???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2578
Tipo do documento: Dissertação
Título: Atividade antifúngica de novas naftoquinonas semissintéticas frente a fungos oportunistas e dermatófitos e ensaios preliminares de seus mecanismos de ação
Autor: Ferreira, Maria do Perpetuo Socorro Borges Carriço 
Primeiro orientador: Souza, João Vicente Braga de
Resumo: Introdução: O aumento das infecções fúngicas, os efeitos adversos e a resistência aos antifúngicos atualmente utilizados, estimulam novos estudos em busca de melhores agentes antifúngicos. Nesse contexto, as naftoquinonas são amplamente estudadas por possuir várias atividades biológicas, dentre elas antifúngica. O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade antifúngica de novas naftoquinonas semissintéticas frente a fungos oportunistas/dermatófitos e avaliar a interferência de uma naftoquinona selecionada na formação da parede celular, ergosterol de membrana e membrana celular de cepa de Candida albicans (ATCC 36232). Métodos: A atividade antifúngica de quatro novas naftoquinonas semissintéticas foi avaliada frente a 89 culturas pertencentes a coleção de microrganismos do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), incluindo leveduras oportunistas, agentes de dermatofitoses e fungos filamentosos oportunistas. O ensaio de determinação da Concentração inibitória mínima (CIM) foi realizado como descrito pela CLSI (Clinical and Laboratory Standards Institute) nos documentos M27-A2 e M38-A/CLSI,2002. A substância que apresentou melhor atividade foi avaliada quanto à ação na parede celular (ensaio sorbitol) e a interferência na membrana associada à interação com ergosterol, ao equilíbrio osmótico (efluxo de K+) e a um ensaio de extravazamento de substâncias que absorvem a 260 nm. Resultados: Todas as novas naftoquinonas testadas exibiram atividade antifúngica, sendo que a IVS320 (1H-cyclopenta[b]naphtho[2,3-d]furan-5,10(3aH,10bH)-dione) apresentou as menores CIMs frente as espécies testadas. A CIM de IV320 foi particularmente baixas para dermatófitos, com médias de CIM variando de 5-28 μg/mL e frente aos isolados do gênero Cryptococcus spp. médias de CIM variaram de 3-5 μg/mL. Por isso, foi submetida a ensaios preliminares de mecanismo de ação. Nesses ensaios, a IVS320 não causou alteração na parede celular do fungo, mas causou problemas na permeabilidade da membrana celular (efluxo de K+ e extravasamento de substâncias que absorvem a 260nm), não relacionados à ligação com o ergosterol da membrana.
Abstract: Introduction: The increase in fungal infections, adverse effects and resistance to antifungal agents currently used, stimulate new studies in search of better antifungal. In this context, the naphthoquinones are widely studied for possessing various biological activities, among them antifungal. The aim of this study was to evaluate the antifungal activity of new naphthoquinones semissintéticas against opportunistic fungi / dermatophytes and to evaluate the interference of a naphthoquinone selected in cell wall formation, membrane ergosterol and cell membrane strain of Candida albicans (ATCC 36232). Methods: The antifungal activity of four new naphthoquinones semi synthetic was evaluated against 89 cultures of microorganisms belonging to the collection of the National Institute for Amazonian Research (INPA), including opportunistic yeast, agents of dermatophytosis and opportunistic filamentous fungi. The test for determining the minimum inhibitory concentration (MIC) was performed as described by the CLSI (Clinical and Laboratory Standards Institute) documents M27 - A2 and M38-A/CLSI, 2002. The substance showed better activity was assessed as the action in the cell wall (test sorbitol) and interference in the membrane -associated interaction with ergosterol , the osmotic balance ( K + efflux ) and an essay by leakage of substances that absorb at 260 nm. Results: All new naphthoquinones tested exhibited antifungal activity, and the IVS320 (1H - cyclopenta [ b ] naphtho [2,3 - d] furan- 5 , 10 (3Ah , 10BH) - dione) showed the lowest MICs front species tested. The MIC IV320 was particularly low for dermatophytes , with MIC averages ranging from 5-28 mg / mL and against isolates of the genus Cryptococcus spp . Mean MIC ranged from 5.3 mg / mL. So it was subjected to preliminary tests of mechanism of action. In these trials , the IVS320 caused no change in the fungal cell wall , but caused problems in cell membrane permeability ( efflux of K + and leakage of substances that absorb 260nm ) unrelated to the connection with the ergosterol membrane .
Palavras-chave: Naftoquinonas semissintéticas
Atividade antifúngica
Fungos oportunistas e dermatófitos
Naphthoquinones
Antifungal activity
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: FARMÁCIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas
Citação: FERREIRA, Maria do Perpetuo Socorro Borges Carriço. Atividade antifúngica de novas naftoquinonas semissintéticas frente a fungos oportunistas e dermatófitos e ensaios preliminares de seus mecanismos de ação. 2013. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2578
Data de defesa: 5-Nov-2013
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA DO PERPETUO SOCORRO BORGES CARRIÇO FERREIRA.pdfDissertação972,95 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.