???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6167
Tipo do documento: Dissertação
Título: Gestão e uso de parques verdes urbanos como cenários sociais de Proteção Ambiental
Autor: Fernandes, Karoline Matos 
Primeiro orientador: Higuchi, Maria Inês Gasparetto
Resumo: Os Parques Verdes Urbanos (PVU) têm hoje uma função múltipla de proteção do ambiente natural e ponto de contato entre o ser humano e a natureza, visto que as cidades se tornaram cada vez menos atrativas em termos de qualidade ambiental e de vida. O presente trabalho apresenta uma discussão sobre a gestão de Parques Verdes Urbanos, seus usos pela população e suas contribuições como cenário de proteção ambiental partindo-se dos seguintes questionamentos norteadores: Como se desenvolve a gestão desses Parques Verdes Urbanos? Quais os principais problemas enfrentados por esses espaços? Como os atores percebem e relacionam estes espaços com o quadro de proteção ambiental? A pesquisa foi desenvolvida em dois parques de Manaus, o Bosque da Ciência e o Parque do Mindu. Objetivou analisar como se desenvolvem as múltiplas ações de gestão e atividades sociais no âmbito dos referidos parques verdes urbanos da cidade de Manaus-AM e suas implicações na construção do cenário de proteção da natureza. A pesquisa é de abordagem qualitativa e de caráter descritivo e exploratório. A coleta de dados foi realizada em outubro e novembro de 2013, os participantes da pesquisa foram gestores (2) e visitantes (60) maiores de 18 anos que frequentaram os PVU, sendo uma amostra de 30 visitantes por parque. Dentre os resultados obtidos constatou-se que, os principais entraves, para uma gestão efetiva dos PVU tratam-se de cunho financeiro e humano. A falta de recursos previstos e um quadro de funcionários a suprir a demanda podem se tornar fatores que fragilizam o espaço. Sobre a caracterização do espaço, cada parque é configurado de modo a atender os objetivos de sua criação tratando-se, portanto de espaços distintos no que diz respeito a infraestrutura, no entanto, se aproximam quando se pensa em seus objetivos atuais que é a conservação da natureza aliada ao conhecimento, a educação ambiental e interação social. Há combinações espaciais variadas que proporcionam usos diversos em cada um deles, e, portanto diversas formas de apropriação. Constatou-se que os PVU são espaços de constante interação socioambiental, onde as pessoas costumam ir com a família e amigos. Este espaço é visto pelos usuários muitas vezes como um oásis em meio à cidade, onde é possível respirar ar puro, entrar em contato com a natureza e libertar-se. Configuram-se também como espaços que despertam nos visitantes sentimentos de cuidado e proteção com a natureza. Conclui-se que estudar as percepções dos gestores e usuários, pode contribuir de forma significativa para a proteção do ambiente dos PVU, pelo fato de possibilitar um olhar holístico sobre as partes que constituem e dão vida ao espaço. O estudo contribuiu ainda com a discussão sobre o conceito de áreas verdes, o papel da população e gestão para a conservação destas áreas, a importância destas na malha urbana e os efeitos que elas proporcionam à população.
Abstract: The Urban Green Parks (UGP) nowadays have a multiple function of protecting the natural environment and the point of contact between human beings and nature, as cities have become increasingly less attractive in terms of environmental quality and life. This paper presents a discussion about the management of UGP, their uses by the population and their contributions as a scenario of environmental protection starting from the following guiding questions: How does the management of these Urban Green Parks develop? What are the main problems faced by these spaces? How do the players perceive and relate these spaces to the framework of environmental protection? The research was developed in two parks of Manaus, the Bosque da Ciência and the Parque do Mindu. It aimed to analyze how the multiple actions of management and social activities in the ambit of the mentioned urban green parks of the city of Manaus - AM and their implications in the construction of the scenario of protection of the nature are developed. The research is qualitative and descriptive and exploratory. Data collection was carried out in October and November of 2013, the participants of the survey were managers (2) and visitors (60) over 18 years old who attended the UGP, being a sample of 30 visitors per park. Among the results obtained, it was verified that the main obstacles to an effective management of UGPs are financial and human. Lack of expected resources and a cadre of employees meeting the demand can become factors that weaken space. Regarding the characterization of space, each park is configured to meet the objectives of its creation, thus being different spaces in what concerns the infrastructure, however, they approach when thinking about their current objectives that is conservation of nature allied to knowledge, environmental education and social interaction. There are varied spatial combinations that provide diverse uses in each of them, and therefore diverse forms of appropriation. It was found that the UGP are spaces of constant socio-environmental interaction, where people usually go with family and friends. This space is often seen by users as an oasis in the middle of the city, where it is possible to breathe fresh air, get in touch with nature and become free. They are also configured as spaces that awaken in the visitor’s feelings of care and protection with nature. It can be concluded that studying the perceptions of the managers and users, may significantly contribute to the UGP’s environment protection, because it allows a holistic view on the parts that constitute and give life to the space. The study also contributed to the discussion about the concept of green areas, the role of population and management for the conservation of these areas, its importance within the urban area and the effects they provide to the population.
Palavras-chave: Percepção Ambiental
Parques Verdes Urbanos
Gestão Ambiental
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia
Citação: FERNANDES, Karoline Matos. Gestão e uso de parques verdes urbanos como cenários sociais de Proteção Ambiental. 2014. 107 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6167
Data de defesa: 8-Apr-2014
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação _Karoline Fernandes.pdf2,2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons