???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5519
Tipo do documento: Tese
Título: O movimento do mundo: Cosmologia, alteração e xamanismo entre os Akw-Xerente
Autor: Melo, Valeria Moreira Coelho de 
Primeiro orientador: Santos, Gilton Mendes dos
Primeiro membro da banca: Montardo, Deise Lucy Oliveira
Segundo membro da banca: Pereira, Maria Luiza Garnelo
Terceiro membro da banca: Souza, Marcela Stockler Coelho de
Quarto membro da banca: Silva, Márcio Ferreira da
Resumo: O presente texto é resultado de pesquisa realizada entre os Akwẽ-Xerente, falantes de língua Jê e habitantes do estado do Tocantins. Constitui uma análise sobre como esse povo pensa a alteridade e como o xamanismo e os processos que visam à construção do corpo e da pessoa emergem nesse contexto. A relação com o exterior é abordada a partir do ímpeto Xerente de circular para além das fronteiras de suas aldeias como que enfatizando a incorporação de conhecimentos, coisas e pessoas como parte inerente da condição akwẽ. A noção de movimento é um dos fios condutores que norteia a reflexão: ela está presente de diferentes maneiras no cotidiano desses índios. O texto se insere no debate teórico mais amplo em torno da divisão, estabelecida na antropologia das terras baixas sul-americanas, entre Brasil Central e Amazônia. Há um interesse especial na crítica que vem sendo feita a esta percepção. A discussão construída aqui vai de encontro, portanto, a abordagens que questionam a imagem das sociedades Jê enquanto autossuficientes e formadoras de um complexo cultural isolado.
Abstract: This text is the result of a research conducted among the Akwe-Xerente, Jê-speakers and inhabitants of the state of Tocantins. It develops an analysis of how these people deal with otherness, and how shamanism and processes related to body and person construction emerge in this connection. The relationship with otherness is thought from the Xerente impetus to circulate beyond the boundaries of their villages, emphasizing the incorporation of knowledge, things and people as an inherent part of the Akwe condition. The notion of movement is one of the guidelines of this reflection: it is present in different ways in the daily life of these Indians. The text is part of a broader theoretical debate around the division, established in the anthropology of the South American lowlands, between Central Brazil and Amazonia. There is a special interest in the critics that have been made to this perception. The discussion we propose here dialogue with the approaches that criticize the image of Jê societies as self-sufficient and forming an isolated cultural complex.
Palavras-chave: Akwẽ-Xerente
Alteridade
Xamanismo
Otherness
Shamanism
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: ANTROPOLOGIA: ETNOLOGIA INDÍGENA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Museu Amazônico
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: MELO, Valeria Moreira Coelho de. O movimento do mundo: Cosmologia, alteração e xamanismo entre os Akw-Xerente. 2016. 211 f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5519
Data de defesa: 14-Nov-2016
Appears in Collections:Doutorado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese - Valeria M. C. Melo.pdf2,47 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons