???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3241
Tipo do documento: Dissertação
Título: Violência silenciada: violência física e psicológica contra idosos no contexto familiar
Autor: Martins, Mônica Barroso 
Primeiro orientador: Martins, Rosimeire de Carvalho
Resumo: A sociedade brasileira assiste a crescentes demonstrações de violência que afetam a vida das pessoas em seus vários estágios de desenvolvimento, acarretando prejuízos, por vezes, de longa duração, ou até irreversíveis, à saúde. De todas as formas de violência, a violência perpetrada contra mulheres idosas é a que vem revestida de maior complexidade para sua notificação, diagnóstico, prevenção e tratamento, quer porque o vitimador é pessoa das relações familiares da vítima, ou porque afronta importantes regras de convívio sociocultural. Dentro desta realidade a presente pesquisa objetivou de forma geral conhecer as formas de violência física e psicológica sofridas pelas idosas em seu contexto familiar, de forma mais específica, almejou identificar quais os efeitos psicossociais da violência física e psicológica sofrida por essas idosas; verificando quais os sentidos dados pelas idosas a violência física e psicológica sofrida no âmbito familiar e por fim, investigar as estratégias por elas encontradas para sair da situação de violência física e psicológica dentro de seus lares. O local da pesquisa foi realizado no Programa ―Idoso Feliz Participa Sempre‖ da Terceira Idade Adulta (PIFPS-3IA), da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). As participantes tinham a faixa etária maior que 60 anos. Os procedimentos e critérios de avaliação foram realizados de acordo com a operacionalização sugerida por Bardin (2002) e Minayo (1993), onde sugerem uma pré-análise e leitura flutuante na organização do material e articulação com os objetivos. Buscou-se ainda vincular nossa análise dos dados à pesquisa qualitativa de cunho sócio-histórico. Concluiu-se que a maioria das participantes desta pesquisa já sofreu algum tipo de violência física ou psicológica, no entanto, mesmo sofrendo algum tipo de violência seja física ou psicológica a menos identificada pela maioria é a violência psicológica. Os resultados apontam ainda a existência da negação e da subnotificação por parte das vítimas, tal situação foi identificada e relacionada à questão do desconhecimento dos vários tipos de violência e pela dificuldade emocional que as idosas têm em aceitar que seus familiares sejam os protagonistas de atos violentos contra elas dentro de seus lares; identificamos ainda que as idosas mesmo enfrentando adversidades nessa fase da vida, algumas aprenderam a superar as situações vividas dentro de seus lares em relação a violência, além disso, as mesmas enfatizaram que não existe dificuldade em denunciar o ato de violência sofrido dentro de seus lares, bem como o de procurar seus direitos, muito embora a pesquisa tenha nos mostrado que essa prática seja só falada e não cumprida pela maioria das idosas que participaram desta pesquisa.
Palavras-chave: Envelhecimento
Idoso
Violência intrafamiliar
Aging
Elderly
Domestic violence
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: EDUCAÇÃO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação
Citação: MARTINS, Mônica Barroso. Violência silenciada: violência física e psicológica contra idosos no contexto familiar. 2012. 120 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3241
Data de defesa: 27-Apr-2012
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monica.pdf927,04 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.