???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6879
Tipo do documento: Dissertação
Título: O lago encantado e o caminho da chuva: noções de corpo, cura e cosmologia no Médio Solimões. Um estudo antropológico em comunidades da RDS Amanã
Autor: Câmpera, Luiza Maria Fonseca 
Primeiro orientador: Santos, Gilton Mendes dos
Resumo: Esta dissertação apresenta uma etnografia sobre as práticas de cura em três comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã: Ubim, Sitio São Miguel do Cacau e Boa Vista do Calafate, pertencentes ao município de Maraã, AM. Tais comunidades são consideradas como populações tradicionais da Amazônia, ribeirinhos, habitantes da região do Lago Amanã, situado entre o Rio Solimões e o baixo curso do Rio Japurá. As comunidades ribeirinhas abordadas neste trabalho são caracterizadas como praticantes da agricultura de coivara, pesca, caça para subsistência e extrativismo. Possuem sua origem atrelada às imigrações ocorridas durante o auge do período da borracha no Brasil. Os responsáveis pelas práticas curativas são os especialistas de cura, ou curadores, os quais são classificados como: puxadores ou pegadores de dismintidura, rezadores, raizeiros, parteiras e sacacas. A questão central consiste em saber como tais curadores realizam seus tratamentos num contexto cosmológico permeado de seres não- humanos, como os encantados, tratando a percepção do corpo para os ribeirinhos como fundamento central para entender as varias ontologias envolvidas neste universo. Para analisar práticas de cura no Médio Solimões também é importante considerar a alta diversidade de recursos naturais como plantas medicinais e partes de animais que são usados para a produção de remédios caseiros, muitas vezes associados a rezas e massagens, procedimentos utilizados pelos curadores do Lago Amanã para tratar as doenças e afecções dos moradores desta região.
Abstract: This dissertation presents an ethnography about healing practices in three communities of the Reserve of Sustainable Development Amana: Ubim, São Miguel do Cacau and Boa Vista do Calafate, belonging to the municipality of Maraa, AM. Such communities are classified as amazon tradicional populations, riverside inhabitants of the Amana lake region, situated between the Solimoes river and the low course of the Japura river. The riverside communities addressed in this work are characterized as practitioners of shifting agricultural, fishing, hunting for livehoods and extractivism. They have their origins linked to migrations occurring during the peak of the period of rubber in Brazil. Those responsible for the healing practices are the healing specialists or curators, which are classified as "pegadores ou puxadores de dismintidura", prayers, midwives and "sacacas". The central question consists of how such curators carry out their treatments in a context cosmological permeated of non-human beings, such as enchanted, treating the perception of the body for the riverside inhabitants as a central foundation to understand various ontologies involved in this universe. To analyze the healing practices in the Medium Solimoes it is also important to consider the high diversity of natural resources such as medicinal plants and parts of animals that are used for the production of homemade remedies, often associated with prayers and massages, procedures used by Lake Amanã curators to treat the diseases and disorders of the residents of this region.
Palavras-chave: Ribeirinhos - Amazônia
Lago Amanã
Cosmologia
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS: ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: CÂMPERA, Luiza Maria Fonseca. O lago encantado e o caminho da chuva: noções de corpo, cura e cosmologia no Médio Solimões. Um estudo antropológico em comunidades da RDS Amanã. 2017. 128 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6879
Data de defesa: 30-Nov-2017
Appears in Collections:Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_LuizaCampera_PPGAS4,12 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.