???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7481
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo físico-químico, químico e melissopalinológico de méis sazonais das espécies (melipona seminigra merrillae e melipona interrupta latreille) de meliponicultores da mesorregião amazônica-Am
Autor: Silva, Mikail Queiroz da 
Primeiro orientador: Souza, Pierre André de
Primeiro coorientador: Silva, Bruno Alexandre da
Primeiro membro da banca: Freitas, Odinéia do Socorro Pamplona
Segundo membro da banca: Ramos, Santiago Linorio Ferreyra
Resumo: O mel das abelhas sem ferrão é um produto biológico muito complexo, com características físico-químicas particulares, cuja composição varia em função da flora visita pelas abelhas e das condições climáticas, atualmente é uma atividade que vem sendo implementada devido à sua importância como polinizadoras de espécies vegetais e por contribuir na geração de renda para os produtores rurais no médio amazonas, mas ainda é carente de legislação específica no que se refere às características do mel produzido por essas espécies. Com o propósito de buscar novos dados e auxiliar nas pesquisas científicas em relação ao mel de abelhas sem ferrão, este estudo objetivou avaliar as características físico-químicas, química e melissopanilógica de méis de meliponas (Melipona seminigra merrillae e Melipona interrupta Latreille) produzidas em períodos sazonais por meliponicultores rurais na mesorregião do Amazonas na safra de 2017. As amostras analisadas demonstraram que, as exigências estabelecidas pela legislação brasileira de Apis mellifera, não atendem na totalidade as características físico-químicas dos méis de meliponas, destacando a umidade, acidez e os açúcares redutores, sofrendo influência nos períodos sazonais de coleta, principalmente no período chuvoso. A análise melissopalinológica dos méis das abelhas analisadas indicou a presença de 32 famílias botânicas diferentes. As famílias Fabaceae e Myrtaceae foram os principais tipos polínicos explorados por M. s. merrillae, com ocorrência consecutiva nos dois períodos sazonais da região Amazônica. As abelhas M. interrupta no período chuvoso, apresentaram preferências pelas famílias Amaranthaceae, Malpighiaceae e Poaceae (Itacoatiara), porém a última família apresentou uma elevada taxa de ocorrência em Urucará, classificada como monofloral. No seco, as espécies analisadas apresentaram comportamento generalista no uso das fontes de pólen, classificadas como heterofloral. Quando avaliados os conteúdos de flavonoides totais (12,42 a 28,99 FT µg Rutina g-1 Mel) e a capacidade antioxidante pelo método DPPH (110,43 a 744,23 CE50% mg g-1), podemos destacar que apresentaram variações significativas em relação as espécies de abelhas, sazonalidades e o local de origem, corroborando com trabalhos encontrados na literatura, constatando uma correlação positiva entre os teores de flavonoides totais e capacidade antioxidante. Além disso, foram detectadas por espectrometria de massa acoplada a cromatografia gasosa (CG-MS) 19 compostos voláteis nas amostras analisadas. Os resultados demonstraram semelhanças nas impressões digitais cromatográficas para os méis das espécies estudadas de ambos os meliponários. Os terpenos linalol, seus isômeros cis e trans óxidos de linalol e o hidrocaboneto n-octano estiveram presentes praticamente em todas as amostras. Neste sentido, são necessários novos estudos e que uma legislação específica seja criada para atender os requisitos de qualidade dos méis de meliponas, visando fornecer benefícios reais à geração de renda para agricultura familiar dessa região, contribuindo também na manutenção da diversidade vegetal.
Abstract: Honey from stingless bees is a very complex biological product, with particular physicochemical characteristics, whose composition varies according to the flora visited by the bees and the climatic conditions, is currently an activity that has been implemented due to its importance as pollinators of plant species and for contributing to income generation for farmers in the Amazon region, but it still lacks specific legislation regarding the characteristics of honey produced by these species. The objective of this study was to evaluate the physicochemical, chemical and melissopanilogical characteristics of melipone honeys (Melipona seminigra merrillae and Melipona interrupta Latreille) produced in periods in the meso-region of Amazonas in the 2017 harvest. The samples analyzed demonstrated that the requirements established by the Brazilian legislation of Apis mellifera do not fully meet the physicochemical characteristics of melipone honeys, highlighting the humidity, acidity and reducing influences of the seasonal periods of collection, especially in the rainy season. The melissopalinological analysis of the honeys of the bees analyzed indicated the presence of 32 different botanical families. The families Fabaceae and Myrtaceae were the main sources of nectar explored by M. s. merrillae, occurring consecutively in the two seasonal periods of the Amazon region. The bees M. interrupts in the rainy season, presented preferences by the families Amaranthaceae, Malpighiaceae and Poaceae (Itacoatiara), but the last family presented a high occurrence rate in Urucará, classified as monofloral. In the dry, the analyzed species presented general behavior in the use of pollen sources, classified as heterofloral. When the content of total flavonoids (12.42 to 28.99 FT μg Rutin g-1 Mel) and the antioxidant capacity by the DPPH method (110.43 to 744.23 EC50% mg g-1) were evaluated, significant variations in relation to bee species, seasonality and place of origin, corroborating with works found in the literature, showing a positive correlation between total flavonoid levels and antioxidant capacity. In addition, 19 volatile compounds were detected by mass spectrometry coupled to gas chromatography (GC-MS) in the samples analyzed. The results showed similarities in the chromatographic fingerprints for the honeys of the studied species of both meliponaria. The terpenes linalol, its cis and trans isoxides of linalool and the n-octane hydrocarbon were present in almost all samples. In this sense, new studies are needed and specific legislation is created to meet the quality requirements of meliponas honeys, aiming to provide real benefits to income generation for family agriculture in this region, also contributing to the maintenance of plant diversity. Keywords: 1. Meliponiculture-Amazon; 2. Chemistry; 3. Melissopanilogy; 4. Leg
Palavras-chave: Abelhas sem ferrão - Itacoatiara (AM)
Melipona - Itacoatiara (AM)
Área(s) do CNPq: OUTROS
???metadata.dc.subject.user???: Meliponicultura-Amazônia
Química
Melissopanilogia
Legislação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos
Citação: SIVA, Mikail Queiroz. Estudo físico-químico, químico e melissopalinológico de méis sazonais das espécies (melipona seminigra merrillae e melipona interrupta latreille) de meliponicultores da mesorregião amazônica-Am. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos) - Universidade Federal do Amazonas, Itacoatiara (AM), 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7481
Data de defesa: 5-Jul-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_MikailSilva_PPGCTRA.pdf2,96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons