Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3978
Tipo do documento: Dissertação
Título: Reterritorialização e identidade do povo Omágua- Kambeba na aldeia Tururucari- Uka
Autor: Silva, Márcia Vieira da 
Primeiro orientador: Nogueira, Amélia Regina Batista
Resumo: Reterritorialização e Identidade do povo Omágua/Kambeba é um estudo que pretende contribuir com a discussão de território, não propriamente só com os conceitos clássicos da Geografia, mas, sobretudo, com a conceituação a partir de uma luta política vivenciada por indígenas Omágua/Kambeba aldeados na aldeia Tururucari-Uka no município de Manacapuru – AM e que reivindicam seus direitos a terra para viver e rememorar seus costumes e tradições, imprimindo no território sua identidade étnica que é manifestada na territorialidade, onde os mitos, os cantos, as danças, a língua, são revividos e transmitidos evitando que a cultura e a identidade Omágua/Kambeba se perca. Essa relação identidade e território toma forma de um processo em movimento, que se constitui ao longo do tempo, tendo como principal elemento o sentido de pertencimento do indígena ou do povo ao seu lugar de vivência. Na perspectiva dos Omágua/Kambeba, este estudo se propôs a objetivar as relações estabelecidas entre o povo indígena da aldeia Tururucari-Uka com o território e suas territorialidades sob a ótica da Geografia Cultural, que compreende uma dimensão não só política, mas, simbólico-cultural. Sua territorialidade se desenvolve livremente com todas as possibilidades conferidas pela modernidade e pela tradição mantida pelos mais velhos da aldeia. A metodologia utilizada foi à história oral de vida, utilizando-se da oralidade para coletar importante informações que servirá de suporte para que as futuras gerações dos Omágua/Kambeba possam aprender e orgulhar-se de seu povo. Neste estudo, realizou-se uma abordagem histórica mostrando como viviam e se territorializavam os Omágua/Kambeba em séculos passados (XVI ao XX). Esta viagem ao passado indígena tornou-se importante, posto que foi possível observar o que se perdeu desde o contato com os colonizadores e o que foi conservado e recriado pelos Omágua/Kambeba hoje (século XXI) como os mitos, cantos, entre outros elementos identitários. Portanto, este estudo pretende mostrar que os Omágua/Kambeba que outrora habitaram parte da várzea amazônica continuam a se territorializar e se desterritorializar em um processo de resistência e reafirmação étnica.
Abstract: Reterritorialización e identidad del pueblo Omágua Kambeba es uno estudio que busca contribuir con la discusión del território no solo propiamente con los conceptos clásicos de la Geografia, pero, especialmente, con la conceptualización, a partir de una lucha política vivida por indígenas Omágua Kambeba, aldeanos en la aldea Tururucari-Uka y que reclaman sus derechos a la tierra para vivir y recordar sus costumbres y tradiciones, dejando en el território su identidad étnica que es manifiestada en la territorialidad dónde los mitos, los cantos, las danzas, la lengua, son revividos y transmitidos evitando que la cultura y la identidad Omágua Kambeba se pierda. La relación identidad y território toma forma de un proceso en movimiento, constituído a lo largo del tiempo teniendo como el principal elemento el sentido que pertenence al indígena o al pueblo. En la perspectiva de los Omágua Kambeba esto estúdio se han propuesto objetivar las relaciones establecidas entre el pueblo indígena de la aldea Tururucari-Uka con el território y su territorialidad bajo la óptica geográfica cultural que comprende una dimensión no solo política, pero también, simbólico-cultural. Su territorialidad se desarrolla libremente con las posibilidades conferidas por la modernidad y por la tradición mantenida por los mayores de la aldea. La metodologia utilizada fue la história oral de vida utilizandose de la oralidad para recoger importantes informaciones que servirá de soporte para que sus futuras generaciones de los Omágua Kambeba para que puedan aprender y orgullarse de su pueblo. En neste estúdio se há realizado una abordagem histórica mostrando como vivián y se territorializabam los Omágua Kambeba en los siglos pasados (XVI al XX ). En nesta viagem al pasado indígena se há tornado importante, puesto que fue posible observar lo que se há perdido desde los contactos con los colonizadores y lo que fue conservado y recreado por los Omágua Kambeba hoy (siglo XXI), con los mito, los cantos, dentre otros elementos identitarios. Por esto, los estúdios desean mostrar que los Omágua Kambeba que una vez han habitado parte de las tierras inundadas de la Amazonia continuán territorializar y se desterriorializar en uno proceso de resistencia y reafirmacion étnica.
Palavras-chave: Território
Identidade
Territorialidade Omágua/Kambeba
Memória
Identidad
Territorialidad,
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geografia
Citação: SILVA, Márcia Vieira da. Reterritorialização e identidade do povo Omágua- Kambeba na aldeia Tururucari- Uka. 2012. 175 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3978
Data de defesa: 25-Abr-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Márcia Vieira da Silva.pdfDissertação - Márcia Vieira da Silva7,91 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.