???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4219
Tipo do documento: Dissertação
Título: Vida ribeirinha no lago Cururu: territorialidade, formas de apropriação e usos dos territórios no baixo Solimões (AM)
Autor: Pereira, Cloves Farias 
Primeiro orientador: Witkoski, Antonio Carlos
Resumo: Os recursos naturais são fundamentais para a existência dos ribeirinhos na Amazônia, são comumente apropriados dos territórios pertencentes às comunidades que distribuem entre os seus membros os recursos naturais necessários para a reprodução social dos seus modos de vida. Todavia um dos problemas enfrentados pelos moradores é justamente a questão do uso concomitante de territórios com grupos sociais que não fazem parte de suas relações sociais. Assim, nossa contribuição vem no sentido de compreendermos como é firmada a vida dos moradores das comunidades do lago Cururu, procuramos mostrar que a apropriação dos recursos naturais é resultado do processo de territorialidade. O estudo foi realizado no município de Manacapuru – Amazonas, em três comunidades localizadas no lago Cururu; distribuídas espacialmente em 28 grupos domésticos na Divino Espírito Santo, 15 grupos domésticos na São João dos Cordeiros e 12 grupos domésticos na São Francisco do Cururu. Para o levantamento das informações sobre as práticas produtivas foram tomados como base os procedimentos teórico metodológicos da hermenêutica cultural. A pesquisa foi realizada por meio de um roteiro de entrevista semi-estruturado, sendo igualmente relevante a utilização do banco de dados do Programa Integrado de Recursos Aquáticos e da Várzea, da Universidade Federal do Amazonas. As informações permitiram constatar que a territorialidade é expressa pelo conhecimento local dos moradores no uso dos ambientes de terra firme, várzea e várzea alta; nas formas de apropriação dos recursos naturais e nas relações sociopolítica que permitem a divisão do lago Cururu em comunidades diferenciadas.
Abstract: Natural resources are fundamental for the existence of dwellers in Amazonia, they are usually appropriated from territories that belong to communities which share with their members the natural resources necessary to their way of living. However, one of the problems the dweller face is exactly the concomitant use of territory among other social groups that do not make part of their social relationships. Thus, our contribution comes in the sense of understanding the way the dwellers’ life is settled in the communities of Cururu Lake, we intend to show that the appropriation of natural resources is a result of the process of territoriality. This study was carried out in Manacapuru municipality, Amazonas, in three communities located in Cururu Lake; spatially distributed in 28 domestic groups in “Divino Espírito Santo”, 15 domestic groups in “São Francisco do Cururu”. In order to collect the information about their productive practices we took as base the theoretical-methodological procedures of the hermeneutical culture. The research was performed through a semi-structured interview script, being also very relevant the use of the data bank of the “Programa Integrado de Recursos Aquáticos” (Integrated Program of Aquatic Resources) from “Universidade Federal do Amazonas”. The information collected allowed us to see that territoriality is expressed by the local knowledge of the dwellers through the use of the environments of terra firma, low-land and high-land areas; in the ways of appropriation of the natural resources and through the sociopolitical relationships which acknowledge the division of the Cururu Lake into differentiated communities.
Palavras-chave: Modo de vida ribeirinha
Apropriação e usos dos territórios
Territorialidade
Riverside way of life
Appropriation and use of territories
Tterritoriality
Área(s) do CNPq: OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: PEREIRA, Cloves Farias. Vida ribeirinha no lago Cururu: territorialidade, formas de apropriação e usos dos territórios no baixo Solimões (AM). 2007. 200 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia)- Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4219
Data de defesa: 14-Sep-2007
Appears in Collections:Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Cloves Farias Pereira.pdfDissertação - Cloves Farias Pereira9,7 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.