formas de linguagens. Compreendemos que as expressões do símbolo e sua teia de significados emanados através dos rios, da floresta, dos animais, dos costumes e das tradições culturais amazônicas estimulam a imaginação da criança, em especial aquelas que estão em contato mais próximo com estes elementos. Nessa perceptiva nos debruçamos sobre a seguinte indagação: Como os símbolos da cultura regional contribuem para a formação do imaginário da criança inserida em contexto ribeirinho? No intuito de responder a esta indagação, realizamos intervenção com caráter científico na comunidade ribeirinha Assentamento Nazaré, na Costa do Tabocal, localizada à margem esquerda do rio Amazonas. Para esta empreitada acadêmica a pesquisa se apropriou de diferentes estratégias metodológicas: intervenção junto a 40 crianças matriculadas na Escola Municipal Nossa Senhora de Nazaré (locus da pesquisa) constando de diálogo interativo, produção textual e a utilização do grafismo, expresso em desenhos temáticos. O estudo revelou que o contato direto com as imagens percebidas cotidianamente no habitat natural, ou seja, às margens dos rios, igarapés, florestas e com os animais, o ir e vir nas canoas, a pesca e o brincar se sobressaíram como elementos determinantes que estimulam a imaginação e aguçam cada vez mais o imaginário da criança que mora nas ribeiras da Amazônia. Finalmente concluímos que a escola ribeirinha amazônica, ao fazer uso do lócus onde está inserida, estimulará sobremodo a criatividade e a imaginação da criança, pois no nosso entendimento a escola possui papel fundamental quanto às percepções e as transformações do universo simbólico da criança.
Abstract: This study presents an interpretation of the formation of the imaginary child riverside Amazon. The overall objective is geared towards the analysis of the contribution of the symbols present in the Amazonian traditional culture and its implications in the formation of this imaginary child living in coastal communities . Initially , we conjecture that the child internalizes mentally perceived image , and this in turn becomes part of their symbolic universe , so there is no way to think about the construction of the imaginary dissociated from perception , imagination and different forms of languages . We understand that the terms of the symbol and its web of meanings emanating through rivers , forest , animals , customs and cultural traditions Amazon stimulate the imagination of children , especially those who are in close contact with these elements . In this perceptive we concentrate on the following question: How symbols of regional culture contribute to the formation of the imaginary child inserted in river context ? In order to answer this question , we conducted a scientific intervention in riverine settlement Nazareth in Côte Tabocal , located on the left bank of the Amazon River . For this undertaking academic research appropriated different methodological strategies : intervention with 40 children enrolled in the School Hall Our Lady of Nazareth ( research locus ) consisting of interactive dialogue , textual production and use of graphics , expressed in themed designs . The study revealed that direct contact with the images seen daily in the natural habitat , ie , on the banks of rivers , streams , forests and animals , the coming and going in the canoes , fishing and playing stood out as key factors that stimulate the imagination and sharpen increasingly imaginary child who lives in the streams of the Amazon . Finally we conclude that the school amazon river , to make use of the locus where it is located , greatly stimulate the creativity and imagination of the child , because in our opinion the school has a primary role as the perceptions and the transformations of the symbolic universe of the child.
Palavras-chave: Comunidade ribeirinha
Riverside community
Imaginação - Criança
Área(s) do CNPq: OUTROS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: DUTRA, Marcos Afonso. Entre grafismos e oralidades: uma interpretação do imaginário da criança ribeirinha Amazônica. 2013. 111 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2285
Data de defesa: 22-Jul-2013
Appears in Collections:Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARCOS AFONSO DUTRA.pdfDissertação6,76 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.