Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Oralidade e cotidiano: falares fronteiriços em Benjamin Constant - AM
Autor: Lima, Jorge Luís de Freitas 
Primeiro orientador: Barros, Rosemara Staub de
Segundo membro da banca: Freitas, Marilene Corrêa da Silva
Terceiro membro da banca: Soares, Artêmis de Araújo
Quarto membro da banca: Costa, Renilda da
Quinto membro da banca: Costa, Selda Vale da
Resumo: As pessoas utilizam diversos meios de comunicação a todo o momento durante a extensão de suas vidas, no entanto, não se perguntam como se dá esse processo. Sabe-se, porém, que a forma como os indivíduos falam e a diferenciação de como falam, ocorrem de acordo com a cultura na qual os indivíduos em questão estão inseridos. Para melhor ilustrar essa situação, o trabalho aqui presente apresenta em seu conteúdo o campo semiótico da Feira Municipal da cidade de Benjamin Constant (MA) – cidade habitada por diversas etnias indígenas, além de peruanos e claro, brasileiros - com o objetivo de Investigar as influências socioculturais no uso da oralidade pelos agentes envolvidos nas relações comerciais na feira municipal de Benjamin Constant-AM e a implicação disso para a compreensão de como se caracteriza o processo comunicativo numa região de fronteira, tendo como base de estudo teórico autores como: Bordieu (2009); Certeau (2012); Geertz (1989); Hall (1997); Machado (2007); Matos (2001) e Martins (2002). Nessa perspectiva, utilizou-se a etnografia enquanto método de investigação, o que nos possibilitou mostrar por meio de depoimentos e observação participativa que a linguagem influencia a vida dos seres humanos, mostrou-se o quão importante ela é e que, mesmo com muitas variedades linguísticas existentes no planeta, há sempre a possibilidade de comunicação e que por força dos contatos em região de fronteira - possibilidades diversas de comunicação podem ser “engendradas”. O que se constatou na feira municipal de Benjamin Constant quando para superar as dificuldades comunicativas resultantes das diferentes línguas em contato, substituiu-se a oralidade por práticas corporais.
Abstract: People use various means of communication at all times during the length of their lives, however, do not ask how this process. However, it is known that how individuals speak and the differentiation of which they speak, occur according to the culture in which the individuals in question are inserted. To better illustrate this situation, the work here this shows in its content the semiotic field of the Fair city of Benjamin Constant (MA) - city inhabited by various indigenous ethnic groups, as well as Peru and clear, Brazilians - with the objective of investigating the cultural influences on the use of the orality by agents involved in trade relations in the fair city of Benjamin Constant-AM and the implication of this for the understanding of how does the communicative process in a frontier region, having as a basis for theoretical study authors as: Bordieu (1999); de Certeau (2012), Geertz (1989); Hall (1997); Machado (2007); Matos (2001) and Martins (2002). From this perspective, we used the ethnography as a method of research, which enabled us show by means of interviews and participant observation that the language influences the life of human beings, was how important it is and that, even with many varieties existing language on the planet, there is always the possibility of communication and that by virtue of contacts in border region - several possibilities of communication can be "engendered". We noted in the fair city of Benjamin Constant when to overcome communicative difficulties resulting from the different languages in contact, replaced the orality of bodily practices.
Palavras-chave: Semiótica
Comunicação
Falares fronteiriços
Semiotics
Communication
Speaker border
Área(s) do CNPq: OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: LIMA. Jorge Luís de Freitas. Oralidade e cotidiano: falares fronteiriços em Benjamim Constant - AM. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4116
Data de defesa: 29-Set-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Jorge Luís de Freitas Lima.pdfDissertação - Jorge Luís de Freitas Lima.pdf1,35 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.