???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6060
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Comunidade quilombola de Santa Tereza do Matupiri: autoimagem, construção sócio-histórica e territorial
???metadata.dc.creator???: Oliveira, Georgio Ítalo Ferreira de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Rodrigues, Renan Albuquerque
???metadata.dc.description.resumo???: O presente estudo teve como temática "Comunidade Quilombola de Santa Tereza do Matupiri: autoimagem, construção sócio-histórica e territorial", esta comunidade está localizada na região do Rio Andirá, município de Barreirinha, Estado do Amazonas. O objetivo principal desta pesquisa é reconstituir a autoimagem, construção sócio histórica e territorial do Quilombo de Santa Tereza do Matupiri, bem como identificar através dos relatos orais, etnografia do lugar um processo de resistência e formação de redes de solidariedade, entre os moradores das comunidades que compõe esse quinteto quilombola do Rio Andirá. A pesquisa contou com a participação de alguns moradores da comunidade de Santa Tereza, pessoas com raízes na genealogia negra, ativos de sua própria história, sendo povos marcados pela resistência e luta em favor das presentes e futuras gerações. O estudo foi fundamentado na História Oral, em abordagem qualitativa, tendo como recurso de investigação entrevistas semi-dirigidas aos colaboradores e registro em caderno de campo, essas técnicas foram fundamentais para a coleta de dados. As fontes basilares que fomentaram teoricamente este trabalho foram Sales (1971), Gomes (1997, 2003), Sampaio (1997, 2008, 2011), Almeida (1998, 2006, 2008, 2012), Alencastro (2000), Funes (2003), Chambouleyroin (2006), Cavalcante (2013), Pozza Neto (2011), Oliveira (2015). Os resultados desta pesquisa no tangem à autoimagem, construção sócio-histórica e territorial, contemplam de maneira assertiva aos objetivos tratados na proposta proto deste trabalho, e que no decorrer da dissertação as indagações levantadas encontraram respostas nas falas da rede de colaboradores que compuseram a pesquisa de campo. Que após longos anos de lutas travadas, conseguiram lograr êxito em suas reivindicações por território e finalmente tendo suas terras reconhecidas como comunidades quilombolas. De acordo com a Fundação Palmares sob a portaria n° 176, de 24 de outubro de 2013, registrou-se no Livro de Cadastro Geral n° 16, o reconhecimento coletivo das Comunidades de Boa Fé, Trindade, São Pedro, Ituquara e Matupiri como comunidades quilombolas. O reconhecimento dessas populações quilombolas localizados no Rio Andirá garantem às gerações afrodescendentes a valorização de sua matriz étnica, admitindo a existência de um povo legalmente constituído, e cuja formalização outorgada pelo estado e aqui enfatizada é resultado de lutas e persistência das populações tradicionais (negras) do Rio Andirá. Diante dos resultados apresentados espera-se que esse território quilombola receba atenção do poder público, da esfera federal, estadual e municipal, e dessa forma a história, a identidade e a memória do negro possa se manter viva na Amazônia.
Abstract: The present study had as its theme "Quilombola Community of Santa Tereza do Matupiri: self-image, socio-historical and territorial construction", this community is located in the region of Rio Andirá, Barreirinha municipality, Amazonas State. The main objective of this research is to reconstitute the self-image, socio-historical and territorial construction of the Quilombo of Santa Tereza do Matupiri, as well as identify through the oral reports, ethnography of the place a process of resistance and formation of networks of solidarity among the residents of the communities That composes this quilombola quintet of the Andirá River. The research had the participation of some residents of the community of Santa Tereza, people with roots in black genealogy, active in their own history, being people marked by resistance and struggle in favor of present and future generations. The study was based on Oral History, in a qualitative approach, having as a research resource interviews semi-addressed to the employees and record in the field notebook, these techniques were fundamental for the data collection. The basic sources that theoretically fostered this work were Sales (1971), Gomes (1997, 2003), Sampaio (1997, 2008, 2011), Aleneda (1998, 2006, 2008, 2012) , Chambouleyron (2006), Cavalcante (2013), Pozza Neto (2011), Oliveira (2015). The results of this research in the field of self-image, socio-historical and territorial construction, assertively consider the objectives discussed in the proto proposal of this work, and that in the course of the dissertation the questions raised found answers in the statements of the network of collaborators who composed the research Of field. That after long years of fought struggles, they managed to succeed in their claims for territory and finally having their lands recognized as quilombola communities. According to the Palmares Foundation under Ordinance No. 176, dated October 24, 2013, the Collective Recognition No. 16, the collective recognition of the communities of Boa Fé, Trindade, São Pedro, Ituquara and Matupiri as quilombola communities . The recognition of these quilombola populations located in the Rio Andirá guarantee to the afrodescendent generations the valorization of their ethnic matrix, admitting the existence of a legally constituted people, and whose formalization granted by the state and here emphasized is the result of struggles and persistence of the traditional populations (black) Of the Andirá River. In view of the results presented, it is expected that this quilombola territory will receive attention from the public, federal, state and municipal spheres, so that the history, identity and memory of the Negro can be kept alive in the Amazon.
Keywords: Matupiri
População tradicional
Territorialidade
Identidade Cultural
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIÊNCIAS HUMANAS
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
???metadata.dc.publisher.initials???: UFAM
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Ciências Humanas e Letras
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citation: OLIVEIRA, Georgio Ítalo Ferreira de. Comunidade quilombola de Santa Tereza do Matupiri: autoimagem, construção sócio-histórica e territorial. 2017. 154 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
???metadata.dc.rights???: Acesso Embargado
???metadata.dc.rights.uri???: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6060
Issue Date: 31-Jan-2017
Appears in Collections:Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reprodução Não Autorizada.pdf46.6 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons