???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7613
Tipo do documento: Dissertação
Título: Concepções de extensão rural por extensionistas do Amazonas
Autor: Santos, Dayana Kellen Onofre dos 
Primeiro orientador: Calegare, Marcelo Gustavo Aguilar
Primeiro coorientador: Landini, Fernando Pablo
Primeiro membro da banca: Santiago, Jozane Lima
Segundo membro da banca: Resende, Gisele Cristina
Resumo: A extensão rural, como atividade prática de técnicas na agropecuária, constitui um importante eixo para o entender o mundo rural atual. O estado do Amazonas possui muitos produtores rurais em todos os municípios, demandando trabalho de extensão rural. Diante disso, nosso objetivo geral foi: descrever e compreender as concepções de extensão rural dos extensionistas amazonenses. Objetivos específicos: (1) Caracterizar as instituições (universidades, órgãos governamentais, movimentos sociais autônomos e ONGs) que realizam extensão rural no Amazonas. (2) Traduzir questionário do espanhol para o português, e aplicá-lo. (3) Identificar e discutir as concepções de extensão rural dos extensionista. Esta pesquisa foi do tipo quantitativa e o instrumento foi um questionário online, composto por perguntas sociodemográficas e relacionadas à Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), e pela escala Crenças sobre a Extensão e Escala de Inovação (Likert). Participaram 60 extensionistas, na faixa de idade entre 25 e 66 anos, sendo 23% de mulheres e 77% homens, de 9 instituições que trabalham direta e indiretamente com ATER no Amazonas. Utilizamos o software SPSS para a organização e análise de dados, usamos a medida de tendência central para caracterizar as concepções de ATER, aplicamos a correlação de Spearman para avaliar a validade do instrumento, quanto a análise de fidedignidade foi feita pelo Alfa de Cronbach. Os resultados indicaram cinco dimensões da concepção extensionista no Amazonas: 1) Difusionista M = 3,52 (DP = 0,59); 2) Dialógica M = 4,41 (DP = 0,35); 3) Culpabilização do produtor M = 3,50 (DP = 0,63); 4) Atitude autocrítica M = 3,90 (DP = 0,59); 5) Participativa M = 4,12 (DP = 0,35). O perfil de concepção que caracteriza a amostra, pela média mais alta foi a dialógica. Essa dimensão concebe a extensão rural e a inovação como processos coconstruídos, nas diversas situações nas quais diferentes atores dialogam, interagem e trabalham juntos de maneira horizontal para alcançar fins diferentes. Os testes de correlação confirmaram os dados da escala Likert, mostrando que a concepção predominante dos extensionistas nesta amostra é dialógica. Com relação às preferências e uso de trabalhos ou níveis de ação priorizados, os extensionistas usam o trabalho a nível individual mais do que preferem, e preferem meios de comunicação mais do que o utilizam. Quanto à identidade profissional como técnico ATER: mulheres extensionistas atribuíram à ATER como principal papel levar melhoria à qualidade de vida dos produtores rurais através do acesso a serviços básicos; para os homens outros objetivos referentes à assessoria técnica pontual receberam porcentagens equivalentes. Isso indica uma dualidade entre assistência técnica pontual e a necessidade de extensão como prática educativa no campo. Os extensionistas também responderam que sua orientação produtiva é decididamente a agricultura convencional moderna, e o de sua instituição é percebida como intermediária, mas com tendências à agricultura convencional moderna. Concluímos que por envolver processos de aprendizagem, educativos, grupais e interação social entre diferentes atores, as Psicologias possuem ricas contribuições para as questões do extensionismo rural, especialmente na região amazônica, por configurar um contexto plural, tanto em relação ao ambiente quanto a questão social.
Abstract: Rural extension, as a practical activity of agricultural techniques, is an important axis for understanding the current rural world. The state of Amazonas has many rural producers in all municipalities, demanding rural extension work. Given this, our general objective was:to describe and understand the concepts of rural extension of Amazonian extensionists. Specific Objectives: (1) Map the institutions (universities, government agencies, autonomous social movements and NGOs) that perform rural extension in Amazonas. (2) Translate questionnaire from Spanish to Portuguese and apply it. (3) Identify and discuss extensionist conceptions of rural extension. This was a quantitative research and the instrument was an online questionnaire, consisting of sociodemographic questions related to Technical Assistance and Rural Extension (ATER), and the Beliefs on Extension and Innovation Scale (Likert). Sixty extensionists from 25 to 66 years old participated, being 23% women and 77% men, from 9 institutions that work directly and indirectly with RETA in Amazonas. We use the central tendency measure to characterize the ATER conceptions, we apply the Spearman correlation to evaluate the instrument validity, as the reliability analysis was done by Cronbach's alpha. The results indicated five dimensions of the extensionist conception in Amazonas: 1) Diffusionist M = 3.52 (SD = 0.59); 2) Dialogical M = 4.41 (SD = 0.35); 3) Producer blaming M = 3.50 (SD = 0.63); 4) Self-critical attitude M = 3.90 (SD = 0.59); 5) Participatory M = 4.12 (SD = 0.35). The profile that characterizes the sample by the highest average was the dialogical one. This dimension conceives rural extension and innovation as co-constructed processes, in the different situations in which different actors dialogue, interact and work together horizontally to achieve different ends. Correlation tests confirmed the Likert scale data, showing that the predominant conception of extensionists in this sample is dialogic. With regard to preferences and use of jobs or prioritized action levels, extensionists use work at the individual level more than they prefer and prefer medias rather than use it. Regarding professional identity as a technician RETA: women extensionists have assigned RETA as their primary role in improving the quality of life of farmers through access to basic services; for men, other objectives related to specific technical assistance received equivalent percentages. This indicates a duality between a punctual technical assistance and the need for extension as an educational practice in the field. The extensionists also responded that their productive orientation is decidedly modern conventional agriculture, and that of their institution is perceived as intermediate but with tendencies to modern conventional agriculture. We conclude that because it involves learning, educational, group processes and social interaction between different actors, Psychologies have rich contributions to the issues of rural extensionism, especially in the Amazon region, by setting a plural context, both in relation to the environment and the social issue.
Palavras-chave: Extensão rural - Amazonas (Estado)
Trabalhadores em extensão rural
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA
???metadata.dc.subject.user???: Psicologia social
Extensionismo rural
Concepções
Amazonas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Psicologia
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citação: SANTOS, Dayana Kellen Onofre dos. Concepções de extensão rural por extensionistas do Amazonas. 2019. 106 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7613
Data de defesa: 3-Dec-2019
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_DayanaKellenSantos_PPGPSI.pdf1,69 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons