???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4681
Tipo do documento: Dissertação
Título: Composição, estrutura horizontal e espacial de 16 ha de floresta densa de terra-firme no estado do Amazonas
Autor: Silva, Alice Rodrigues da 
Primeiro orientador: Azevedo, Celso Paulo de
Primeiro coorientador: Silva, Kátia Emídio da
Resumo: O tipo florestal predominante do Bioma Amazônia, cerca de 70%, é denominado Floresta Densa de Terra Firme, caracterizada principalmente pela elevada diversidade de espécies. Sua composição florística e estrutura da vegetação são aspectos que devem ser considerados no planejamento e execução do manejo florestal para condução da floresta e escolha de práticas silviculturais adequadas para seu crescimento e desenvolvimento. Este estudo buscou fornecer informações adicionais para tomadas de decisões na aplicação de técnicas de manejo florestal e/ou conservação de espécies. A pesquisa foi desenvolvida em duas áreas: na Precious Woods Amazon Ltda (PWA), município de Silves e no Campo Experimental do Distrito Agropecuário da Suframa (CEDAS), Rio Preto da Eva, em 08 hectares contínuos em cada área de estudo. Objetivou-se descrever a composição e estrutura horizontal em cada local, incluindo estudos de distribuição espacial explícita, desenvolvendo e testando metodologia baseada em análises de vizinhança, como método auxiliar na seleção de árvores matrizes, árvores para exploração e locais para conservação de espécies, gerando-se mapas de riqueza de espécies associadas às espécies de interesse em duas classes de DAP (classe I: DAP ≥ 10 cm, e classe II: DAP ≥ 40 cm). Neste contexto, todos os indivíduos com DAP≥ 10 cm, foram marcados e identificados em 2014 e tiveram suas coordenadas UTM obtidas. De uma lista de espécies comerciais fornecida pela PWA, foram selecionadas as espécies focais para os estudos envolvendo as análises espaciais, as quais possuíam número de indivíduos maior ou igual a 20 nas duas áreas de estudo. Como resultados, em cada um dos oito hectares, foram registrados 4.279 indivíduos representados por 203 espécies na PWA e 5.069 indivíduos identificados em 386 espécies no CEDAS, sendo que 69 são exclusivas da PWA e 191 exclusivas do CEDAS. O ambiente florestal estudado possui grande diversidade florística, pois apresentou índice de Shannon-Weaver de 4,34 na PWA e 4,95 no CEDAS, corroborando a alta diversidade estimada por meio da curva espécie-área. Entre as cinco espécies mais abundantes na PWA encontram-se Trattinnickia burserifolia (332 ind.), Eschweilera coriacea (168 ind.), Ocotea neesiana (167 ind.), Eschweilera collina (158 ind.) e Trymatococcus amazonicus (129 ind.) que juntas correspondem a 22% do total de indivíduos, sendo Ocotea neesiana a única espécie entre as cinco mais abundantes a também ser classificada como espécie focal. No CEDAS, encontram-se Eschweilera bracteosa (315 ind.), Protium amazonicum (311 ind.), Eschweilera coriacea (205 ind.), Licania oblongifolia (114 ind.) e Pouteria sp.3 (111 ind.) que juntas correspondem a 21% do total de indivíduos. Na PWA foram registrados, considerando-se DAP ≥ 10 cm, densidade de 535 ind.ha-1 e 222,3835 m2.ha-1 de área basal. No CEDAS registrou-se 634 ind.ha-1 e área basal de 223,0455 m2.ha-1.No estudo do padrão espacial, de uma lista de 30 espécies, 10 foram selecionadas na PWA e apenas duas no CEDAS, segundo o critério adotado de número mínimo de indivíduos. Para a comunidade vegetal, tanto na PWA quanto no CEDAS, a Completa Aleatoriedade Espacial (CAE) não foi rejeitada mostrando que o padrão espacial predominante foi o padrão aleatório. Considerando as espécies focais, na PWA a CAE foi rejeitada apenas para duas espécies deste estudo, sendo elas Licaria aritu e Scleronema micranthum que mostraram um padrão de distribuição agregado, a partir da escala, ou distância de 130 m. A metodologia baseada em estudos de vizinhança, visando à seleção de árvores para propósitos de manejo se mostrou adequada para aproximadamente 50% das espécies estudadas. Isto evidencia que a riqueza de espécies encontrada no entorno de algumas espécies comerciais, tendo a classe I como referência, pode ser representada na classe II, condições reais do manejo. A metodologia empregada pode ser uma importante fonte de informações adicionais não só para os estudos nas parcelas de referência, mas também para monitoramento das alterações na composição das espécies ao longo do tempo, após a exploração florestal.
Abstract: The predominant forest type of the Amazônia Biome, about 70%, is called terra-firme dense forest characterized mainly by high species diversity. Its floristic composition and structure are aspects that should be considered in the planning and execution of forest management and choice of appropriate silvicultural practices for their growth and development. This study sought to provide additional information to decision-making in the application of forest management techniques and/or conservation of species and analyze the spatial distribution of species of commercial interest in terra-firme dense forest in Central Amazon. This study was conducted in two areas: the Precious Woods Amazon Ltda (PWA), in Silves and the Campo Experimental do Distrito Agropecuário da Suframa (CEDAS) in Rio Preto da Eva, using 08 continuos hectares in each place. The main goals were to describe the forest composition and horizontal structure, including explicit spatial analysis. Also, we developd and test a methodology based on neighbor analysis as an auxiliar method for mother trees selection, trees to logging and also for conservation areas. From these analysis richness mapas were generated for focal species in two DAP classes (class I: DHB ≥ 10 cm and class II: DHB ≥ 40 cm). All individuos with DBH larger than 10 cm were measured in 2014 and had its UTM coordinates registered. From the list of 30 commercial species, 12 were selected for the spatial studies, having more than or equal 20 individuals. As a result, in each of the eight hectares 4.279 individuals, represented by 203 species were recorded in PWA and 5.069 individuals in 386 species in CEDAS, and 69 are unique to the PWA and 191 unique in CEDAS. The forest environment studied showed great floristic diversity, as presented by Shannon-Weaver index of 4,34 and 4,95 in the PWA and in CEDAS, respectively, supporting the high diversity estimated by the species-area curve. Among the five most abundant species in the PWA are Trattinnickia burserifolia (332 ind.), Eschweilera coriacea (168 ind.), Ocotea neesiana (167 ind.), Eschweilera collina (158 ind.) and Trymatococcus amazonicus (129 ind.) which together account for 22% of all individuals. Ocotea neesiana is the only species among the five most abundant ones that was also classified as a focal species. In CEDAS, Eschweilera bracteosa (315 ind.), Protium amazonicum (311 ind.), Eschweilera coriacea (205 ind.), Licania oblongifolia (114 ind.) and Pouteria sp.3 (111 ind.), together correspond to 21 % of the total individuals. In PWA considering the DHB ≥ 10 cm, the density of individuals was 535 ind.ha-1 and basal area was 222.3835 m2.ha-1. In CEDAS, the density of individuals and basal area were 634 ind.ha-1 and 223.0455 m2.ha-1, respectively. In the study of spatial pattern, the distribution of community, both in PWA as well in CEDAS, the Complete Spatial Randomness (CSR) was not rejected, so the predominant spatial pattern was random pattern. Considering the focal species, in PWA the CSR was rejected for two species, which were Licaria aritu and Scleronema micranthum,with pattern classified as aggregate, from the distance above 130 m. The results from the methodology based on neighbor analysis for tree selections purposes, showed its applicability for 50% of the selected species, where the richness found at the DBH Class II was not significantly different from the one found at Class I. This show that Class II can be used to represent the diversity for these species in the managment real forest situation. Then the methodology tested here is an important source of information, not only for studies in the permanet parcels, but also for the monitoring of the changes in species composition over time, after logging, among other studies.
Palavras-chave: Fitossociologia
Manejo florestal
Bioma amazônico
Floresta Densa de Terra Firme
Phytosociology
Forest management
Ripley’s K
Spatial neighborhood analysis.
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais e Ambientais
Citação: SILVA, Alice Rodrigues da. Composição, estrutura horizontal e espacial de 16 ha de floresta densa de terra-firme no estado do Amazonas. 2015. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4681
Data de defesa: 29-Jun-2015
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Alice Rodrigues da Silva.pdfDissertação - Alice Rodrigues da Silva3,24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.