???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5721
Tipo do documento: Dissertação
Título: Doenças crônicas não transmissíveis em profissionais de enfermagem: uma revisão integrativa
Autor: Santos, Valéria Francelina 
Primeiro orientador: Santana, Mary Elizabeth de
Resumo: Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) são doenças que acometem os indivíduos por um grande período de tempo e têm origem em idades jovens, mas têm muitas oportunidades de prevenção. A OMS (2005) define como DCNT as doenças cardiovasculares, respiratórias crônicas, as neoplasias e o diabetes mellitus, incluindo também neste rol, as doenças que contribuem para o sofrimento dos indivíduos, famílias e da sociedade. Este estudo objetivou fazer uma análise da produção nacional e internacional referente às DCNT encontradas em profissionais de enfermagem, buscando fazer uma associação com o meio de trabalho desses profissionais. A análise foi realizada segundo os pressuposto de Ganong (1987), numa amostra de 11 estudos, com 90.9% encontrados na língua portuguesa, com exceção de um artigo (9.1%) na língua inglesa, cujos autores, com um percentual de 63.7% composto por Enfermeiros , sendo que 81.8% do total dos autores, atuavam na área de ensino, mas com 90.9% tendo o hospital como campo de pesquisa. 36.4% dos estudos foram encontrados na região sudeste. Em relação aos designs, encontramos estudos não experimentais , descritivos , transversais (90.9%) e um de revisão bibliográfica . O resultado da análise mostrou que são vários fatores de risco demonstrado na literatura que contribuem para o desenvolvimento de doenças crônicas nos profissionais de enfermagem relacionados com seus hábitos comportamentais e também pelos fatores internos ao trabalho , como a excessiva carga de trabalho, jornadas de trabalho, plantão noturno, baixa valorização do trabalho, elevado nível de tensão, transporte de pacientes, entre outros, afetando a qualidade de vida destes profissionais e assistência prestada a sua clientela. As pesquisas também revelaram que a equipe de enfermagem tem apresentado associado ao trabalho, elevada ocorrência de afecções osteomusculares, hipertensão, diabetes, obesidade e a depressão, sendo a mais prevalente, a hipertensão. Há necessidade de intervenções em cima dos fatores de riscos para as DCNT, envolvendo tanto o profissional e a instituição para o enfrentamento dessas afecções, considerando também, a importância de ações de promoção da saúde no próprio ambiente laboral e que devem se estender ao longo de todo período de vida desses trabalhadores.
Abstract: Non-communicable Chronic Diseases (NCDs) are diseases that affect individuals for a long period of time and come from young ages, but have many opportunities for prevention. WHO (2005) defines as NCD cardiovascular diseases, chronic respiratory diseases, cancer and diabetes mellitus, also including in this list, the diseases that contribute to the suffering of individuals, families and society. This study aimed to analyze the national and international production related NTCDs found in professional nursing, trying to make an association with the working environment of these professionals. The analysis was performed according to the assumption Ganong (1987), a sample of 11 studies, with 90.9% found in the Portuguese language, with the exception of one article (9.1%) in the English language, whose authors, with a percentage of 63.7% compound for Nurses, with 81.8% of the total ¨ authors worked in education, but with 90.9% having the hospital as a research field. 36.4% of the studies were found in the southeast region. Regarding designs, we found no experimental studies, descriptive, transversal (90.9%) and a literature review. The result of the analysis showed that several risk factors are shown in the literature that contribute to the development of chronic diseases in nursing professionals related to their behavioral habits and also by internal factors at work, such as excessive workload, shift work, night shift, low valuation of work, high stress level, patient transportation, among others, affecting the quality of life of these professionals and assistance to its clientele. The research also revealed that the nursing staff has presented work-related, high occurrence of musculoskeletal disorders, hypertension, diabetes, obesity and depression being the most prevalent hypertension. There is need for interventions upon the risk factors for NCDs, involving both the professional and the institution to face these conditions, also considering the importance of health promotion actions in their own work environment and that should extend throughout period of the workers.
Palavras-chave: Doenças crônicas
Enfermagem
Condições de trabalho
Revisão integrativa
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas - Universidade Federal do Pará
Sigla da instituição: UFAM - UFPA
Departamento: Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Programa: Programa de Pós-graduação em Saúde, Sociedade e Endemias na Amazônia
Citação: SANTOS, Valéria Francelina. Doenças crônicas não transmissíveis em profissionais de enfermagem: uma revisão integrativa. 2012. 87 f. Dissertação (Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5721
Data de defesa: 18-Dec-2012
Appears in Collections:Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Valéria Santos.pdfDissertação - Valéria Francelina774,88 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.