???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4773
Tipo do documento: Dissertação
Título: Atividade anticâncer da Biflorina em células tumorais gástricas
Autor: Barbosa, Gleyce dos Santos 
Primeiro orientador: Vasconcellos, Marne Carvalho de
Primeiro coorientador: Montenegro, Raquel Carvalho
Resumo: No norte do Brasil, sobretudo nos Estados do Amazonas e Pará, há alta incidência de câncer gástrico, cujos tratamentos disponíveis são ineficazes, na maioria dos casos. A biflorina, uma ortonaftoquinona prenilada obtida das raízes de Capraria biflora L., demonstrou, em trabalhos prévios, inibir o crescimento tumoral in vivo e in vitro de várias linhagens celulares, sem induzir mutagenicidade. A ACP02, principal linhagem celular utilizada nesse trabalho, foi estabelecida a partir de um adenocarcinoma gástrico difuso primário, retirado da região cárdia estomacal de um paciente de 66 anos oriundo do Pará. Entre as principais alterações cariotípicas e genéticas dessa linhagem estão a trissomia do cromossomo 8, com amplificação do oncogene MYC, e a deleção do braço curto do cromossomo 17, onde estaria localizado o gene supressor de tumor TP53. Essas características observadas na linhagem estabelecida correspondem àquelas observadas no tumor que a deu origem, evidenciando que tal linhagem é uma boa alternativa para o estudo da fisiopatologia do câncer gástrico humano e triagem de drogas. Tendo em vista o potencial promissor da biflorina e a necessidade de regionalizar o estudo de novas drogas anticâncer para atender as particularidades genotípicas de cada grupo de pacientes, avaliamos a atividade da biflorina sobre ACP02 através da análise morfológica das células, dos ensaios de viabilidade celular, do ensaio clonogênico, do teste de motilidade, do teste de diferenciação celular pelo NBT e da avaliação do status de MYC e comprimento dos telômeros por FISH, nas concentrações de 0, 1,0, 2,5 e 5 M, após 24 e 72h de tratamento. As alterações morfológicas indicaram morte celular por necrose, além de sugerirem a ocorrência de processo de diferenciação, devido à alteração no formato da célula aderida. A biflorina apresentou atividade citotóxica (CI50 1,92 M) e atividades citostática, anticlonogênica e inibidora da motilidade in vitro, estatisticamente significativas (p<0,05) desde a concentração de 1 M. Houve redução significativa da taxa de amplificação de MYC, nas células tratadas com 2,5 e 5,0 M da droga (p<0,05), o que pode justificar a ocorrência de processo de diferenciação celular, tendo em vista o papel fisiológico desse gene. Essa diferenciação foi confirmada pelos resultados obtidos durante o teste do NBT, no qual as células apresentaram capacidade de metabolizar o sal a partir do tratamento de 1,0 M. O comprimento do telômero foi reduzido nas células tratadas com 5,0 M de biflorina (p<0,05). Esses resultados demonstram que a biflorina atua sobre importantes alvos da terapia anticâncer, quando utilizada sobre a linhagem gástrica ACP02 em concentrações em torno de 2,5 M, o que a torna uma substância promissora para o tratamento desse tipo de tumor.
Abstract: In the northern Brazil, especially in the states of Amazonas and Pará, there is a high incidence of gastric cancer which available treatments are ineffective in most cases. The biflorin, a prenylated ortanaftoquinona obtained from the roots of Capraria biflora L., showed, in previous studies, an inhibition of the tumor growth in vivo and in vitro in several cell lines, without inducing mutagenicity. The ACP02, main cell line used in this work, was established from a primary diffuse gastric adenocarcinoma, removed from the stomach cardia region of a 66-year-old pacient born in Pará. Among the main karyotypes and genetic changes of this lineage are the trisomy of chromosome 8, with amplification of the MYC oncogene, and the deletion of the chromosome 17’s short arm, where the tumor suppressor gene TP53 is located. These characteristics observed in the established line correspond to those observed in the original tumor, what indicates that this line is a good alternative to the study of the human gastric cancer pathophysiology and the drug screening. Considering biflorin’s promising potencial and the necessity to regionalize the study of new anticancer drugs to answer genotype particularities of each group of patients, we evaluated the activity of biflorin on ACP02 through the morphological cell analysis, the cell viability assays, the clonogenic assay, scratch assay, the cell differentiation test by NBT, the evaluation of the MYC status and telomere length by FISH, in 0, 1.0, 2.5 and 5.0 M concentrations, after 24 and 72 hours of treatment. The morphological changes indicate cell death by necrosis, and suggest the occurrence of the differentiation process, due to change in the format of the attached cell. The biflorin showed a cytotoxic activity (IC50 1.92 M) and cytostatic, anticlonogenic and antimotility activities, statistically significant (p<0,05) since 1 M. There was a significant reduction in MYC amplification rate in cells treated with 2.5 e 5 M of the drug (p<0,05), which can explain the occurrence of cellular differentiation process, in view of the physiological role of this gene. This differentiation was confirmed by the results obtained during the NBT test, in which the cells showed the ability to metabolize salt from a treatment of 1.0 M. The telomere length was reduced in cells treated with 5.0 M of biflorina (p<0,05). These results showed that biflorin acts on important targets of anticancer therapy, when used on the gastric line ACP02, at concentrations around 2.5 M, which makes it a promising substance for the treatment of this tumor type.
Palavras-chave: Câncer gástrico
Plantas medicinais
Biflorina
Gastric cancer
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: FARMÁCIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas
Citação: BARBOSA, Gleyce dos Santos. Atividade anticâncer da Biflorina em células tumorais gástricas. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4773
Data de defesa: 27-Jan-2012
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Gleyce dos Santos Barbosa.pdfDissertação - Gleyce dos Santos Barbosa2,85 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.