???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6393
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo químico e atividades biológicas dos frutos de tucumã (Astrocaryum aculeatum Meyer)
Autor: Mathias, Caroline de Souza 
Primeiro orientador: Veiga Junior, Valdir Florêncio da
Resumo: O gênero Astrocaryum é composto por 40 espécies, destacando-se as espécies Astrocaryum aculeatum conhecido como tucumã-do Amazonas e Astrocarym vulgare, tucumã-do-Pará. O tucumã-do-Amazonas apresenta frutos consumidos na alimentação humana em grande quantidade na Amazônia. O fruto possui várias variedades, é oleaginoso e sua polpa pode variar de cor amarelo à alaranjada, sendo consumida de diversas formas, como in natura, recheios de sanduiches e tapiocas, sorvetes, dentre outros. Cerca de 60% do fruto é tratado como resíduos e descartados sem dar uma funcionalidade tanto para o homem quanto para o meio ambiente. O presente estudo teve como objetivo analisar a composição química e atividades biológicas de duas variedades de Astrocaryum aculeatum, conhecidas como tucumã-arara (TA) e tucumã-comum (TC). Foram realizadas extrações de óleo essencial das duas variedades da polpa dos frutos de tucumã-do-Amazonas, sendo as classes presentes nos óleos: hidrocarbonetos, aldeídos, cetonas, ésteres, fenilpropanóides, terpenos e os ácidos carboxílicos que apresentaram a maior porcentagem presente nos óleos, sendo o constituinte majoritário do tucumã-arara e tucumã-comum o ácido cis-9-octadecenóico (23,19%) e o ácido-(E)-docos-13-enóico (29,89%), respectivamente. As análises físico-químicas foram realizadas com o óleo extraído com solvente (hexano) do epicarpo (casca) dos frutos. Na análise de estabilidade oxidativa, os valores apresentados pelo TA (24,25 h) e TC (9,24 h) demostraram que os mesmos não degradam com facilidade. Em relação ao índice de acidez, o TC (27,72±0,38 mg KOH/g) apresentou um maior valor em relação ao TA (15,08±0,61 mg KOH/g). Esses valores apresentados pelo índice de acidez foram superiores ao recomendado para o consumo que é de 10 mg KOH/g para óleos de palma. Os valores do índice de saponificação para o TA foi de 163,92±2,42 mg KOH/g e para o TC foi de 167,90±3,46 mg KOH/g. Os valores de densidade das variedades foram semelhantes, 0,912 g/mL para o TC e 0,911 g/mL para o TA. Foram realizados testes para atividades antioxidantes quantitativamente e qualitativamente nos extratos hidroalcoólicos (6:4), metanólicos e etanólicos dos epicarpos das duas variedades. Os resultados foram positivos para todos os extratos no teste qualitativo, com isso, foram realizados o quantitativo, no qual os extratos que apresentaram os melhores resultados foram os hidroalcoólicos com porcentagem de inibição de 78,63 % do TA e 79,36% do TC. O CI50 também foi realizado e o extrato hidroalcoólico foi o que apresentou a melhor concentração, com 59,11 μg/mL para o TA e 57,24 μg/mL para o TC. A atividade antimicrobiana foi testada com os extratos alcoólicos dos epicarpos e apresentaram resultados negativos para todas as cepas testadas. A análise por espectrometria de massas foi realizada com os extratos do epicarpo no modo positivo por ESI e APCI e modo negativo por ESI e nas partições AcoEt dos extratos do endocarpo no modo negativo por ESI. Os íons majoritários do epicarpo por ESI [M+H]+ foram o m/z 138, identificado como um alcaloide chamado trigonelina e m/z 219 como glicose com aduto de potássio [glicose+K]+. No APCI [M+H]+, foi identificado a catequina, como um dos majoritários, com m/z 291. Por ESI [M-H]- o majoritário do tucumã-comum foi o íon m/z 133, referente a um fenólico, conhecido como 3-hidroxicumarina e o majoritário do tucumã-arara foi o m/z 179, conhecido como ácido caféico. No espectro de massas do endocarpo (caroço) por ESI [M-H]-, um dos íons majoritários é o íon m/z 137, referente ao p-hidróxibenzóico e ácido salicílico, já que são isômeros.
Abstract: The Astrocaryum genus consists of 40 species, highlighting the Astrocaryum aculeatum species known as the tucumã-of-Amazon and Astrocarym vulgare, tucumã-of-Pará. The tucumã-of-Amazon offers fruits consumed in food aplenty on Amazon. The fruit has several varieties, is oily and its pulp can vary from yellow to orange color, being consumed in various forms, as in nature, filling sandwiches and tapioca, ice cream, among others. About 60% of the fruit is treated as waste and disposed of without giving functionality for both man and the environment. The present study aimed to study the chemical composition and biological activities of two varieties of Astrocaryum aculeatum known as tucumã-arara (TA) and tucumã-comum (TC). Extraction of essential oils from two varieties of fruits pulp tucuma-the Amazons were performed, and the classes present in the oils: hydrocarbons, aldehydes, ketones, esters, phenylpropanoids, terpenes, and carboxylic acids showing the largest percentage present in oils being the major constituent of tucumã-arara and tucumã-comum are cis-9-octadecenoic acid (23.19%) and (E)-docos-13-enoic acid (29,89%), respectively. The physico-chemical analyzes were performed with the oil extracted with solvent (hexane) of the epicarp (peel) of the fruits. In the analysis of oxidative stability, the values given by TA (24.25 h) and TC (9.24 h) showed that they do not degrade easily. Regarding the acid value, the TC (27.72 ± 0.38) showed a higher value compared to TA (15.08 ± 0.61). These values shown by the index of acidity were higher than recommended for consumption that is 10 mg KOH / g for palm oils. The saponification values for TA was 163.92 ± 2.42 and 167.90 TC was ± 3.46. The density of the varieties were similar, 0.912 g / mL for TC and 0.911 g / ml to TA. Tests for antioxidant quantity and quality activities in hydroalcoholic extracts (6:4), methanolic and ethanolic epicarpos of the two varieties were made. The results were positive for all statements in the qualitative test, therefore, the quantitative were performed in which the extracts showed that the best results were with hydroalcoholic percentage inhibition of 78.63% TA and 79.36% of TC . The IC50 was also performed and the hydroalcoholic extract was also presented the best concentration to 59.11 mg / mL for TA and 57.24 mg / mL for TC. The antimicrobial activity was tested with alcoholic extracts of epicarpos and tested negative for all strains tested. Mass spectrometry was performed with extracts from the bark in the positive mode by ESI and APCI and ESI in negative mode and the partitions of the extracts from the encocarp by ESI in negative mode. The major ions by the peel ESI [M + H]+ were m/z 138 identified as an alkaloid trigonelline called and m/z 219 adult with glucose as potassium [glucose + K]+. At APCI [M + H]+, catechin was identified as majority, with m / z ESI 291 [MH]-. Tucumã-comum the majority of was m/z 133, referring to a phenolic, known as 3-hydroxycoumarin and the majority of tucumã-arara was m / z 179, known as caffeic acid. In the mass spectrum of the endocarp (seed) ESI [MH]- ions is one of the major m/z 137, related to p-hydroxybenzoic acid and salicylic acid, as they are isomers.
Palavras-chave: Astrocaryum aculeatum (Tucumã-do Amazonas)
Epicarpo
Endocarpo
Fenólicos
Óleo essencial
Astrocarym vulgare (Tucumã-do-Pará)
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Citação: MATHIAS, Caroline de Souza. Estudo químico e atividades biológicas dos frutos de tucumã (Astrocaryum aculeatum Meyer). 2014. 121 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6393
Data de defesa: 31-Jul-2014
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Caroline Mathias.pdf2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons