???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2598
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os sistemas agroflorestais na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus: uma alternativa para a agricultura familiar
Autor: Silva, Suzy Cristina Pedroza da 
Primeiro orientador: Fraxe, Therezinha de Jesus Pinto
Resumo: Um dos principais objetivos de uma Unidade de Conservação é garantir o estoque dos recursos naturais assegurando às populações tradicionais, condições e meios necessários para reprodução do seu modo de vida. Nesse sentido, alternativas de uso sustentável devem ser previstas na gestão dessas áreas. Os sistemas agroflorestais, destacam-se dentre essas alternativas, propiciando o aproveitando simultâneo de áreas para cultivos agrícolas, amenizando a pressão sobre as florestas primárias, assim como pela diversificação de sua produção, manutenção da comunidade edáfica e melhoria da fertilidade do solo e por vários outros benefícios sociais, econômicos e ambientais. Nesse estudo, foram caracterizados os aspectos sócio-econômicos e de produção agrícola (roças e quintais), com a finalidade de subsidiar alternativas de uso da terra e para contribuir na elaboração do plano de manejo da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus (RDS Piagaçu-Purus). Foram pesquisadas três comunidades tradicionais (Divino Espírito Santo, Nossa Senhora do Livramento e São João do Uauaçu), localizadas na RDS Piagaçu-Purus, e por meio de formulários, entrevistas semi-estruturadas, croquis e mapas mentais, utilizando o método estudo de caso. Observou-se que os aspectos sociais, como a saúde e educação são setores carentes de assistência e que a religião pouco influencia nas tomadas de decisões realizadas nas comunidades. As atividades de lazer estão imbricadas ao estilo de vida dos agricultores familiares. As famílias das comunidades tradicionais dedicam-se a agricultura de subsistência, e desenvolvem paralelamente outras atividades como coleta de castanha, pesca, caça e retirada de madeira, incrementando sua renda com a aposentadoria, prestação de serviços (diaristas, professores comunitários, etc.) e com pequenas tabernas. A comercialização dos produtos agrícola concentra-se nas figuras dos regatões, patrões e barcos recreios. A base da alimentação (70,7%) é o peixe e a farinha e outros produtos oriundos das roças, quintais e da floresta. As roças são feitas em áreas de capoeira (63,8%) e floresta primária (36,2%), utilizam em média (n=1,6) roças por ano, com um tamanho médio de 0,89 hectares por roça. As principais espécies cultivadas nas roças são Manihot esculenta (25%) e Musa sp. (12,5%). O quintal, denominado assim pelos agricultores familiares, exerce um papel importante no sistema de produção agrícola, onde é cultivada uma grande diversidade de espécies vegetais, inclusive plantas medicinais, criação de animais de pequeno e médio porte, além de ser o espaço utilizado para atividades de descontração e lazer. As principais espécies frutíferas encontradas nos quintais foram a Psidium guajava (22 %) e a Inga edulis (10%), dentre as palmeiras destacaram-se Euterpe precatoria (41,5%) e Oenocarpus mapora (15,3%) e as hortaliças são geralmente cultivadas em canteiros suspensos. Verificou-se nas três comunidades tradicionais, que seu tamanho varia entre 0,01 a 0,56 hectares por quintal. Esses conhecimentos, desenvolvidos pelos agricultores familiares, serão utilizados como base para subsidiar outras alternativas de uso da terra, assim como, os sistemas agroflorestais, e contribuirá para a elaboração do plano de manejo desta Unidade de Conservação e para a formulação e implementação de políticas públicas adaptadas ao seu modo de vida.
Abstract: One of the main objectives of a Conservation Unit is to maintain the stocks of natural resources, assuring the traditional populations the necessary conditions and means for the maintenance of their lifestyles. In this direction, alternatives of sustainable use must be foreseen in the management of these areas. The agroforestry systems are important, making possible the simultaneous use of areas for agriculture, diminishing the pressure on primary forests, and diversifying production, maintaing soil communities, and several other social, economic, and environmental benefits. In this line of thought, the socioeconomy and agricultural production roças and gardens) were characterized, in order to contribute to the management plan of the Piagaçu-Purus Sustainable Development Reserve (Piagaçu-Purus SDR). In this study, three traditional communities (Divino Espírito Santo, Nossa Senhora do Livramento, and São João do Uauaçu), located at Piagaçu-Purus SDR, were researched, and using semistructured interviews, paper and mental maps, using the case study method. It was observed that the social aspects, such as health and education, need assistance, and religion influences little the decisions taken by communities. Leisure activities are related to the lifestyle of the familiar agricultors. The families of the traditional communities dedicate to subsistence agriculture, and develop parallel activities, such as Brazil nut collection, fishing, hunting, and timber harvest, increasing their income with retirement pensions, jobs, (cleaning persons, community teachers, etc.), and small stores. The commercialization of agricultural products concentrates in the "regatões", "patrões", and "recreios". The food base (70,7%) is fish and "farinha" (processed manioc), and other products from the roças, gardens, and forest. The roças are opened in areas of fallows (63,8%) and primary forest (36,2%), and people use on average (n=1,6) roças per year, with an average size of 0,89 hectares per roça. The main species planted in the roças are Manihot esculenta (25%) and Musa sp. (12,5%). The garden, as designated by familiar agricultors, has a important role in the agricultural production system, where a large diversity of plant species is cultivated, including medicinal plants, small and medium-sized animals, also being the space used for relaxation and leisure activities. The main fruit species found in gardens were Psidium guajava (22 %) and Inga edulis (10%), and, among the palms, Euterpe precatoria (41,5%) and Oenocarpus mapora (15,3%). Vegetables are usually grown in suspended. At the three traditional communities, their size was found to vary between 0,01 and 0,56 hectares per garden. This knowledge, developed by familiar agricultors, will be used as a base to subsidize land use alternatives, as well as agroflorestry systems, and will contribute to the management plan of this Conservation Unit and to the formulation and implementation of public policies adapted to their lifestyle.
Palavras-chave: Unidade de Conservação
Sistemas Agroflorestais
Roças e Quintais
Conservation Unit
Agroflorestry Systems
Roças and Gardens
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia
Citação: SILVA, Suzy Cristina Pedroza da. Os sistemas agroflorestais na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus: uma alternativa para a agricultura familiar. 2006. 160 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2598
Data de defesa: 30-Mar-2006
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SUZY CRISTINA PEDROZA DA SILVA.pdfDissertação4,2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.