Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4214
Tipo do documento: Tese
Título: Vidas despedaçadas impactos socioambientais da construção da usina hidrelétrica de Balbina (AM), Amazônia Central
Autor: Rodrigues, Renan Albuquerque 
Primeiro orientador: Witkoski, Antonio Carlos
Resumo: O desenvolvimento sustentável é uma necessidade global. No que tange à Amazônia, há muito o que se debater e melhorar no âmbito dos projetos para grandes centrais hidrelétricas, construídas para a geração energética, mas que, dado implicarem deslocamentos forçados de populações por causa das barragens dos rios, amiúde tem criado amplos conflitos sociais em épocas atuais, tal como ocorreu historicamente, a partir de projetos de organismos e governos militares, nas décadas de 1960, 1970 e 1980 no Brasil. Uma das represas amazônicas que apresentou grande potencial para a geração desses conflitos foi Balbina. Localizada em Presidente Figueiredo, na Amazônia Central, a represa de Balbina teve finalizada sua construção em 1987, alagando uma área de 2.400 km2 de floresta, atingindo cerca de 3 mil famílias que viviam a jusante e montante da usina. O objetivo do presente trabalho foi analisar impactos sociais após duas décadas e meia de operação da hidrelétrica, iniciada em 1989. Os impactos foram analisados a partir de: i) observação participante, em que o contexto social é descrito; e ii) estudo e análise inferencial dos modos de vida, por meio da etnografia analítica. No entorno de Balbina, foram interpretados resultados de vieses de desfiliação territorial e afetiva, fragmentação de pertencimento, enfraquecimento de relações sociais e rebaixamento de ações práticas para a formação de grupos organizados na região. Como ações de enfrentamento e mitigadoras, optou-se por destacar: i) suspensão e cancelamento imediado, via ação judicial, dos passivos financeiros que tenham sido imputadas aos atingidos pela UHE Balbina, ii) reorganização da economia dentro dos ambientes de vivência para enfrentar a insegurança alimentar e a falta de renda, iii) implantação de um modelo de comércio agregador com uso de moeda social para os atingidos pela barragem e iv) a orientação da produção segundo a diversidade populacional a montante e jusante da represa.
Abstract: Sustainable development is a global necessity. Regarding the Amazon, there is much to discuss and improve the scope of projects for large hydroelectric plants, built for a generating energy, but because involve forced displacement of populations due to the dams of the rivers, often have large social conflicts created as occurred historically, from projects and military government agencies, in the 1960, 1970 and 1980 in Brazil. One of Amazonian dams that showed great potential for the generation of these conflicts was Balbina. Located in Presidente Figueiredo, in the Central Amazon, the Balbina dam had completed its construction in 1987, flooding an area of 2.400 km2 of forest, reaching about 3.000 families living downstream of the dam. The objective of this study is to analyze social impacts after nearly 25 years of operation of the dam began in 1989. The impacts were analyzed based on: i) participant observation, in which the social context is described, and ii) study and inferential analysis of lifestyles, through analytic ethnography. At around Balbina were interpreted results indicating disaffiliation territorial biases and emotional, fragmentation of belonging, weakening of social relations and demotion of practical actions for the formation of organized groups in the region. How coping and mitigating actions, we chose to highlight: i) suspension and cancellation, immediately, via action by Public Ministry and Procon, of all debts pertaining to electricity bills that have been imputed to those affected by dams, ii ) reorganization of the economy within the living environments to address food insecurity and lack of income, iii) implementation of a model of trade with use aggregate of social currency to those affected by the dam and iv) the orientation of production according to the population diversity upstream and downstream of the dam.
Palavras-chave: Usina hidrelétrica - Amazônia
Impactos sociais
Impactos socioambientais
hydroelectric power plant - Amazônia
Social impacts
Environmental impacts
Área(s) do CNPq: OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: RODRIGUES, Renan Albuquerque. Vidas despedaçadas impactos socioambientais da construção da usina hidrelétrica de Balbina (AM), Amazônia Central. 2013. 369 f. Tese (Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4214
Data de defesa: 25-Mar-2013
Aparece nas coleções:Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Renan Albuquerque Rodrigues.pdfTese - Renan Albuquerque Rodrigues17,43 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.