???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7592
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Obtenção de uma nova carboximidamida com propriedades antidiabéticas e anti-inflamatórias
???metadata.dc.creator???: Souza, Rodrigo Otávio Silva de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Lima, Emerson Silva
???metadata.dc.contributor.referee1???: Carvalho, Rosany Piccolotto
???metadata.dc.contributor.referee2???: Koolen, Hector Henrique Ferreira
???metadata.dc.contributor.referee3???: Marinho, Helyde Albuquerque
???metadata.dc.contributor.referee4???: Guilhon-Simplício, Fernanda
???metadata.dc.description.resumo???: O diabetes mellitus é alteração metabólica que envolve o metabolismo dos carboidratos, resultante da diminuição da resposta dos tecidos periféricos à insulina e aumento da glicemia, o que leva ao surgimento de complicações como nefropatia, neuropatia e retinopatia. Além disso, está associado à modificação da resposta imune, tendo como consequência, o aumento da produção de mediadores inflamatórios, desencadeando a inflamação crônica. Os produtos naturais são fontes de novos fármacos antidiabéticos e anti-inflamatórios, assim sendo fundamentais para o desenvolvimento de protótipos que poderão servir como base para o desenvolvimento de medicamentos no futuro. O objetivo deste trabalho foi sintetizar um novo derivado a partir da reação entre a naringenina e a aminoguanidina e elucidar suas propriedades antidiabéticas e antiinflamatórias. A reação de condensação entre aminoguanidina e naringenina gerou um derivado caracterizado como uma hidrazina carboximidamina (DCHA), com um rendimento pós-reacional de 81%. O DCHA foi caracterizado quimicamente por meio de Espectrometria de massas, RMN e IV. O DCHA não apresentou toxicidade em fibroblastos murinos até a concentração de 50 ug/ml. O DCHA apresentou atividade antioxidante superior a naringenina e apresentou inibição satisfatória da glicação, demonstrando elevado potencial antiglicação in vitro. Nos ensaios in silico, o DHCA apresentou afinidade pela iNOS, COX e PDE4, sugerindo assim que a molécula poderia apresentar atividades anti-inflamatória e hipoglicemiante. Nos ensaios de atividade antidiabética, o DCHA diminuiu os níveis de glicêmicos de camundongos diabéticos após 21 dias de tratamento via oral (30mg/kg), exercendo, portanto, um efeito hipoglicemiante. Nos ensaios de atividade anti-inflamatória, o DCHA apresentou significativa resposta anti-inflamatória, por suprimir a migração de leucócitos para a cavidade peritoneal em camundongos expostos ao LPS e tratados na dose de 1mg/kg, por inibir a ativação de macrófagos in vitro e por reduzir o edema em modelo de artrite induzida por zimozan em camundongos quando tratados por via oral (5 mg/kg). Os resultados obtidos demonstram que foi possível obter uma nova entidade química a partir da reação da naringerina com a aminoguanidina com atividade antioxidante, hipoglicemiante e anti-inflamatória, a qual pode ser futuramente explorada no desenvolvimento de um protótipo para tratamento de doenças crônicas como o diabetes ou outros processos inflamatórios.
Abstract: Diabetes mellitus is metabolic alteration which involves the metabolism of carbohydrates, resulting in decrease of peripheral tissues response to insulin and increased glycemia, which leads to complications such as nephropathy, neuropathy and retinopathy. In addition, it is associated with modification of the immune response, leading in increased production of inflammatory mediators, triggering chronic inflammation. Natural products are sources of new antidiabetic and anti-inflammatory drugs, thus being fundamental for the development of prototypes that may serve as a basis for drugs development in the future. The aim of this work was synthesize a new derivative from reaction between naringenin and aminoguanidine and to elucidate its anti-diabetic and anti-inflammatory properties. The condensation reaction between aminoguanidine and naringenin produced a derivative characterized as a hydrazine carboximidamide (DCHA) in a post-reaction yield of 81%. DCHA was chemically characterized by mass spectrometry, NMR and IV. The DCHA didn’t exhibited toxicity in murine fibroblasts up to 50 ug / ml. The DCHA demonstrated antioxidant activity upper to naringenin and satisfactory glycation inhibition in vitro. In silico assays. DCHA showed affinity to iNOS, COX and PDE4, thus suggesting that molecule could exhibit anti-inflammatory and hypoglycemic activities. In the antidiabetic activity tests, DCHA decreased the glycemic levels of diabetic mice after 21 days of oral treatment (30mg / kg), thus wielding a hypoglycemic effect. In the anti-inflammatory activity assays, DCHA showed a significant anti-inflammatory response by suppressing the leukocytes migration into the peritoneal cavity in LPS-mice exposed and treated at a dose of 1mg / kg, inhibiting the activation of macrophages in vitro and decreasing edema in a model of zimozan-induced arthritis in mice when treated orally (5 mg / kg). The results obtained demonstrate that it was possible to obtain a new chemical entity from reaction between naringenin and aminoguanidine with antioxidative, hypoglycemic and anti - inflammatory activity which can be further explored in the development of a prototype for treatment of chronic diseases such as diabetes or other processes inflammatory drugs.
Keywords: Carboximidamida
Agentes antiinflamatórios
Agentes antidiabéticos
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
???metadata.dc.subject.user???: Antidiabético
Anti-inflamatório
Fosfodiesterase
Carboximidamida
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
???metadata.dc.publisher.initials???: UFAM
???metadata.dc.publisher.department???: Rede Bionorte
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-graduação em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal - BIONORTE
Citation: SOUZA, Rodrigo Otávio Silva de. Obtenção de uma nova carboximidamida com propriedades antidiabéticas e anti-inflamatórias. 2019. 110 f. Tese (Doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia da Rede Bionorte) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.
???metadata.dc.rights???: Acesso Embargado
???metadata.dc.rights.uri???: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7592
Issue Date: 28-Jun-2019
Appears in Collections:Doutorado BIONORTE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reprodução Não Autorizada.pdf46.6 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons