???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6752
Tipo do documento: Dissertação
Título: Sentidos atribuídos a partir do diagnóstico de HIV/AIDS em mulheres transgênero à luz da fenomenologia de Heidegger
Autor: Porto, Rafael Luiz de Aguiar 
Primeiro orientador: Castro, Ewerton Helder Bentes de
Resumo: A AIDS já pode ser considerada uma epidemia, cujo adoecimento ganha contornos diversos do ponto de vista psicossocial e de saúde mental. Em 2014, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu o conceito de populações chave, que são populações que apresentam maior prevalência de casos de HIV/AIDS, são elas: pessoas que usam drogas, profissionais do sexo, homens que fazem sexo com outros homens (HSH) e pessoas transgênero. Sendo transgênero a população com 49 vezes mais chance de infecção pelo vírus HIV. Por transgênero entende-se pessoas que nasceram com um sexo biológico, mas identificam-se com o gênero oposto ao atribuído no seu nascimento. Sendo assim, essa pesquisa de mestrado teve como objetivo investigar os sentidos atribuídos por mulheres transgênero a partir do diagnóstico de HIV/AIDS. Foi uma pesquisa de natureza qualitativa e se desenvolveu a partir dos conceitos fenomenológicos, que tem por cunho fazer a compreensão do que o outro traz em seu discurso. O método foi o fenomenológico de pesquisa em Psicologia e foi utilizada a entrevista fenomenológica. Os dados foram coletados a partir de uma questão norteadora que sofreu desdobramentos, possibilitando assim identificar os significados dos discursos e a formação das categorias de análise para que seja feita a compreensão dos dados. Como resultados foram obtidas as seguintes categorias: "E o mundo-vivido é expresso a partir da vulnerabilidade”, “E no calar escondo a dor e o sofrimento”, “A partir da comunicação do diagnóstico, outra dimensão é vivenciada: a finitude, o limite do humano”, “Re-viver o momento da contaminação”, “Ser-trans e ser-PVHA, duplo estigma”, “O ser-com e o cuidado”. As entrevistadas trouxeram como vivências principais o sofrimento quando do diagnóstico, o duplo estigma de ser transgênero com HIV e o redimensionamento existencial ao exercer o ser-com.
Abstract: AIDS can already be considered an epidemic, whose illness has different aspects from the psychosocial and mental health point of view. In 2014, the World Health Organization (WHO) has established the concept of key populations, which are populations with the highest prevalence of HIV / AIDS cases: people who use drugs, sex workers, men who have sex with others men (MSM) and transgender people. Being transgender the population with 49 times more chance of infection by HIV virus. By transgender is meant people who were born with a biological sex, but identify with the gender opposite to that attributed at birth. Thus, this master's research aimed to investigate the meanings attributed by transgender women from the diagnosis of HIV / AIDS. It was a research of a qualitative nature and developed from the phenomenological concepts, which has the purpose of making the understanding of what the other brings in his discourse. The method was the phenomenological research in Psychology and the phenomenological interview was used. The data were collected from a guiding question that has unfolded, thus making it possible to identify the meanings of the speeches and the formation of the categories of analysis for the understanding of the data. As results the following categories were obtained: "And the lived-world is expressed from the vulnerability", "And in the silence I hide the pain and the suffering", "From the communication of the diagnosis, another dimension is experienced: the finitude, the limit of the human "," Re-live the moment of contamination "," Being-trans and being-PLHA, double stigma "," Being-with and care. "The interviewees brought as main experiences suffering when diagnosed , the double stigma of being transgender with HIV, and the existential resizing of the being-with.
Palavras-chave: HIV/AIDS
Transgênero
Fenomenologia
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS DA SAÚDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Psicologia
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citação: PORTO, Rafael Luiz de Aguiar. Sentidos atribuídos a partir do diagnóstico de HIV/AIDS em mulheres transgênero à luz da fenomenologia de Heidegger. 2018. 79 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6752
Data de defesa: 26-Jun-2018
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Rafael Porto_PPGPSI980,39 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.