???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7255
Tipo do documento: Dissertação
Título: Território e redes vivas de saúde numa Amazônia quilombola
Título(s) alternativo(s): Territory and living health networks in an Amazonia quilombola
Autor: Freitas, Joana Maria Borges de 
Primeiro orientador: Schweickardt, Júlio Cesar
Primeiro membro da banca: Ferla, Alcindo Antônio
Segundo membro da banca: Schweickardt, Katia Helena Serafina Cruz
Terceiro membro da banca: Ranciaro, Maria Magela Mafra de Andrade
Resumo: Esta pesquisa versa sobre a produção de saúde numa comunidade tradicional da Amazônia e sua relação com o ambiente, cujo objetivo central foi analisar as redes vivas de saúde produzidas na comunidade Santa Tereza do Matupiri, localizada no rio Andirá, Município de Barreirinha, região do Baixo Rio Amazonas. Trata- se de uma comunidade remanescente de quilombos reconhecida no ano 2013 a partir do movimento organizativo para reivindicação e materialização de seus direitos territoriais, a referida comunidade é sede do território quilombola rio Andirá, composto inicialmente por cinco comunidades. O método utilizado foi a abordagem cartográfica, caminho metodológico que permite a construção do conhecimento a partir do envolvimento e mistura do pesquisador com o campo. Desse modo, foi possível conhecer os processos que conformam os modos de vida quilombola do rio Andirá, permitindo conexões com as redes vivas, bem como a compreensão da noção de territorialidade, identidade social e práticas de cuidado em saúde, tanto por métodos tradicionais, quanto pelos serviços disponíveis no sistema público de saúde.
Abstract: This research deals with health production in a traditional Amazonian community and its relationship with the environment, whose main objective was to analyze the living health networks produced in the community of Santa Tereza do Matupiri, located in the river Andirá, in the municipality of Barreirinha, in the region of Baixo Amazon river. It is a remnant community of quilombos recognized in 2013 from the organizational movement to claim and materialize their territorial rights. The community is home to the Quilombola River Andirá, initially composed of five communities. The method used was the cartographic approach, methodological path that allows the construction of the knowledge from the researcher's involvement and mixture with the field. In this way, it was possible to know the processes that conform the quilombola way of life of the river Andirá, allowing connections with the living networks, as well as the understanding of the notion of territoriality, social identity and health care practices, both by traditional methods and services available in the public health system
Palavras-chave: Comunidades ribeirinhas - Saúde
Quilombolas - Amazonas (Estado)
Territorialidade humana
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS
???metadata.dc.subject.user???: Amazônia
Território
Ambiente
Quilombos
Redes de saúde
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Centro de Ciências do Ambiente
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia
Citação: FREITAS, Joana Maria Borges de. Território e redes vivas de saúde numa Amazônia quilombola. 2019. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7255
Data de defesa: 31-May-2019
Appears in Collections:Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_JoanaMariaSilva_PPGCASA.pdf3,55 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.