Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5611
Tipo do documento: Tese
Título: Insikiran: da política indígena à institucionalização da educação superior
Autor: Freitas, Marcos Antonio Braga de 
Primeiro orientador: Torres, Iraildes Caldas
Primeiro membro da banca: Freitas, Marilene Corrêa da Silva
Segundo membro da banca: Almeida, Alfredo Wagner Berno de
Terceiro membro da banca: Cirino, Carlos Alberto Marinho
Quarto membro da banca: Wanzeler, Eglê Betânia Portela
Resumo: Este estudo discute a criação e inserção do Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena no contexto da educação escolar indígena no âmbito da Universidade Federal de Roraima – UFRR, buscando apontar os impactos ocorridos na vida dos povos e comunidades indígenas desta região. A educação escolar nas comunidades indígenas representa um avanço nos últimos tempos na medida em que tornou-se uma realidade social com a inserção da escola e o protagonismo do professor indígena, que passou a assumir as atividades docentes em detrimento da política assimilacionista e protecionista defendida pelo Serviço de Proteção ao Índio, desde 1910, prosseguindo com o modelo integracionista implantado pela Funai em meados dos anos de 1960, a qual veio somar-se às experiências de missões religiosas. Esta tese busca analisar em que sentido a política de educação superior desenvolvida pela UFRR, por intermédio do Insikiran, tem tido impacto no desenvolvimento social dos povos indígenas de Roraima, tendo por base a experiência do Curso de Licenciatura Intercultural implantado em 2002. A questão indígena em Roraima faz parte do processo histórico que começa com os relatos dos viajantes sobre a exploração no vale do rio Branco, desde meados do século XVIII, quando se tem as primeiras notícias dos povos indígenas. A pesquisa foi desenvolvida na cidade de Boa Vista, estado de Roraima, onde acontece as atividades didático-pedagógicas do Insikiran, de onde partimos para analisar o processo de formação de professores indígenas na escola e comunidade com vistas a perceber os impactos sociais, políticos, educacionais e culturais desse curso para as organizações e comunidades indígenas de Roraima, tendo por base os dados qualitativos obtidos juntos aos indígenas do chão de comunidade e suas lideranças que participam do Conselho do Insikiran. Dentre os múltiplos aspectos revelados ficou claro o fato de que as relações de poder são elementos fundantes, que instituem o Insikiran como um espaço de disputa saudável, no contexto da educação superior indígena, quer seja por parte das organizações dos povos indígenas, quanto por parte da própria Universidade. Deve-se reconhecer, portanto, à guisa de conclusão, que, por um lado, as organizações indígenas de Roraima tomam para si, a “paternidade” deste projeto audacioso e inovador no campo do movimento indígena, e, outro, não deixa de ser, também, um espaço de poder institucional dentro da Universidade Federal de Roraima que se vê como gestora e executora deste projeto de educação superior indígena.
Abstract: The present study deals with the creation and insertion of the Insikiran Institute of Indigenous Higher Education, in the context of the indigenous education at the Federal University of Roraima - UFRR, aiming at identifying the impacts of indigenous peoples and communities life in the region. The education in indigenous communities represents an advance in recent times, as long as it has become a social reality with an insertion of the school and the protagonism of the indigenous teacher that began to have teacher activities to the detriment of the assimilationist and protectionist policy defended by the Indigenous Protection Service - SPI, since 1910, continuing with the integrationist model implemented by the Indigenous National Foundation - Funai in the middle of 1960s in the twentieth century, which has contributed to religious mission experiences. The current dissertation aims to analyze how the policy of indigenous high education developed by UFRR through Insikiran, has had an impact at the social development of the indigenous peoples in Roraima, based on the experience of the Intercultural Licentiate Undergraduate Course implemented in 2002. The indigenous issue in Roraima is a part of the historical process that begins with the travelers’ reports about the exploration at Branco river valley since the middle of the eighteenth century, when the first Indigenous people news existed. The research was carried out in the city of Boa Vista, state of Roraima, where the didactic-pedagogical activities of Insikiran happens in order to realize the process of indigenous teacher qualification in the school and community aiming at analyzing social, political, educational and cultural impacts of this course for the organizations and indigenous communities in Roraima, based on the qualitative data obtained by the indigenous natives from the community and their leaders who participate in the Council of Insikiran. Among the various aspects demonstrated, the results have proved that the fact of power relations are founding elements which institute Insikiran as a place of positive dispute in this process of indigenous higher education, as through indigenous people organization, as through the University. Therefore, it is important to recognize the fact that, on the one hand, the indigenous organizations in Roraima take the "paternity" of this audacious and innovative project in the field of indigenous movement. On the other hand, it is also a place of institutional power inside the Federal University of Roraima which is the manager and executor of this project of indigenous higher education.
Palavras-chave: Insikiran
Movimento indígena
Interculturalidade
Educação Escolar Indígena
Politica Indigenista Educacional
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia
Citação: FREITAS, Marcos Antonio Braga de. Insikiran: da política indígena à institucionalização da educação superior. 2017. 263 f. Tese (Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5611
Data de defesa: 18-Jan-2017
Aparece nas coleções:Doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Marcos A. B. Freitas.pdf11,62 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons