Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3048
Tipo do documento: Tese
Título: Maturação fisiológica de sementes de tucumã (astrocaryum aculeatum g. mey. arecaceae) em uma área da Amazônia central
Título(s) alternativo(s): PHYSIOLOGICAL MATURITY OF SEEDS TUCUMÃ (Astrocaryum aculeatum G. Mey. - Arecaceae) IN AN AREA OF CENTRAL AMAZON
Autor: Elias, Maria Elizabeth de Assis 
Primeiro orientador: Gentil, Daniel Felipe de Oliveira
Resumo: Na família Arecaceae, inúmeras espécies produzem frutos comestíveis de significativo valor nutricional e alto potencial econômico. Dentre essas, encontra-se Astrocaryum aculeatum G. Mey., cujo fruto é conhecido como tucumã. A planta é uma palmeira monocaule, com tronco ereto, com até 25 m de altura e, aproximadamente, 30 cm de diâmetro. A propagação é feita por sementes que comumente demoram em iniciar o processo germinativo. As sementes das palmeiras, em geral, apresentam germinação lenta e irregular, e são influenciadas por fatores como a maturação. O processo de maturação fisiológica tem influência na qualidade fisiológica da semente, e seu estudo na tecnologia de sementes, visa determinar o ponto ideal de colheita para a obtenção de sementes de alta qualidade. Assim, o trabalho teve como objetivo identificar o ponto de maturidade fisiológica no qual ocorre a máxima capacidade de germinação e vigor das sementes de Astrocaryum aculeatum. O trabalho foi realizado em três estudos. Para a identificação dos indicadores morfológicos foram avaliadas as características morfológicas do fruto e do pireno. Nas sementes foram avaliados os aspectos anatômicos, além da qualificação e quantificação das reservas. No estudo da influência da idade de maturação fisiológica da semente sobre a emergência de plântulas avaliou-se: o teor de água, massa fresca e seca do pireno, reservas acumuladas, porcentagem de germinabilidade, de emergência, de sementes mortas, de sementes dormentes, o índice de velocidade e o tempo médio de emergência. O estudo de maturação pós-colheita foi realizado em sementes obtidas de frutos que ficaram em repouso, antes do beneficiamento, por períodos de 0, 5, 10, 15 e 20 dias pós-colheita, onde os parâmetros avaliados foram: o teor de água dos frutos, dos pirenos e das sementes, a porcentagem de germinabilidade, de emergência e de sementes mortas, o teor de proteína, o índice de velocidade de emergência e o tempo médio e final de emergência. O ponto de maturidade fisiológica da semente de tucumã ocorreu entre 153 a 169 vi dias após abertura da espata. A cor do exocarpo não foi um bom indicador da maturação fisiológica da semente, sendo considerados como melhores indicadores morfológicos: a cor do mesocarpo amarela ou laranja-escuro, a cor do endocarpo preto brilhante e a consistência pétrea, a cor do tegumento da semente, marrom-claro ou escuro ferrugíneo, consistência rígida do endosperma, além do ponto de máximo comprimento, espessura e massa fresca do pireno. A semente de tucumã apresentou como substâncias de reservas: proteínas, lipídios e carboidratos na forma de polissacarídeos pécticos. A partir de 90 dias após a abertura da espata, o embrião apresentou diferenciação nos primórdios foliares. A idade de maturação da semente teve influência na sua qualidade fisiológica e afetou o seu desempenho germinativo. Aos 135 dias após abertura da espata, as sementes apresentaram elevada mortalidade de sementes e aos 153 dias maior porcentagem de germinabilidade e emergência. As sementes de tucumã, extraídas de frutos colhidos no início do seu desprendimento natural da infrutescência, apresentaram desempenho fisiológico superior às submetidas a períodos de maturação pós-colheita.
Abstract: In the family Arecaceae, countless species produce edible fruits of significant nutritional value and high economic potential. Astrocaryum aculeatum G. Mey. is such a species, which its fruit is known as tucuma. This plant is a single-stipe palm with an erect trunk approximately 25 m high and 30 cm in diameter. It is propagated by seed and there is commonly a delay in germination start. Palms often show slow and irregular germination, and maturation is one of the factors involved. The process of seed maturation influences the physiological quality and its study in seed technology tries to determine the ideal harvest conditions for obtaining top quality seeds. Specifically, this work aims to identify the point of physiological maturity which produces Astrocaryum aculeatum seeds which have maximum viability and vigor. The investigation was carried out in three studies. To identify morphological indicators the morphological characteristics of the fruits and pyrenes were evaluated. For seeds, anatomical characteristics were used along with the qualitative and quantitative content of reserves. In the study concerning the influence of the period of time of ripening on the seedling emergence the following parameters were considered: the water content, the fresh and dry mass of the pyrene, accumulated reserves, percentage of germinability, seedling emergence, dead seeds, dormant seeds, the index of velocity, and the mean time of emergence. The study of post-harvest ripening was carried out on seeds obtained from fruits 0, 5, 10, 15 and 20 days after harvesting, and the parameters analyzed were: water content of the fruits, pyrenes and seeds, the percentage germinability, seedling emergence, dead seeds, protein content, the index of velocity, the mean time and final time of emergence. The point of seed physiological maturity of tucumã occurred between 153 and 169 days after the opening of the spathe. The color of the exocarp was not a good indicator of the seeds physiological maturity. Better morphological indicators were: yellow or deep viii orange color of the mesocarp, bright black color of the endocarp, light brown or dark-ferruginous brown color of the tegument, hard consistency of the endocarp, strong consistency of the endosperm, as well as the point maximum length, thickness and fresh mass of the pyrene. tucumã seeds have reserve materials of proteins, lipids and carbohydrates in the form of pectic polysaccharides. At 90 days after the opening of the spathe, the embryo displayed differentiation of the primordial leaves. The period of time influences the physiological and the germination of seeds of A. aculeatum. At 135 days after the opening of the spathe, the seeds showed a high percentage of seeds mortality and at 153 days there was a higher germinability and seedlings emergence. Tucumã seeds extracted from fruits harvested at the beginning of spontaneous detachment of the bunch, showed higher physiological performance than those subject to periods of post-harvest ripening.
Palavras-chave: Maturação fisiológica
Palmeira
Germinação
Physiological maturity
Palm tree
Germination
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Agronomia Tropical
Citação: ELIAS, Maria Elizabeth de Assis. PHYSIOLOGICAL MATURITY OF SEEDS TUCUMÃ (Astrocaryum aculeatum G. Mey. - Arecaceae) IN AN AREA OF CENTRAL AMAZON. 2011. 121 f. Tese (Doutorado em Agronomia Tropical) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3048
Data de defesa: 30-Set-2011
Aparece nas coleções:Doutorado em Agronomia Tropical

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE MARIA ELIZABETH DE ASSIS ELIAS.pdf2,38 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.