???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5628
Tipo do documento: Dissertação
Título: Propagação vegetativa in vitro a partir de segmentos nodais de jambú (Acmella oleracea (L.) R. K. JANSEN)
Autor: Calderaro, Tatiana da Silva
Primeiro orientador: Nagao, Eduardo Ossamu
Resumo: O jambú é uma planta medicinal, cultivada principalmente no Norte do País, mais precisamente no Pará. O extrato de suas folhas possui propriedades anestésicas sendo utilizada no tratamento de males da boca e da garganta, bem como para dor de dente. Também possui atividade antifúngica, antibacteriana, antiinflamatória, analgésica e larvicida. Tal planta ainda é muito utilizada como condimento na culinária da Região Amazônica, principalmente no preparo do famoso “tacacá”. O presente trabalho teve como objetivo estabelecer diferentes metodologias para o cultivo in vitro de segmentos nodais de jambú. Foram testadas diferentes concentrações de bioreguladores, dentre eles o AIA (0; 0,5; 1,0; 3,0 mg.L-1) e BAP (0; 0,5; 1,5; 2,5; 5,0 mg.L-1), diferentes concentrações de sacarose (0; 7,5; 15; 30; 45 g.L-1) e dosagens de nitrogênio inorgânico (0; 5; 10; 20 e 40 ml.L-1) e por último foi feita a aclimatização das plantas micropropagadas, testando diferentes substratos (plantmax®, vermiculita e serragem). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com 20 repetições de cada tratamento. As plantas foram avaliadas, nos dois primeiros experimentos, aos 45 dias e, no último, aos 60 dias. Constatou-se que a adição de bioreguladores influenciou o desenvolvimento e multiplicação dos brotos, sendo os melhores resultados obtidos entre 0,5 mg.L-1 de AIA combinado com 1,5 mg.L-1 de BAP. Modificações tanto nas concentrações de sacarose, como nas de nitrogênio inorgânico influenciaram o crescimento do jambú cultivado in vitro. As concentrações de sacarose de 7,5 e 30 g.L-1, juntamente com as dosagens de nitrogênio inorgânico de 10 a 20 ml.L-1, proporcionaram os melhores resultados para todas as características avaliadas. O substrato plantmax®, assim como a vermiculita e a serragem, não diferiram entre si, sendo apropriados para a aclimatização de plântulas de jambú.
Abstract: The jambú is a medicinal plant, cultivated mainly in the North of the Country, more necessarily in Pará. The extract of its leves possess anesthetical properties being used in the treatment of males of the mouth and the throat, as well as for tooth ache. Also it possess antifungal, antibacterial, antiinflammatory, analgesic and larvicidal activity. Such plant still is very used as condiment in the cookery of the Amazon Region, mainly in the preparation of the celebrity “tacacá”. The present work had as objective to establish different methodologies for the culture in vitro of nodal segments of jambú. Different concentrations of bioregulators had been tested, amongst them AIA (0; 0,5; 1,0; 3,0 mg.L-1) and BAP (0; 0,5; 1,5; 2,5; 5,0 mg.L-1), different concentrations of sucrose (0; 7,5; 15; 30; 45 g.L-1) and inorganic nitrogen (0; 5; 10; 20 and 40 ml.L-1) and finally was made the acclimatization of the micropropagated plants, testing different substrates (plantmax®, vermiculit and sawdust). The experimental delineation was entirely randomized, with 20 repetitions of each treatment. The plants had been evaluated, in the two first experiments, to the 45 days and, in the last one, to the 60 days. One evidenced that the addition of bioregulators influenced the development and multiplication of the shoots, being the best ones resulted gotten between 0,5 mg.L-1 of AIA combined with 1,5 mg.L-1 of BAP. Modifications in such a way in the concentrations of sucrose, as in the ones of inorganic nitrogen had influenced the growth of the cultivated jambú in vitro. The concentrations of sucrose of 7,5 and 30 g.L-1, together with the dosages of the inorganic nitrogen of 10 and 20 ml.L-1, had provided the best ones resulted for all the evaluated characteristics. The substrate plantmax®, as well as the vermiculit and the sawdust, had not differed between itself, being appropriate for the acclimatization of jambú seedlings.
Palavras-chave: Acmella oleracea (Jambú)
Propagação vegetal - jambú
Plantas medicinais
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Agronomia Tropical
Citação: CALDERARO, Tatiana da Silva. Propagação vegetativa in vitro a partir de segmentos nodais de jambú (Acmella oleracea (L.) R. K. JANSEN). 2008. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura e Sustentabilidade na Amazônia, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5628
Data de defesa: 29-Nov-2008
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação -Tatiana S. Calderaro.pdf684,9 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons