???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7433
Tipo do documento: Tese
Título: Do assentamento ao agronegócio: uma etnografia das migrações, políticas e dinâmicas territoriais em Apuí (Amazonas)
Autor: Galuch, Mariana Vieira 
Primeiro orientador: Menezes, Thereza Cristina Cardoso
Primeiro membro da banca: Ortolan, Maria Helena
Segundo membro da banca: Bruno, Ana Carla dos Santos
Terceiro membro da banca: Pereira, Cloves Farias
Quarto membro da banca: Silva, Katiane
Resumo: Esta pesquisa buscou investigar os fluxos migratórios impulsionados pela política de colonização, bem como seus efeitos sociais, a partir de um trabalho etnográfico realizado no município de Apuí, no Sul do Amazonas. A pesquisa tomou o Projeto de Assentamento Rio Juma, o maior em extensão do país, buscando reconstituir o processo que permitiu a que este assentamento fosse progressivamente incorporado ao mercado formal de terras. Para tal, operou-se com instrumentos teórico-metodológicos como: fronteira, políticas de colonização, movimentos migratórios e trajetórias de vida. O trabalho contou com o uso de pesquisa bibliográfica para situar historicamente a região pesquisada, ou seja, Tapajós-Madeira. A redação da tese contemplou: a economia da borracha e seus impactos sobre comunidades que habitavam a região; a abertura da BR 230, a Transamazônica e a política de colonização empreitada pelos governos militares e, finalmente, três processos migratórios distintos para o assentamento: os paranaenses do município de Francisco Beltrão que chegaram em 1983; as famílias que migraram provenientes de Rondônia, a partir de 1990; e as famílias brasiguaias, que cruzaram a fronteira internacional, a partir de 2000. A tese enfatizou a marcante presença atual do agronegócio no município de Apuí. A pesquisa, a partir das múltiplas configurações que o assentamento constituiu ao longo do tempo, permitiu elucidar a diversidade de movimentos de populações diante das tensões entre fronteira agrária e ambiental e transformações nos projetos territoriais voltados para a Amazônia nos últimos trinta anos. A história do PA Rio Juma expressa com clareza a diversidade de políticas e orientações distintas que permearam o desenvolvimento territorial amazônico.
Abstract: This research investigated the migratory flows driven by colonization policy, as well as its social effects, based on an ethnographic approach carried out in the city of Apuí, southern Amazonas. The survey was performed at the Projeto de Assentamento Rio Juma, the largest in the country, seeking to reconstitute the process that allowed this settlement to be progressively incorporated into the formal land market. For this purpose, we worked with theoretical-methodological instruments such as frontier, colonization policies, migratory movements and life trajectories. The work relied on the use of bibliographical research to historically situate the region surveyed, that is, Tapajós-Madeira. The writing of the thesis contemplated: the rubber economy and its impacts on communities that inhabited the region; the opening of the BR 230 brazilian road, the Transamazonica and the policy of colonization undertaken by the military governments and, finally, three distinct migratory processes for the settlement: the paranaenses of the municipality of Francisco Beltrão that arrived in 1983; the families that migrated from Rondônia, from 1990; and brasiguaias families (Brazilian migrants and their descendants living in Paraguay), who crossed the international frontier, starting in 2000. The thesis emphasized the current strong presence of agribusiness in the municipality of Apuí. The research, based on the multiple configurations that the settlement constituted over time, allowed elucidating the diversity of population movements in the face of tensions between the agrarian and environmental frontier and transformations in the territorial projects focused on the Amazon in the last thirty years. The history of the PA Rio Juma clearly expresses the diversity of policies and distinct orientations that permeated the Amazonian territorial development.
Palavras-chave: Colonização agrária - Apuí (AM)
Agronegócio - Apuí (AM)
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: ANTROPOLOGIA: ANTROPOLOGIA RURAL
???metadata.dc.subject.user???: Política de Colonização
Assentamentos Rurais
Migração
Agronegócio
Amazonas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: GALUCH, Mariana Vieira. Do assentamento ao agronegócio: uma etnografia das migrações, políticas e dinâmicas territoriais em Apuí (Amazonas). 2019. 269 f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7433
Data de defesa: 30-Aug-2019
Appears in Collections:Doutorado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_MarianaGaluch_PPGAS5,64 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.