Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6621
Tipo do documento: Dissertação
Título: Sintomas depressivos no puerpério e associação com qualidade de vida de puérperas assistidas em uma Maternidade Pública de Manaus
Autor: Amorim, Márcia Farias de 
Primeiro orientador: Lopes Neto, David
Resumo: Os sintomas de transtornos depressivos acometem a maioria das mulheres entre quatro a seis semanas após o parto, sendo frequentes no período puerperal devido às diversas transformações pelas quais a mulher passa nesta fase, porém, é possível identificar sintomatologia depressiva em períodos menores que quatro semanas e com isso relaciona-se a Qualidade de Vida que envolve significados que refletem em diversas dimensões do ser humano, abrangendo suas experiências, conhecimentos, valores individuais e coletivos. Objetivo: Identificar a sintomatologia depressiva e sua associação com qualidade de vida de mulheres no puerpério mediato. Método: aplicação da Escala de Depressão Pós-parto de Edimburgo (EDPE), o Índice de Qualidade de Vida (IQV) de Ferrans & Powers, uma versão adaptada para o puerpério, além de um formulário para identificação do perfil sociodemográfico e obstétrico das puérperas. Trata-se de uma pesquisa descritiva, transversal, de abordagem quantitativa. Analisou-se um quantitativo de 134 puérperas no período de dezembro/2017 a abril/2018 que tiveram seus partos assistidos na Maternidade Ana Braga, localizada na Zona Leste da cidade de Manaus. Resultados: Foi identificada prevalência de 17,2% de sinais de depressão pós-parto a partir de sintomas depressivos identificados pela aplicação da EDPE, e associação entre a sintomatologia depressiva no puerpério e a qualidade de vida. Conclusão: É alta a prevalência de sintomas depressivos no puerpério, que sugerem estado de depressão pós-parto. Fatores como a baixa condição socioeconômica representam risco para desenvolvimento dos sintomas, mas em comparação aos domínios do IQV, o domínio socioeconômico é pouco significativo na avaliação da qualidade de vida.
Abstract: The symptoms of depressive disorders affect most women between four to six weeks after delivery, being frequent in the postpartum period due to the various transformations that the woman passes this stage, but it is possible to identify depressive symptoms for periods less than four weeks and this relates to the Quality of Life that involves meanings that reflect in diverse dimensions of the human being, covering their experiences, knowledge, individual and collective values. Objective: To identify the depressive symptomatology and its association with the quality of life of women in the postpartum period. Method: Application of Edinburgh Postpartum Depression Scale (EPDS), the Quality of Life Index (QLI) Ferrans & Powers, version adapted to the postpartum period, as well as a form to identify the sociodemographic and obstetric profile of mothers. This is a descriptive, cross-sectional, quantitative approach. Analyzed quantitative of 134 mothers from December / 2017 to April / 2018 who had their births attended in the maternity Ana Braga, located in the East Zone of the city of Manaus. Results: There was a prevalence of 17.2% postpartum depression signals from depressive symptoms identified by the application EPDS and association between postpartum depression symptoms and quality of life. Conclusion: The prevalence of depressive symptoms in the puerperium is high, suggesting postpartum depression. Factors such as low socioeconomic status are risk for the development of symptoms, but compared to the areas of QLI, the socio-economic domain is negligible in evaluating the quality of life.
Palavras-chave: Sintomas depressivos
Depressão pós-parto
Puerpério
Qualidade de Vida - Enfermagem
Depressive symptoms
Postnatal depression
Puerperium
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: ENFERMAGEM: ENFERMAGEM OBSTÉTRICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas - Universidade do Estado do Pará
Sigla da instituição: UFAM - UEPA
Departamento: Faculdade de Enfermagem
Programa: Programa de Pós-graduação em Enfermagem
Citação: AMORIM, Márcia Farias de. Sintomas depressivos no puerpério e associação com qualidade de vida de puérperas assistidas em uma Maternidade Pública de Manaus. 2018. 52 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Amazonas - Universidade do Estado do Pará, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6621
Data de defesa: 26-Fev-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Marcia F. Amorim693,96 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons