???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6791
Tipo do documento: Dissertação
Título: Docilidade Ambiental: espaços de convivência na promoção de qualidade de vida de Idosos
Autor: Amâncio, Denise Aparecida Rodrigues 
Primeiro orientador: Higuchi, Maria Inês Gasparetto
Primeiro membro da banca: Barbosa, Maria Rita Puga
Segundo membro da banca: Gutierrez, Denise Machado Duran
Resumo: As contribuições da docilidade ambiental trouxeram novas perspectivas para os estudo do bem-estar e qualidade de vida entre os idosos. É nesta linha que esta pesquisa está direcionada, a qual teve como objetivo analisar aspectos de docilidade ambiental no uso social de espaços públicos de convivência de idosos em uma instituição na cidade de Manaus-AM. Essa pesquisa de abordagem multimétodos utilizou as técnicas de observação sistemática e participativa, além da aplicação de entrevistas semiestruturadas. Participaram do estudo 20 idosos considerados membros efetivos do Programa Idoso Feliz Participa Sempre PIFPS- U3IA-FEFF da Universidade Federal do Amazonas- UFAM/AM. Os resultados mostraram que para esses idosos, as políticas públicas e leis vieram fortalecer seus direitos, porém ainda enfrentam diariamente o preconceito de outros segmentos da sociedade. Para esses idosos tais leis ignoram aspectos de facilitação da mobilidade e acessibilidade ao idoso. Dessa forma os programas a eles destinados, muitas vezes são inacessíveis pelas dificuldades enfrentadas no deslocamento pela cidade. Outro fator limitante de sua participação cidadã é a fragilidade da saúde que encontra pouco respaldo das agências de cuidado ao idoso. Uma vez vencidos tais entraves que limitam sua participação, o idoso encontra no programa de convivência compensações das pressões ambientais. Nesse espaço de convivência o idoso encontra possibilidades de restauro das emoções e das dificuldades físicas. Além disso, o espaço de convivência oferece um ambiente físico acolhedor cujas affordances promovem aspectos de bem-estar psicossocial, mesmo que não este seja visto como aspecto secundário no programa. É nesse ambiente, mesmo que limitado em suas funções específicas de atendimento ao idoso, que a docilidade ambiental se revela e promove a construção de competências e habilidades para um envelhecimento saudável.
Abstract: The contributions of environmental docility have brought new perspectives to study of well-being and quality of life among the elderly. It is in this line that this research has the purpose of analyze aspects of environmental docility in social use of public spaces for the coexistence of the elderly in an institution in the city of Manaus-AM. This multi-method approach research used the techniques of systematic and participative observation, as well as the application of semistructured questionnaires. Twenty elderly (16F; 4M), considered members of the Programa Idoso Feliz participa Sempre ( Happy Elderly Always Participates program) - PIFPS of the Federal University of amazonas- UFAM / AM. The results showed that for these elderly people, the policies laws have strengthened their rights, but they still prejudice of other segments of society. For these elderly people, such laws ignore aspects of facilitating mobility and accessibility to the elderly. In this way the programs are often inaccessible by facing the city. Another limiting factor of their participation is the fragility of health that finds little support from health care agencies. The elderly once they have overcome such obstacles that limit their participation, it’s normal that they have fewer environmental pressures. In this space the elderly finds possibilities for restoring their emotions and physics. In addition, the living space offers a welcoming physical environment whose affordances promote aspects of psychosocial well-being, even when it is considered minor feature to the program. It is in this environment that it is limited in its specific functions of care for the elderly that environmental docility reveals itself and promotes the building of skills and abilities for healthy aging.
Palavras-chave: Docilidade Ambiental
Bem-estar do idoso
Pressões Ambientais
Environmental Docility
Affordances
Environmental Pressures
Well-being of the elderly
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA: PSICOLOGIA SOCIAL: RELAÇÕES INTERPESSOAIS
Psicologia Ambiental
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Psicologia
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citação: AMÂNCIO, Denise Aparecida Rodrigues. Docilidade ambiental: Espaços de convivência na promoção de qualidade vida de idosos. 2018. 140 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6791
Data de defesa: 8-Nov-2018
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Denise Amancio_PPGPSI.pdf2,33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons