Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3983
Tipo do documento: Dissertação
Título: As grandes obras para a reaberturada BR 319 e seus impactos nas localidades ribeirinhas do Rio Solimões: Bela Vista e Manaquiri, no Amazonas
Autor: Louzada, Camila de Oliveira 
Primeiro orientador: Santos, Elizabeth da Conceição
Resumo: A gigantesca fronteira e sua densa cobertura florestal, apoiadas no discurso militar de “um lugar sem gente, necessitado de uma história”, tornou a Amazônia alvo de grandes projetos de desenvolvimento e integração nacional a partir do século XX o que por sua vez iniciava um novo e complexo capítulo na história da região. Algo que viria a marca profundamente não só a paisagem com a retirada da cobertura vegetal para a implantação das “espinhas de progresso” como ficaram conhecidas as rodovias implantadas na Amazônia, mas também a vida das centenas de milhares pessoas que migraram para o entorno das futuras rodovias. Essas populações tiveram que se adaptar ao ambiente amazônico ao mesmo tempo também trouxeram seus hábitos e costumes, promovendo a troca de conhecimentos com as populações ribeirinhas, o que viria a permitir definitivamente a ocupação da região, até então considerada um vazio demográfico. Embora o ciclo da borracha tenha levado milhares de nordestinos, em sua maioria, a região amazônica, no final do século XIX, até a primeira década do século XX, caberia aos migrantes e imigrantes das rodovias, darem o ponto de partida para transformação definitiva da paisagem, e a consolidação da ocupação da região, adaptando-se a realidade local que, muitas vezes longe de centros urbanos, é residir em áreas de várzea. Diante disso, buscou-se Analisar as possíveis alterações na vida de populações ribeirinhas residentes nas localidades de Bela Vista e Manaquiri, frente à reabertura da BR-319 considerando a construção da ponte sobre o rio Solimões/Amazonas, tendo provavelmente essas duas localidades como cabeceiras. Para isso faz-se necessário identificar o atual quadro da geomorfologia fluvial (terra firme e várzea), e o consequente declínio no volume de produção agrícola, tento como referência a construção da ponte sobre o Rio Negro. Caracterizar a percepção dos moradores dessas localidades, sua relação com o ecossistema e perspectiva de desenvolvimento do lugar. Propor alternativa de Educação Ambiental que considere os aspectos geográficos da região, sua complexidade e sustentabilidade, com a reconfiguração espacial advinda da reabertura da estrada BR-319. Para executar tais objetivos, a pesquisa foi dividida em duas etapas na primeira etapa foram entrevistados os moradores mais antigos das duas localidades, e na segunda etapa da pesquisa às entrevistas foram expandidas aos chefes de família, com quarenta entrevistados em cada localidade. A partir das investigações realizadas e da análise dos dados coletados, foi possível detectar a percepção dos entrevistados, quanto à reabertura da BR-319 e a construção da ponte sobre o rio Solimões. Dessa forma percebeu-se uma tendência de entusiasmos com a possibilidade de realização das obras, ao mesmo tempo, que gera cautela nos entrevistados quanto aos impactos dessas obras sobre a floresta Amazônica.
Abstract: The immense border and the dense forest cover, encouraged by the military discourse of “a place without people, craving for history”, made the Amazon region a target to many massive projects of development and national integration in the beginning of XX Century, which led to a new and complex chapter in the history of this region.This is something that would deeply scar not just the landscape with the major deforesting to implant the roads at the Amazon, as known as “spines of progress”, but also the life of hundreds of thousands of people that migrated to the surrounds of those that would be the future highways. These populations had to adapt to traditions, which fomented the exchange of knowledge between the riverine populations, which allowed the occupation of this area that was considered as demographic emptiness. Although the Latex’s cycle had brought thousands of people, most of them from the Northeast region, to the Amazon region, in the end of the XIX Century, until the first decade of the XX Century. However, it was the role of the migrants and immigrants of the roadways, to start the transformation that would define the landscape and consolidate the occupation at this region, adapting to local reality that, sometimes located far away from the urban centers, it’s inhabit in riparian areas. Taking this in consideration, this project aimed analize the possible alterations on the lifes of the riparian populations sited at “Bela Vista Community” (Municipality of Manacapuru) and the headquarters of the Municipality of Manaquiri – AM, in view of the re-opening of the highway BR-319. Considering that the building of the bridge over the Solimões/Amazonas River will probably have as initial points those two locations. For this, its necessary identify the present scenery of the fluvial geomorphology (upper land and floodplain), and the consequent decline of the agricultural production, having as reference the building of the bridge over the Negro River. Characterize the perception of the inhabitants of those locations, their relation with the ecosystem and the development perspective of the locality. Propound an alternative of Environmental Education that consider geographic aspects of the region, their complexity and sustainability, with the spatial reconfiguration resulting from the re-opening of the highway BR-319. To achieve such objectives, the research was divided in two phases: In the first, were interviewed the elders inhabitants at both locations Bela Vista Community and the headquarters of the Municipality of Manaquiri In the second phase, were realized interviews with the families’ chiefs, with forty inhabitants interviewees in each locality. Starting from the examination realized and from the analyzes of the collected data, it was possible detect the perception of the interviewees, referring to the reopening of the highway BR-319 and the building of the bridge over the Solimões River. Therefore, it was noticed a trend of enthusiasm regard the possibility of the fulfillment of the construction, at same time, that generates some reservations in the interviewees about the impacts of those works over the Amazon Forest.
Palavras-chave: Estradas na Amazônia
Ponte sobre o Rio Solimões
Percepção Transdisciplinar
Educação Ambiental.
Roads in Amazon
Bridge Over the Solimões River
Environmental Education
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Letras
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citação: LOUZADA, Camila de Oliveira. As grandes obras para a reaberturada BR 319 e seus impactos nas localidades ribeirinhas do Rio Solimões: Bela Vista e Manaquiri, no Amazonas. 2014. 221 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/3983
Data de defesa: 1-Abr-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Camila de Oliveira Louzada.pdfDissertação - Camila de Oliveira Louzada7,94 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.