???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3945
Tipo do documento: Dissertação
Título: Saberes e modos de fazer objetos artesanais na reserva de desenvolvimento sustentável Amanã: um estudo da cultura material ribeirinha
Autor: Sousa, Marília de Jesus da Silva e 
Primeiro orientador: Montardo, Deise Lucy Oliveira
Resumo: O presente trabalho analisa o contexto social da produção de objetos artesanais em três localidades ribeirinhas: Belo Monte, São José do Urini e Sítio Cachimbo, todas situadas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, região do Médio Solimões, Estado do Amazonas. Nestes três lugares um conjunto de objetos artesanais (paneiro, peneira, abano, balaio, vassoura, remo, canoas, louças de barro entre outros) é produzido tradicionalmente. O estudo etnográfico identifica o conjunto de objetos produzidos e utilizados, os artesãos envolvidos nesta atividade, as matérias-primas empregadas, as estratégias produtivas, os arranjos comerciais e o contexto de ensino e aprendizagem deste saber. Assim, entre as comunidades estudadas, percebe-se que os objetos são destinados para uso e conforto doméstico, atividades agrícolas, extrativistas e pesqueiras e são comercializados em comunidades próximas e nos municípios de Tefé e Alvarães. Neste contexto, os paneiros, as peneiras, os remos e as canoas assumem status diferenciado no conjunto de objetos identificados, pois, a importância que estes possuem no uso cotidiano ribeirinho e a sua entrada no circuito de trocas e vendas, confere-lhes um valor de uso e de troca mais amplo no contexto econômico local. Com a venda desses objetos, as famílias produtoras conseguem assegurar uma fonte de renda importante na economia doméstica local já que, dependendo da época do ano, esta renda pode significar a sua principal fonte de sustento. Ademais, a produção e comercialização dos objetos artesanais envolvem uma rede de relações sociais, por meio da qual circula, além dos objetos, um conjunto de práticas e saberes de fazer objetos artesanais. Estas práticas e saberes carregam a marca de um fazer manual que está sendo repassado geracionalmente por meio das relações sociais de parentesco. Portanto, o reconhecimento destes saberes possibilita não só a promoção e o fortalecimento desta expressão cultural dentro das próprias comunidades produtoras como a difusão local desta prática.
Abstract: This work discusses the social context of the production of handicrafts in three riverine localities: Belo Monte, São José do Urini and Sítio Cachimbo, all of them, located in the Amanã Sustainable Development Reserve, Middle Solimões River, Amazonas State. In these three places, a set of traditional handicrafts is produced, such as different kinds of baskets (paneiros and balaios), sieves, fans, brooms, paddles, pottery and others. An ethnographic study was carried out, which identified the set of objects produced and used locally, the craftsmen engaged in this activity, the raw material used, the production strategies, the commercial arrangements and the context of teaching and learning this knowledge. Among the communities studied, handicrafts are destined to domestic use and comfort, agricultural, fisheries and extractive activities, and sold in close communities, as well as the municipalities of Tefé and Alvarães. In this context, paneiros, sieves, paddles and canoes have differentiated status among the set of objects identified. This is explained by the importance that theseobjects have on everyday riverine life and their incursion in the sphere of sales and exchanges, that gives them a wider exchange value within the local economy. By selling these objects, families can ensure an important source of income in the local domestic economy, since, depending on the period of the year, such income may represent the main source of livelihood. Furthermore, the production and commercialization of handicrafts involves a net of social relations, where in addition to objects, a set of practices and knowledge circulates. These practices and knowledge are marked by a manual tradition, transmitted through generations by the social relations of kinship. Therefore, the recognition of this knowledge not only enables the promotion and the strengthening of this cultural expression within these communities, but also the diffusion of this practice in the region.
Palavras-chave: Cultura material
Objetos artesanais
Comunidades ribeirinhas
Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã
Material Culture
Handicrafts
Hiverine communities
Amanã Sustainable Development Reserve
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Museu Amazônico
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: SOUZA, Marília de Jesus da Silva e. Saberes e modos de fazer objetos artesanais na reserva de desenvolvimento sustentável Amanã: um estudo da cultura material ribeirinha. 2011. 163 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manuas, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3945
Data de defesa: 22-Feb-2011
Appears in Collections:Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Marilia de Jesus da Silva e Sousa.pdfDissertação - Marilia de Jesus da Silva e Sousa17,78 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.