???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5496
Tipo do documento: Dissertação
Título: Agricultura familiar: análise comparativa da produção de hortaliças na várzea e terra firme de Parintins, AM
Autor: Albuquerque, Jakson Douglas Rocha de 
Primeiro orientador: Chaves, Francisco Célio Maia
Primeiro membro da banca: Silva, Lindomar de Jesus de Souza
Segundo membro da banca: Kano, Cristiaini
Resumo: O potencial produtivo dos municípios do interior do Estado do Amazonas para o cultivo de hortaliças é pouco conhecido. O estudo comparativo sobre a produção de hortaliças entre as comunidades localizadas na várzea e terra firme, no município de Parintins, representa uma iniciativa capaz de gerar dados, que auxiliem no entendimento dos processos envolvidos nesses agroecossistemas além de contribuir para redução de lacunas que limitam essa atividade na região. Com o objetivo de conhecer a produção de hortaliças na várzea e na terra firme do município de Parintins/AM, foi realizada uma pesquisa comparativa através da aplicação de questionários e observação sistemática em 30 unidades produtivas, sendo 17 na várzea e 13 na terra firme, nos meses de setembro de 2015 a fevereiro de 2016. Anteriormente à produção de hortaliças, destacavam-se as atividades de agricultura de juta e pecuária nas áreas de várzea e terra firme respectivamente. A produção de hortaliças na terra firme, é relativamente recente, enquanto que na várzea, é exercida há mais de 20 anos. O sistema de produção em canteiro suspenso, predomina nos dois agroecossistemas. As áreas destinadas à produção de hortaliças, no geral, são menores que 1ha. Para o manejo da fertilidade do solo, em média, 65% dos produtores usam a adubação mineral e 94% utilizam adubação orgânica. Destacam-se entre as fontes para adubação orgânica, o esterco bovino (69%), esterco de galinha (31%) e composto (31%) na terra firme e o paú (24%) na várzea. As hortaliças cultivadas por 100% dos produtores foram: cebolinha (Allium fistulosum), coentro (Coriandrum sativum) e chicória (Eringyun foetidum). A respeito da produção de hortaliças não convencionais menos da metade (31%) dos agricultores cultivam, as principais espécies identificadas são: jambu (Acmella oleraceae) e chicória (Eringyun foetidum). Nas unidades de produção estudadas na terra firme, repolho (8%), pimentão (8%), pepino (8%), pimenta ardida (15%) e couve (15%), estão entre as espécies com o menor número de produtores interessados em produzi-las. Na várzea, as espécies são: pepino (8%), melão (12%), berinjela (6%) e alface (18%). Três espécies de hortaliças (cebolinha, coentro e chicória), compõem o grupo mais cultivado, seja na terra firme ou na várzea. Essa composição é conhecida como “cheiro verde” e são as hortaliças mais consumidas na região periurbana de Parintins. Os fatores que podem ser considerados limitantes, à produção de hortaliças, segundo os produtores são: na várzea, 1) crédito (64%); 2) pragas e doenças (24%) e 3) custo de insumos (12%). Na terra firme esses fatores são: 1) crédito (77%); 2) custo dos insumos (69%); 3) assistência técnica (69%); 4) baixo preço do produto (15%) e 5) a qualificação do agricultor (8%). Constata-se que a agricultura de várzea e da terra firme é caracterizada principalmente pelo cultivo de hortaliças de ciclo curto com cerca de 10 espécies de hortaliças, sendo que esta produção está voltada, principalmente, para o abastecimento dos mercados urbanos
Abstract: The potential of production in the Amazon State counties, to growing vegetables, is quite annoyed… Comparative researches about production of vegetables enter communities, located on the floodplains, or Parintins highlands…represents a way to collect some dates that helps to understand better the evolved process into the agro ecosystems, such as to contribute for reduce gaps that subtact the development of this activities in the region. Objectivizing to know the production of vegetables on the floodplains of Parintins; a comparative research were done, by people answering questionaries’ and systematic observations in 30 unites of productions fields, 17 in floodplains and 13 in highlands, on the months of September of 2015 to February of 2016. Before the production of vegetables, the culture of jut cultivating and the cattle-missing were the most important agriculture activities. The production of vegetables in the highlands, (called as “terra firme” by Amazon local people), is quite new, but in the floodplains takes more than 20 years. The system of production on the suspended garden style, predominated by the both agro ecosystem. In general, the designated places for vegetables production, are very small, that facilities the soil fertilities control. About 65 % of farmers, use mineral fertilizing and 94 % use organic fertilizing. Outstanding as fountains for organic fertilizing the livestock manure 69 %, chicken manure 31 %., and compound 31 % on the highlands the wood stick, 24 % on the flood plains. The vegetables cultivated by 100 % of farmers, were identified like: chives (Allium fistulosum), coriander (Coriandrum sativum) and chicory (Eringyun foetidum). About the production of unconventional vegetables less than half (31%) of the farmers grow the main species identified like: Jambu (Acmella oleracea) and chicory (Eringyun foetidum L.). The production units studied on the highland, cabbage (8%), pepper (8%), cucumber (8%), hot pepper (15%) and cabbage (15%) are among the species with the lowest number of producers interested in producing them. In floodplain species are: cucumber (8%), melon (12%), eggplant (6%) and lettuce (18%). Three species of vegetables (green onion, coriander and chicory), make up the most cultivated group, either on the mainland or in floodplains. This composition is known as "green smell" and are the most consumed vegetables in peri-urban area of Parintins. Factors that could be considered limiting, the production of vegetables, according to the producers are in the lowland, 1) credit (64%); 2) pests and diseases (24%) and 3) cost of inputs (12%). On land, 1) credit (77%); 2) cost of inputs (69%); 3) technical assistance (69%); 4) low price of the product (15%) and 5) the qualification of the farmer (8%). It appears that the lowland and upland agriculture is mainly characterized by short cycle of vegetable cultivation, with about 10 species of vegetables, and this production is oriented mainly to the supply of urban markets.
Palavras-chave: Agricultura familiar
Hortaliças
Agroecossistemas
Produção vegetal
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS AGRÁRIAS: AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Ciências Agrárias
Programa: Programa de Pós-graduação em Agronomia Tropical
Citação: ALBUQUERQUE, Jakson Douglas Rocha de. Agricultura familiar: análise comparativa da produção de hortaliças na várzea e terra firme de Parintins, AM. 2016. 86 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia Tropical) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5496
Data de defesa: 29-Jun-2016
Appears in Collections:Mestrado em Agronomia Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Jakson D. R. Albuquerque.pdf1,43 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons