Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4943
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diversidade microbiana dos solos de Terra Preta de Índio e de Terra Mulata da Amazônia Ocidental
Autor: Silva, Luciana Batista da 
Primeiro orientador: Leomil, Luciana
Primeiro coorientador: Astolfi Filho, Spartaco
Resumo: A Amazônia caracteriza-se por apresentar dois ecossistemas principais, os inundáveis e os não-inundáveis, sendo que este engloba a terra firme onde encontra-se os sítios arqueológicos antropogênicos originados pela ação humana de povos pré-colombianos da Amazônia. Este solo é rico em matéria orgânica e com alto teor de nutrientes, o que proporciona um habitat favorável a comunidade microbiana, podendo ou nao demonstrar uma imensa diversidade microbiana em ambientes naturais que ainda encontra-se por ser desvendada, e a utilização de seqüências do gene 16S rRNA diretamente nestes ambientes tem tornado possível estimar essa diversidade. Diante disto, o objetivo deste trabalho foi construir quatro bibliotecas 16S rRNA de solos de Terra Preta de Índio (TPBact e TPArch) e Adjacente (TABact e TAArch), visando comparar a biodiversidade do Domínio Bacteria e do Domínio Archaea entre estes dois tipos de solos. Foram selecionados 960 clones para o Domínio Bacteria e 672 clones para o Domínio Archaea e foram comparados usando os bancos de dados do NCBI (BLAST) e RDP-II. Os resultados mostraram o predomínio de microrganismos desconhecidos e ou não-cultivados representando 38% em TPBact, 58% em TABact, 52% em TPArch e 49% em TAArch. Os Filos encontrados para as bibliotecas do Domínio Bacteria foram: Acidobacteria (20% em TPBact e 11% TABact); Nitrospira (8% TPBact e 1% 32 em TABact); Firmicutes (7% TPBact e 3% TABact); Actinobacteria e Alphaproteobacteria (5% TPBact e 4% TABact); Proteobacteria (5% TPBact e 2% TABact); Sphigobacteria (2% TPBact e 5% TABact) e por fim, 4% de Gammaproteobacteria em ambas as bibliotecas. Para o Domínio Archaea foram encontrados apenas dois Filos, Crenarcheota (40% TPArch e 46% TAArch) e Euryarcheota (8% TPArch e 5% TAArch). De um modo geral, os valores obtidos pelos índices de Simpson e Shannon para a biblioteca do Domínio Bacteria de Terra Preta e Mulata, nos mostraram uma maior diversidade netes solos, enquanto isso não ocorre para as bibliotecas de Archaea, talvez porque estas últimas sejam pouco descritas na literatura. Este trabalho visou contribuir com o conhecimento sobre a diversidade do Domínio Bacteria, com sua grande diversidade de Filos, e do Domínio Archaea, um grupo que ainda precisa ser mais estudado, principalmente nos solos amazônicos, com sua importância ecológica e biotecnológica
Abstract: The Amazon is characterized primarily by having two major ecosystems, the flooding and no flooding, which is covering the land where it is anthropogenic archaeological sites caused by human action from pre-Columbian peoples of Amazon, rich in organic matter with high nutrient content, which provides a favorable habitat for microbial community can or can’t shows vast diversity of microbial populations in natural environments and until this moment was not disclosure and make use of sequences of 16S rRNA gene directly from the environment has be possible to estimate this diversity. Facing this, the objective of this study was to construct four libraries 16S rRNA from soils Anthropogenic Dark Earth (TPBact e TPArch) and adjacente soil (TABact e TAArch), to compare biodiversity of Bacteria Domain and Archaea Domain between these two environments. Were selected 960 clones to Bacteria Domain and 672 clones to Archaea Domain and were compared using databases of Genbank (NCI-USA) and RDP-II program. Data analyses indicated prodominace of microoganims unknown from 38% among the sequences from TPBact, 58% from TABact, and 52% from TPArch and 49% from TAArch. The phylum founded for libraries to Domain Bacteria was: Acidobacteria (20% TPBact and 33 11% TABact); Nitrospira (8% TPBact and 1% TABact); Firmicutes (7% TPBact and 3% TABact); Actinobacteria and Alphaproteobacteria (5% TPBact and 4% TABact); Proteobacteria (5% TPBact and 2% TABact); Sphigobacteria (2% TPBact and 5% TABact) and 4% Gammaproteobacteria in both libraries. For Archeae Domain were found just two phylum, Crenarcheota (40% TPArch and 46% TAArch) e Euryarcheota (8% TPArch and 5% TAArch). Overall values obtaind from Simpson and shannon indexes for library Bacteria Domain of Dark Earth and Mulata showed greater diversity in this soil, while it doesn’t occur to Archaea libraries, perhaps because they are poorly described in literature. This study aimed to contribute with knowledge about variety of Bacteria Domain, with great diversity of Filos and Archaea Domain, a group still needs to be further studied, mainly in Amazonian soil, with its ecological significance and biotechnological
Palavras-chave: Ecologia Microbiana
Microbiologia do solo
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Diversidade Biológica
Citação: SILVA, Luciana Batista da. Diversidade microbiana dos solos de Terra Preta de Índio e de Terra Mulata da Amazônia Ocidental. 2009. 162f. Dissertação (Mestrado em Diversidade Biológica) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4943
Data de defesa: 4-Mar-2009
Aparece nas coleções:Mestrado em Diversidade Biológica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Luciana Batista.pdfReprodução Total Autorizada3,76 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.