Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6194
Tipo do documento: Dissertação
Título: Etnoconhecimento e Educação Química: diálogos possíveis no processo de formação inicial de professores na Amazônia
Autor: Assis Júnior, Pedro Campelo de 
Primeiro orientador: Souza, Renato Henriques de
Primeiro coorientador: Eleutério, Célia Maria Serrão
Primeiro membro da banca: Souza, katiuscia dos Santos
Segundo membro da banca: Nicot, Yuri Expósito
Resumo: Este estudo versa sobre o Etnoconhecimento e Educação Química e os possíveis diálogos no processo de formação inicial de professores na Amazônia. A temática foi amparada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação - 9394/96, nas Diretrizes e Orientações Curriculares Nacionais que regulamentam o sistema educacional brasileiro e tratam da formação inicial de professores da Educação Básica. Para alcançarmos os objetivos propostos para este estudo, que consistia em investigar a possibilidade de diálogo entre o Etnoconhecimento e a Educação Química nos TCC’s dos egressos do Curso de Química no período de 2010 a 2015. O procedimento metodológico foi amparado na pesquisa documental que se configurou estratégia de coleta de dados. Foram analisados 111 Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos egressos do Curso de Licenciatura em Química do Centro de Estudos Superiores de Parintins (CESP) vinculado à Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Dos 111 TCC’s mapeados e analisados, apenas 11 tinham relação com o Etnoconhecimento e teciam diálogos com a Educação Química. Os resultados das análises confirmaram que a linguagem química estava presente em diferentes práticas tradicionais e evidenciaram a possibilidade de se estabelecer diálogos entre o Etnoconhecimento e a Educação Química e com isso, melhorar o processo de formação inicial de professores na Amazônia. Essa região é um lugar especial, é um espaço singular, com diversidades múltiplas, onde cada comunidade representa um mundo cultural que deve ser conhecido, compreendido e valorizado por seus habitantes e por todos os que se relacionam, onde juntos (professores e alunos) podemos descobrir novos mundos, trocar vivências e experiências. Dai considerar importante que o aluno se familiarize com diferentes abordagens e o prepare para múltiplas realidades.
Abstract: This study deals with the Ethnoconference and Chemical Education and the possible dialogues in the process of initial teacher training in the Amazon. The thematic was supported by the Law of Directives and Bases of Education - 9394/96, in the Guidelines and National Curricular Guidelines that regulate the Brazilian educational system and deal with the initial formation of Basic Education teachers. In order to reach the objectives proposed for this study, which consisted of investigating the possibility of a dialogue between the Ethnoconference and the Chemical Education in the TCC's of the graduates of the Chemistry Course from 2010 to 2015. The methodological procedure was supported by the documentary research that was set up strategy of data collection. A total of 111 Course Completion Works (TCC) of graduates of the Chemical Licensing Course of the Center for Higher Studies of Parintins (CESP) linked to the University of the State of Amazonas (UEA) were analyzed. Of the 111 TCC's mapped and analyzed, only 11 were related to Ethnoconference and weaves dialogues with the Chemical Education. The results of the analyzes confirmed that the chemical language was present in different traditional practices and evidenced the possibility of establishing dialogues between Ethnoconference and Chemical Education and with that, to improve the process of initial teacher training in the Amazon. This region is a special place, it is a singular space, with multiple diversities, where each community represents a cultural world that must be known, understood and valued by its inhabitants and by all that are related, where together (teachers and students) we can discover new worlds, exchange experiences and experiences. It will be important for students to become familiar with different approaches and prepare them for multiple realities.
Palavras-chave: Etnoconhecimento
Educação Química
Formação Inicial de Professores
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Citação: ASSIS JÚNIOR, Pedro Campelo. Etnoconhecimento e Educação Química: diálogos possíveis no processo de formação inicial de professores na Amazônia. 2017. 107 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6194
Data de defesa: 20-Out-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Pedro Campelo de Assis Junior.pdf2,73 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons