???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3102
Tipo do documento: Tese
Título: Produção da biomassa de Pleurotus albidus por fermentação submersa para elaboração de barras de cereais
Autor: Kirsch, Larissa de Souza 
Primeiro orientador: Teixeira, Maria Francisca Simas
Resumo: Nos últimos anos a busca por alimentos que promovam a qualidade e expectativa de vida dos consumidores tem crescido mundialmente. Espécies de Pleurotus atendem para essa tendência, pois são considerados alimentos de elevado potencial nutricional. Este trabalho teve como objetivo avaliar as condições in vitro de produção e as propriedades nutricionais de Pleurotus albidus visando a elaboração de barras de cereais. Inicialmente foi avaliada a influência das condições de cultivo em meio sólido e os parâmetros físico-químicos por fermentação submersa para produzir biomassa micelial. Os resultados mostraram que em meio sólido o crescimento micelial foi similar em todos os meios de cultivo na ausência de luz, contudo, na presença de luz o crescimento em ágar extrato de malte e ágar extrato de malte com extrato de levedura foi estatisticamente superior em relação aos demais. Na fermentação submersa sacarose, frutose e maltose foram as fontes de carbono que mais favoreceram a produção da biomassa, 7,28 g.L-1, 7,07 g.L-1, 6,99 g.L-1, respectivamente, e das fontes de nitrogênio o melhor resultado foi com extrato de levedura (7,98 g.L-1). O planejamento fatorial utilizado para avaliar a influência da concentração de sacarose e extrato de levedura, pH e velocidade de agitação indicou que todas as variáveis influenciaram significativamente na produção da biomassa, com destaque para a concentração da sacarose. A máxima produção de biomassa (9,81 g.L-1) foi em meio contendo sacarose (30,0 g.L-1), extrato de levedura (2,5 g.L-1), pH 7,0 e velocidade de agitação (180 rpm). A biomassa não apresentou contaminação microbiana nem toxicidade frente a Artemia salina¸e mostrou uma capacidade antioxidante com redução em 28% do radical DPPH. Na qualidade nutricional, a biomassa apresentou teor de carboidratos totais de 50,7%, 20,41% de proteínas, 18,55% de fibra bruta, 8,18% de cinzas, 2,66% de lipídios e 303, 34 Kcal. O potássio foi o macromineral mais abundante, seguido de fósforo, sódio e magnésio, com 17,13 g.Kg-1, 12,31 g.Kg-1, 3,52 g.Kg-1 e 2,06 g.Kg-1, respectivamente, enquanto zinco (57,99 mg.Kg-1), ferro (28,82 mg.Kg-1) e cobre (3,97 mg.Kg-1) foram os microminerais em maior quantidade. Todos os aminoácidos essenciais foram detectados na biomassa, sendo os mais abundantes a leucina, lisina e valina com teores de 0,91 g.100 g-1, 0,78 g.100 g-1 e 0,73 g.100 g-1, respectivamente. Ácido aspártico (1,31 g.100 g-1), ácido glutâmico (1,14 g.100 g-1), alanina (1,12 g.100 g-1) e arginina (1,01 g.100 g-1) destacaram-se em relação aos aminoácidos não essenciais. Na avaliação da qualidade microbiológica as três formulações de barras de cereais elaboradas com diferentes concentrações da biomassa de P. albidus (0%, 4% e 8%) foram consideradas seguras para consumo humano. A adição da biomassa nas barras de cereais elevou o teor de fibras, carboidratos e minerais. Os valores médios dos atributos avaliados não diferiram estatisticamente entre as três formulações e todos tiveram índice de aceitabilidade acima de 70%. As condições de cultivo proporcionaram a produção da biomassa micelial de P. albidus para o desenvolvimento de barras de cereais, produto alimentício com qualidades nutricional e sensorial adequadas ao consumo, passível de transferência tecnológica para a indústria e consequentemente uma nova alternativa de geração de renda.
Abstract: In recent years the search for foods that promote quality of life and expectation of consumers has grown worldwide. Species of Pleurotus cater to this trend because they are considered foods of high nutritional potential. This study aimed to evaluate the in vitro conditions of production and the nutritional properties of Pleurotus albidus in order to develop cereal bars. Initially we evaluated the influence of culture conditions on solid medium and physicochemical parameters in submerged fermentation to produce mycelial biomass. The results showed that the mycelial growth was similar in all culture media in the absence of light, however, in the presence of light growth in malt extract agar and malt extract agar with yeast extract was statistically superior compared with others. In submerged fermentation sucrose, fructose and maltose were the carbon sources that most favored the production of biomass, 7.28 g.L-1, 7.07 g.L-1, 6.99 g.L-1, respectively, and the best result was obtained with extract of yeast (7.98 g.L-1) as nitrogen source. The factorial design used to evaluate the influence of sucrose and yeast extract, agitation speed and pH indicated that all variables significantly influenced the production of biomass, especially the concentration of sucrose. The maximum biomass production (9.81 g.L-1) was in media containing sucrose (30.0 g.L-1), yeast extract (2.5 g.L-1), pH 7.0 and agitation speed (180 rpm). Biomass exhibited no microbial contamination or toxicity in the brine shrimp¸ and showed a reduction in antioxidant capacity with 28% DPPH. In nutritional quality, biomass indicated total carbohydrate 50.7%, 20.41% protein, 18.55% crude fiber, 8.18% ash, 2.66% fat and 308.34 Kcal. Potassium was the most abundant macromineral, followed by phosphorus, sodium and magnesium, with 17.13 g.kg-1, 12.31 g. Kg-1 3.52 g.Kg-1 and 2.06 g.Kg-1 respectively, while zinc (57.99 mg.Kg-1), iron (28.82 mg.Kg-1) and copper (3.97 mg.kg-1) were as trace minerals in greater quantities. All essential amino acids were detected in the biomass, being the most abundant leucine, lysine and valine at levels of 0.91 g.100g-1, 0.78 g.100 g-1 and 0.73 g.100 g-1, respectively. Aspartic acid (1.31 g.100 g-1), glutamic acid (1.14 g.100 g-1), alanine (1.12 g.100 g-1) and arginine (1.01 g.100 g-1) stood out in relation to non-essential amino acids. In relation to microbiological quality of the three formulations prepared cereal bars with different P. albidus biomass concentration (0%, 4% and 8%) were considered safe for human consumption. The addition of biomass of P. albidus in cereal bars increased the content of fiber, carbohydrates and minerals. The mean values of the attributes evaluated were not statistically different among the three formulations and all had acceptability index above 70%. The cultivation conditions provided the production of mycelial biomass of P. albidus for developing cereal bars, food product with nutritional and sensory qualities suitable for consumption, subject to technology transfer to industry and consequently a new alternative source of incomes.
Palavras-chave: Pleurotus albidus
Fermentação submersa
Composição nutricional
Barras de cereais
Pleurotus albidus
Submerged culture
Nutritional composition
Cereal bars
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia
Citação: KIRSCH, Larissa de Souza. Produção da biomassa de Pleurotus albidus por fermentação submersa para elaboração de barras de cereais. 2013. 126 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3102
Data de defesa: 18-Apr-2013
Appears in Collections:Doutorado em Biotecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Larissa de souza k.pdf1,92 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.