???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5277
Tipo do documento: Dissertação
Título: Toxicidade aguda de agrotóxicos e Curva de Sensibilidade de espécies para peixes amazônicos
Autor: Souza, Thayana Cruz de 
Primeiro orientador: Waichman, Andrea Viviana
Primeiro coorientador: Marcon, Jaydione Luiz
Resumo: A Amazônia vem sendo alvo de contaminação ambiental pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, colocando não só em risco a biodiversidade e abundância de organismos aquáticos, mas também o funcionamento e sustentabilidade desse ecossistema. Pouco se sabe a respeito dos efeitos dessas substâncias em espécies amazônicas, a maioria dos estudos ecotoxicológicos são desenvolvidos com espécies de ambiente temperado que, por sua vez, são extrapolados para as regiões tropicais. Além disso, os valores máximos permitidos para diversas substâncias em uso no Brasil não estão estabelecidos em lei. O presente trabalho teve como proposta determinar a toxicidade aguda de quatro agrotóxicos em cinco espécies de peixes amazônicos (Carnegiella strigata, Colossoma macropomum, Corydoras schwartzi, Hemigrammus rhodostomus e Paracheirodon axelrodi), permitindo delinear corretamente estratégias para sua proteção com base na utilização do método de distribuição de sensibilidade de espécies e sugerir valores máximos permitidos para cada agrotóxico. Primeiramente, foi determinada a Concentração Letal Mediana (CL50) dos agrotóxicos, testados individualmente para as cinco espécies. Em seguida, foram determinadas as concentrações de risco que afetam 5% das espécies (HC5) utilizando o conceito de Distribuição de Sensibilidade de Espécies (DSE) comparando os dados obtidos neste estudo com dados de espécies de peixes de ambiente temperado obtidos da literatura. Os valores máximos permitidos para cada agrotóxico em ambientes aquáticos na Amazônia foram propostos. Com base nos resultados da CL50, a deltametrina apresentou maior toxicidade aos peixes, seguido pelo glifosato, diuron e imidacloprido. C. strigata foi uma das espécies mais sensíveis à exposição dos agrotóxicos, enquanto que C. schwartzi apresentou mais resistência, com valores de CL50 mais elevados. Não houve diferença significativa na distribuição de sensibilidade entre as espécies amazônicas e temperadas. Os valores de HC5 gerados com a construção das DSEs foram propostos como ponto partida para a formulação dos padrões de qualidade de água na região amazônica, no que diz respeito ao grupo dos peixes, sendo os valores máximos sugeridos para deltametrina, imidacloprido, glifosato e diuron: 0,242 μg/L, 14.56 μg/L, 177,00 μg/L, 1.27 μg/L, respectivamente. Portanto, esse trabalho é um dos pioneiros na realização de testes de toxicidade com agrotóxicos em peixes amazônicos, dessa forma, contribui para ampliar o conjunto de dados ecotoxicológicos e pode ser utilizado como ponto de partida para as discussões envolvendo a determinação de valores máximos permitidos de substâncias tóxicas para os ambientes aquáticos da Amazônia.
Abstract: The Amazon has been the target of environmental contamination by the indiscriminate use of pesticides, putting at risk not only the biodiversity and abundance of aquatic organisms, but also the functioning and sustainability of the ecosystem. Little is known about the effects of these substances on Amazonian species, most ecotoxicological studies are developed with species of temperate environment which, in turn, are extrapolated to tropical regions. Furthermore, the maximum permissible values for various substances in use in Brazil are not established by law. The present study was proposed to determine the acute toxicity of four pesticides in five species of Amazonian fish (Carnegiella strigata, Colossoma macropomum, Corydoras schwartzi, Hemigrammus rhodostomus e Paracheirodon axelrodi), allowing properly devise strategies for their protection based on the use of the method of distribution of sensitivity of species and suggest maximum values allowed for each pesticide. First, the Lethal Concentration (LC50) of pesticides was determined, tested individually for the five species. Then, it was determined the concentrations of risk affecting 5% of species (HC5) using the concept of species sensitivity distribution (SED) comparing the data obtained in this study with data from both species of temperate environment obtained from the literature. The maximum allowable values for each pesticide in aquatic environments in the Amazon have been proposed. Based on the results of LC50, deltamethrin showed greater toxicity to fish, followed by glyphosate, imidacloprid and diuron. C. strigata was one of the most sensitive species to exposure to pesticides, whereas C. schwartzi was more resistant, with higher value of LC50. There was no significant difference in the distribution of sensitivity between the Amazonian and temperate species. HC5 values generated with the construction of SDRs have been proposed as starting point for the formulation of standards of water quality in the Amazon region, with regard to the fish group, with the maximum suggested values for deltamethrin, imidacloprid, glyphosate and diuron: 0,242 μg/L, 14.56 μg/L, 177,00 μg/L, 1.27 μg/L, respectively. Therefore, this work is one of the pioneers in conducting toxicity testing in Amazonian fish with pesticides, thus testing contributes to increase the number of ecotoxicological data and can be used as a starting point for discussions involving the determination of maximum allowable values for toxic substances to the aquatic environments of the Amazon.
Palavras-chave: Ecotoxicologia
Toxicologia aquática
Peixes – Amazônia
Agrotóxico
Biodiversidade
Contaminação ambiental
Sustentabilidade
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia
Citação: SOUZA, Thayana Cruz de. Toxicidade aguda de agrotóxicos e Curva de Sensibilidade de espécies para peixes amazônicos. 2014. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5277
Data de defesa: 7-Jul-2014
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Thayana C. Souza.pdf1,42 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.