???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2859
Tipo do documento: Dissertação
Título: A visão das crianças sobre sua participação no contexto escolar: a vez e a voz da infância
Autor: Karlsson, Juliane Karla Freitas 
Primeiro orientador: Silva, Iolete Ribeiro da
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo principal compreender como um grupo de crianças dos 1º e 5º anos de uma escola pública municipal de Manaus concebem e exercem a sua participação neste espaço. Considera-se que a participação infantil nos espaços públicos está cada vez mais nas pautas de discussão, tendo em vista a luta para a efetivação dos direitos sociais já respaldados em várias instâncias nacionais e internacionais. Para tanto, realizamos uma pesquisa de natureza qualitativa e interpretativa, pautada pela triangulação de métodos que enfatizam a construção dialética da compreensão do fenômeno, através da combinação e cruzamento de múltiplos pontos de vista, instrumentos e outras áreas do conhecimento. Por isso, a partir da observação participante com o registro sistemático em diário de campo, percebemos ao longo dos meses a ausência efetiva dos direitos das crianças de participar dos processos decisórios da gestão das atividades desenvolvidas no contexto escolar, devido às relações de poder estabelecidas, que condicionam a submissão da criança à hierarquia institucional. Nos 10 grupos focais realizados com pequenas turmas, possibilitamos um local no qual as crianças pudessem expressar suas ideias e sentimentos através da fala e dos desenhos sobre como participam da escola. Constatamos que elas em sua grande maioria, não se veem como sujeitos de direito nesse espaço e ainda propõem como solução para as crianças problemas o mesmo sistema punitivo da escola, reproduzindo uma cultura de vigiar e punir. Através das oficinas de fotografias digital e artesanal criamos um desvio metodológico no qual o objeto da pesquisa , i.e, as crianças, passou a pesquisar e subverter a sua participação na escola ao clicar o que mais gostavam do local. Todos os procedimentos nos ajudaram a comparar, analisar e interpretar as ações e falas das crianças sobre a sua participação no contexto escolar, através da psicologia históricocultural (que pensa a dimensão social do psiquismo humano) e pela pedagogia crítica (que entende a escola como um espaço de luta cujo fim deve ser a emancipação dos sujeitos). Concluímos que a escola está muito distante de contribuir para a formação subjetiva autônoma das crianças e, atualmente, a grande preocupação delas não é viver o presente, nem questionar o sistema escolar, mas esperar um futuro melhor, num tempo-espaço que justifica o estado atual das coisas. Assim, quando elas crescerem serão alguém; hoje não são ninguém, só estudantes
Abstract: This research aims to investigate how a group of children understand and execute their participation in a public primary school in Manaus. Considering that this kind of participation in public spaces has been discussed more and more by researchers fighting for the rights of children. Therefore, we performed a qualitative and interpretative research, based on the triangulation of methods which emphasizes a dialectic construction to understand the phenomena, trough the combination and crossing of multiples points of view, instruments, and other areas of knowledge. Thus, starting with participant observation and a systematic record in a field diary, we perceived, as months went by, a lack of children participation in school due to the established power relations that submit them to a strict institutional hierarchy. In ten small focus groups, we created a space where the children could express their ideas and feelings, through dialogue and drawings, about how they see their participation in school. We found out that almost all of those children didn t see themselves as having rights at school; and they even proposed the use of punitive and controlling systems (similar to those employed by the school itself) to deal with problem children . Through digital and artisanal photography workshops, we created a mechanism for the children to play and modify their participation at school; by shooting pictures of what they liked the most in the school environment. All procedures have been helpful to allow us to compare, analyze, and interpret their actions and speech about children participation in the institutional context. Employing historic-cultural psychology and critic pedagogy we concluded that the school is too far removed from contributing to the subjective autonomy of the children. Nowadays, their biggest concern is not to live the present day, nor to question the school system, but only to hope for a better future when they will grow up and, finally, be considered someone . Today they are no one , just mere students
Palavras-chave: Participação Infantil
Significados e Sentidos
Psicologia Histórico- Cultural
Pedagogia Crítica
Children Participation
Semantics and Meaning
Historic-cultural Psychology
Critic Pedagogy
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Psicologia
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citação: KARLSSON, Juliane Karla Freitas. A visão das crianças sobre sua participação no contexto escolar: a vez e a voz da infância. 2012. 141 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2859
Data de defesa: 1-Nov-2012
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIANE KARLA FREITAS KARLSSON.pdfDissertação4,35 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.