Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Da unicidade virtual a polifonia real: micropolíticas Ticuna no Alto Solimões - Am/Brasil
Autor: Almeida, Anderson Rocha de 
Primeiro orientador: Oliveira, João Pacheco de
Resumo: A presente dissertação trata da configuração etnopolítica Ticuna a partir da formação das unidades políticas internas ao Movimento Indígena, entendendo que a idéia de unidade política entre os Ticuna nunca foi de fato uma realidade, até mesmo quando da luta pela demarcação dos seus principais territórios. O que efetivamente ocorreu durante anos entre as décadas de 1970-1980 foi uma virtual união que se expressava “por uma única voz” no interior de um Movimento Indígena que tinha consciência de que as diferenças e conflitos internos deviam dar lugar a luta em torno de um objetivo comum: a demarcação da terra. No entanto, com a demarcação física e jurídica dos seis principais territórios étnicos Ticuna (Eware I e II, Lago Beruri, Porto Espiritual, Betânia e Vui-Uata-In e/ou Nova Itália) no ano de 1993, o final da década de 1990 e princípio do século XXI foram seguidos da criação de uma multiplicidade de organizações e associações políticas Ticuna- orientadas para os mais variados campos de ação política. Em muitos casos essas mesmas organizações e associações passaram a se chocar, pois concorriam/concorrem entre si projetos e convênios. Contudo, o que é produzido politicamente entre os índios Ticuna atualmente é justamente um conjunto de micropolíticas operadas por uma multiplicidade de organizações e associações Ticuna. Diante dessas disputas por projetos e convênios, esteve presente a necessidade de institucionalização dos mecanismos de ação política (organizações e associações), fato que acabou por lançar as lideranças e dirigentes Ticuna no campo do exercício jurídico de maneira direta, algo que acarretou uma série de benefícios, mas que por outro lado, como no caso do CGTT no convênio com a FUNASA, desencadeou um processo de inadimplência que em muitas de suas faces acabou por abalar o prestígio de muitas lideranças e dirigentes Ticuna que historicamente estiveram na linha de frente do Movimento Indígena Ticuna.
Abstract: This dissertation is concerned with the Ticuna ethnopolitics configuration from the formation of internal political units in the indigenous social movement, understanding that the idea of political unity among the Ticuna people was never a reality in fact, even when they struggled for the lands demarcation. Actually, what really occurred during all the 1970-1980 decade, while the fight for the lands regularization was a virtual union expressed “by one voice” inside of an indigenous social movement that had consciousness that differences and internal conflicts should give rise to a common objective: the land demarcation. However, with the legal and physical demarcation of the six main Ticuna ethnic territory (Eware I and II, Lago Beruri, Porto Espiritual, Betânia and Vui-Uata-In and/or Nova Itália), the end of the 1990 decade and the early XXI century was followed by the creation of a multiplicy of Ticuna social organizations and political associations, guided to several fields of political action. In many cases, these same organizations and associations began to cash by competing for the same projects and government agreements. However, what is politically produced among Ticuna Indians is currently a set of micropolitics conduced by a multiplicity os Ticuna‟s organizations and associations. Given the disputes by projects and government agreements there was the necessity of institutionalization for the political mechanisms of action (organization and associations), this fact eventually launch the Ticuna leaders and chiefs straight to the field of legal activity, causing a serie of benefits, but on the other side- as in the case of CGTT organization during the health agreement with FUNASA- triggered an indebtedness process, which in many ways affected the prestige of several Ticuna leaders and chiefs that historically had been in the forefront of Ticuna indigenous movement.
Palavras-chave: Etnopolítica
Movimento indígena
Povo Ticuna
Ethnopolitics
Indigenous social movement
Ticuna people
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: ANTROPOLOGIA: ETNOLOGIA INDÍGENA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Museu Amazônico
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: ALMEIDA, Anderson Rocha de. Da unicidade virtual a polifonia real: micropolíticas Ticuna no Alto Solimões - Am/Brasil. 2015. 115 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5116
Data de defesa: 5-Ago-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Antropologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação- Anderson Rocha.pdfReprodução Total Autorizada902,99 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.