Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2704
Tipo do documento: Dissertação
Título: Chefia feminina e trabalho precarizado: um olhar para as mulheres usuárias do Programa de Atenção Integral à Família no CRAS São José IV, em Manaus/AM
Autor: Costa, Simone Tavares da Silva 
Primeiro orientador: Torres, Iraildes Caldas
Resumo: Este estudo teve como propósito analisar os fatores que contribuem para o fenômeno da chefia feminina, dando especial relevo às mulheres usuárias dos serviços sociais do CRAS São José IV na Zona Leste de Manaus. Discutimos neste trabalho os elementos constitutivos da família evidenciando os novos arranjos familiares nos tempos atuais, chamando a atenção para a significativa inserção da mulher no mercado de trabalho. A pesquisa foi realizada no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) São José IV que é vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SEMASDH). O trabalho de campo foi realizado junto às mulheres moradoras do bairro São José II e IV cadastradas no Programa de Atenção Integral à Família (PAIF). A metodologia utilizada foi pautada nas abordagens qualitativas sem excluir os aspectos quantitativos. O levantamento de dados secundários foi feito junto aos órgãos de referência (IBGE, PNAD) e junto à instituição executora da assistência social à família em situação de vulnerabilidade social, SEMASDH. A amostra empírica foi constituída por 20 mulheres usuárias dos serviços sociais do CRAS e cadastradas no PAIF, sob a técnica de formulário contendo perguntas abertas e fechadas com o objetivo de identificar as mulheres chefes de família. A técnica de entrevista semi-estruturada foi destinada às profissionais do serviço social, psicologia e à coordenadora do CRAS. Dentre os múltiplos aspectos revelados, a pesquisa constatou que as mulheres chefes de família têm orgulho dessa nova condição de gênero. Muitas delas desejam voltar a estudar para sentirem-se bem com elas mesmas e para melhorar sua condição de vida, sendo marcante sua vontade em lutar por adequadas condições de trabalho, emprego e renda à guisa de construção da sua cidadania. Conclui-se, que essas mulheres têm consciência de si e de seu importante papel não só no âmbito da família, mas também dentro do atual contexto contemporâneo, colocando-se como constructo social dentro das relações de gênero.
Palavras-chave: Mulheres trabalhadoras – Amazonas
Mulher e família
Mulheres chefes de família
Condições sociais
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS: SERVIÇO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citação: COSTA, Simone Tavares da Silva. Chefia feminina e trabalho precarizado: um olhar para as mulheres usuárias do Programa de Atenção Integral à Família no CRAS São José IV, em Manaus/AM. 2011. 131 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/2704
Data de defesa: 13-Out-2011
Aparece nas coleções:Mestrado em Serviço Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Simone Tavares da Silva Costa.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.