???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5778
Tipo do documento: Tese
Título: Nossa terra em outras terras: os descendentes de eslavos na zona da mata rondoniense
Autor: Paula, Jania Maria de 
Primeiro orientador: Witkoski, Antonio Carlos
Resumo: O movimento migratório dirigido a Rondônia a partir da década de 1970 levou para aquele estado populações de todas as regiões brasileiras, porém em maiores números as originárias dos estados do centro sul do país e que foram se fixando nas áreas de abrangências dos projetos de colonização implantados e administrados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. Dentre as populações inseridas nos processos de migração compulsória que se deslocaram para a Amazônia em busca de terras estão os paranaenses descendentes de eslavos (poloneses e ucranianos), durante as últimas três décadas este grupo de colonos vem contribuindo para a produção do espaço sociogeográfico no Estado de Rondônia e mais especificamente da região conhecida como Zona da Mata Rondoniense formada pelo conjunto de sete municípios, dentre eles Rolim de Moura, Novo Horizonte do Oeste, Nova Brasilândia do Oeste que compõem o recorte geográfico desta pesquisa. Sob o contexto da reocupação da terra, a Zona da Mata Rondoniense pode ser compreendida como uma face singular da Amazônia onde as concepções do mundo tradicional camponês ainda se revelam naturalmente, tanto aos moradores do campo quanto aos da cidade. Embora com acesso ao mundo globalizado, estas particularidades da população local fazem dela um microcosmo do universo camponês sulino, contam com algumas manifestações culturais já desaparecidas nas grandes cidades do Sul. Esta pesquisa analisou uma parcela da população local que ainda manifesta traços de suas culturas de origem, deste modo, teve como objetivo compreender o modo de vida dos migrantes paranaenses descendentes de eslavos, identificando a forte presença do habitus camponês eslavo em suas manifestações de caráter identitário. Para tanto, foi necessário averiguar os processos de desterritorialização e reterritoliralização que envolveram suas trajetórias migratórias, a construção do novo território embasado nos costumes camponeses e eslavos e a reelaboração de sua identidade regional.
Abstract: The migratory movement directed to Rondônia in the 1970s took to that state populations of all Brazilian regions, but in greater numbers those from the states of the south center of the country and that were settling in the areas covered by the colonization projects Implanted and administered by the National Institute of Colonization and Agrarian Reform - INCRA. Among the population included in the processes of compulsory migration that have moved to the Amazon in search of land are the descendants of Slavs (Polish and Ukrainian), during the last three decades this group of colonists has been contributing to the production of social-geographical space in the State Of Rondônia and more specifically of the region known as Forest Zone from Rondonia formed by the union of seven towns, among them Rolim de Moura, Novo Horizonte do Oeste, Nova Brasilândia do Oeste that covers the geographic cut of this research. Under the context of the reoccupation of the land, the Forest Zone of Rondonia can be understood as a singular face of the Amazon where the conceptions of the traditional peasant world still naturally reveal themselves to both the rural and the urban dwellers. Although they have access to the globalized world, these peculiarities of the local population make it a microcosm of the southern peasant universe, they have some cultural manifestations which are already absent in the great cities of the South. This research analyzed a portion of the local population that still shows traces of their cultures, that way this study aimed to understand the lifestyle of the Slavic descendants of Parana, identifying the strong presence of the Slavic peasant habitus in its manifestations of identity. In order to do so, it was necessary to investigate the processes of deterritorialization and reterritoliralization that involved its migratory trajectories, the construction of the new territory based on the peasant and Slavic customs and the (re) construction of its regional identity.
Palavras-chave: Grupos eslavos
Identidade regional
Territórios - Rondônia
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: PAULA, Jania Maria de. Nossa terra em outras terras: os descendentes de eslavos na zona da mata rondoniense. 2017. 375 f. Tese (Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5778
Data de defesa: 20-Feb-2017
Appears in Collections:Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese - Jania M de Paula.pdf7,65 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons