???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4245
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação ambiental e áreas de risco: o trabalho de uma escola pública em Manaus.
Autor: Oliveira, Alôncio de 
Primeiro orientador: Weigel, Valéria Augusta Cerqueira de Medeiros
Primeiro membro da banca: Falcão, Nádia Maciel
Segundo membro da banca: Gomes, Sebastião Marcelice
Resumo: A Educação Ambiental visa desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes voltadas para a preservação do meio ambiente com vistas à sutentabilidade. Embora ela possa ocorrer, com o apoio de órgãos ou entidades ligadas ao meio ambiente nas empresas, repartições públicas, encontros, fóruns, etc., é a escola o “locus” natural e obrigatório para o seu desenvolvimento, conforme dispõem os Parâmetros Curriculares Nacionais (1996), a Política Nacional de Educação Ambiental (1999) e a Resolução nº 2/MEC-CNE, de 15.07.2012, que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental, cujos textos rezam também que a EA seja abordada de forma transversal e interdisciplinar, inter-relacionando currículo escolar com alunos e comunidades. O presente estudo que objetiva conhecer e analisar a EA e áreas de risco no trabalho de uma escola pública de Manaus e a práxis docente em relação ao tema, identificou que a escola apesar de trabalhar a Educação de Jovens e Adultos consegue desenvolver a EA com variados temas, inclusive, áreas de risco. Contudo, há pouca discussão entre a direção e docentes quanto a abordagem de temas, metodologias, frequência e forma como o assunto é trabalhado, sobressaindo-se isto na pesquisa de campo e no Plano de Gestão da escola que destaca mais as ações desenvolvidas nas datas comemorativas e alusivas ao meio ambiente do que as ações do seu cotidiano, embora haja cobrança aos docentes quanto à abordagem do assunto. Por outro lado, a EJA não se coaduna com o modelo de avaliação adotado no estado e município- cuja dinâmica é a “aprovação a qualquer custo”- que acaba por criar antagonismos entre docentes e gestores, com reflexos negativos na qualidade de ensino. Ademais, apesar das imposições legais, o Poder Público não oferece formação, treinamento e condições materiais para que a escola se estruture minimamente a superar as deficiências, possibilitando uma abordagem da EA adequada, frequente, articulada, interdisciplinar e rica pedagogicamente, sobretudo, porque os docentes possuem excelentes níveis de conhecimento e domínio do assunto. Nada obstante, considerando-se que a EJA é uma educação complexa e com peculiaridades próprias, tem--se como meritório o fato de, mesmo sem apoios maiores dos órgãos oficiais, haver um esforço da escola para se pensar e trabalhar a EA, inclusive com temas atuais. Assim, conclui-se que, caso haja maior proatividade em prol da ética ambiental, com todos agindo de forma integrada, inclusive cobrando do Poder Público as obrigações que lhes são afetas, há boas perspectivas de se avançar muito mais na transformação do comportamento ambiental e da cultura de indivíduos e comunidades, a partir de suas próprias realidades.
Abstract: Environmental education aims to develop knowledge, skills and attitudes aimed to preserving the environment with a view to sustainability. Although it can occur, with the support of agencies or entities linked to the environment in businesses, government offices, meetings, forums, etc., the school is the natural "locus" and required for their development, as established in the National Curriculum Parameters (1996), the National Environmental Education Policy (1999) and Resolution No. 2 / MEC-CNE, from 15.07.2012, which established the National Curriculum Guidelines for Environmental Education, whose texts also pray that EE is tackled in a way transversal and interdisciplinary, inter-linking curriculum with students and communities. This study aims to understand and analyze the EE and areas at risk in the work of a public school in Manaus and the teaching practice in relation to the subject, identified that the school despite working the Education of Youth and Adults can develop with varying EA topics, including risk areas. However, there is little discussion between management and teachers as the approach of topics, methodologies, frequency and how it is working, standing out in this research field and Management Plan that highlights the school over the actions taken on the dates commemorative and alluding to the environment than the actions of their daily lives, although there are charges for teachers on how to address the issue. On the other hand, the EYA is not consistent with the evaluation model adopted in state and county - whose dynamic is the "approval at any cost" - which ultimately creates antagonisms between teachers and administrators, with negative consequences on the quality of teaching. Moreover, despite the legal requirements, the Government does not provide education, training and material conditions to which schools are structured minimally to overcome the shortcomings, enabling a suitable approach to EE, frequent, articulate, interdisciplinary and pedagogically rich, mainly because teachers have excellent levels of knowledge and mastery of the subject. Nonetheless, considering that the EYA is a complex and peculiarities education, has - as if the fact meritorious, even without major support from official bodies, there is an effort by the school to think and work at EE, including with current issues. Thus, we conclude that if there is more proactive in support of environmental ethics, all acting in an integrated way, including charging the Government to its obligation, there are good prospects for progress in transforming much of the environmental behavior and culture of individuals and communities, from their own realities.
Palavras-chave: Educação Ambiental
Práxis docente
Áreas de risco
Environmental Education
Teacher praxis
Risk areas
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: EDUCAÇÃO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação
Citação: OLIVEIRA, Alôncio de, Educação ambiental e áreas de risco: o trabalho de uma escola pública em Manaus. 2014. 78f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4245
Data de defesa: 13-Jun-2014
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Alôncio de Oliveira.pdfDissertação - Alôncio de Oliveira.pdf682,08 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.