???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7816
Tipo do documento: Dissertação
Título: Motoristas e condutores de bondes em Manaus: sociabilidade, cultura associativa e greves (1899-1930)
Autor: Santos, Dhyene Vieira dos 
Primeiro orientador: Pinheiro, Maria Luiza Ugarte
Primeiro membro da banca: Leal, Davi Avelino
Segundo membro da banca: Teles, Luciano Everton Costa
Resumo: O presente trabalho procura analisar as múltiplas dimensões do universo dos motoristas e condutores de bondes na cidade de Manaus no período compreendido entre os anos de 1899 a 1930. Inquirimos sobre as suas condições de vida, de trabalho e de organização, buscando assim descobrir em que medida os processos de dominação e resistência desenvolvidos no cenário da cidade propiciaram a esses trabalhadores apresentar soluções originais aos problemas que lhes eram postos ao longo do tempo. A necessidade de conhecer esse universo urbano se dá, em especial, porque, atuando como sujeitos históricos concretos, esses trabalhadores, construtores anônimos do tão propalado progresso material da cidade durante o “período da borracha”, não lograram a devida atenção da historiografia regional. E assim sendo, não se registraram apropriadamente os seus anseios não contemplados, as suas vontades políticas desconsideradas, os seus protestos, greves e reivindicações sistematicamente ignoradas. Entretanto, sua presença na cidade esteve longe de ter sido insignificante ou passiva. Nesse sentido, concentramo-nos na sociabilidade desses sujeitos, cultura associativa e nas mobilizações paredistas, evidenciando alguns aspectos de suas atividades na cidade e das relações sociais de produção a que se viram submetidos.
Abstract: This work seeks to analyze the multiple dimensions of the universe of tramway conductors and tramway drivers in the city of Manaus, from 1899 to 1930. We inquired about their living, working and organizational conditions, seeking to find out to what extent the processes of domination and resistance developed in the city scenario have influenced these workers to come up with original solutions to the problems posed to them over time. The relevance of knowing this urban universe is especially because, acting as concrete historical subjects, these workers, anonymous builders of the city's material progress during the “rubber period”, did not get the proper attention of regional historiography. And thus their unconsidered longings, their disregarded political wills, their protests, their strikes, and their systematically ignored claims have not been properly recorded. Nevertheless, the presence of these workers in the city was far from insignificant or passive. In this sense, we focus on the sociability of these subjects, the associative culture and the strike mobilizations, highlighting some aspects of their activities in the city and the social relations of production to which they were subjected.
Palavras-chave: Bondes
Manaus (Amazonas)
Greves e lockouts - Motoristas
Cultura associativa
Mobilizações paredistas
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: HISTÓRIA
???metadata.dc.subject.user???: Sociabilidade
Associativismo
Greves
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais
Programa: Programa de Pós-graduação em História
Citação: SANTOS, Dhyene Vieira dos. Motoristas e condutores de bondes em Manaus: sociabilidade, cultura associativa e greves (1899-1930). Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7816
Data de defesa: 21-Feb-2020
Appears in Collections:Mestrado em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_DhyeneVieira_PPGH.pdfDissertação_DhyeneVieira_PPGH1,75 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.