???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6501
Tipo do documento: Tese
Título: Um arcabouço conceitual para diagnóstico organizacional a respeito da utilização da automação de testes de software
Autor: Rodrigues, Anderson Clayton Barreto 
Primeiro orientador: Dias Neto, Arilo Cláudio
Primeiro membro da banca: Barreto, Raimundo
Segundo membro da banca: Feitoza, Eduardo
Terceiro membro da banca: Pio, José
Quarto membro da banca: Passos, Odette
Resumo: Software está presente em todas as áreas da vida contemporânea. De simples vídeo games a complexos sistemas de monitoramento de tráfego aéreo, os riscos envolvidos na falha de um software nunca foram tão sérios. Testar é uma das maneiras mais efetivas de aumentar a qualidade de um software. No entanto, teste é uma atividade laboriosa que pode ser responsável por 20%-50% do custo total do projeto de desenvolvimento de um software. A automação de testes de software (ATS) pode representar uma alternativa viável para a redução desse custo. Os principais benefícios da ATS são a diminuição no tempo de execução de testes, aumento da qualidade e diminuição de erros humanos durante o processo de teste. No entanto, apenas 20% das organizações relatam ter alcançado os benefícios esperados com a utilização da ATS. Este trabalho apresenta um arcabouço conceitual que visa auxiliar organizações a atingirem os objetivos esperados com a utilização da ATS. O corpo de conhecimento foi construído por meio de dois estudos experimentais: Uma revisão sistemática da literatura, com o objetivo de identificar e caracterizar fatores e práticas que influenciam positivamente na utilização da ATS e um survey com especialistas em testes de software visando avaliar a relevância e o impacto dos FCS identificados. Por fim, a viabilidade do arcabouço foi avaliada por meio da sua aplicação em 2 organizações produtoras de software e da coleta de percepção dos participantes por meio de entrevistas. A partir dos estudos conduzidos, 12 fatores críticos de sucesso (FCS) e 46 práticas foram identificados e avaliados como relevantes na utilização da ATS, entre eles estão: o comprometimento e qualificação da equipe de automação, o nível de testabilidade do software e a viabilidade do projeto de automação. Por fim, um arcabouço conceitual foi desenvolvido utilizando o atendimento de FSC como forma de avaliar o conhecimento de organizações a respeito da ATS e por conseguinte sugerir a adoção de práticas para auxilia-las no atingimento dos objetivos esperados com a utilização da ATS. Os resultados apontam que o atendimento de fatores críticos de sucesso e a adoção de boas práticas contribuem para que as organizações alcancem os benefícios esperados com a utilização da automação de teste de software e que o arcabouço desenvolvido é viável e pode auxilia-las nesse propósito.
Abstract: Software is present in all areas of contemporary life. From simple video games to complex air traffic monitoring systems, the risks involved in software failure have never been so serious. Testing is one of the most effective ways to increase the software quality. However, it is a laborious activity that may account for 20%-50% of the total cost of the software development project. The automation of software testing (AST) may represent a viable alternative for reducing this cost. The main benefits of AST are the decrease in test run time, increased quality, and decreased human error during the test process. However, just 20% of software organizations report having achieved the expected benefits from using AST. This dissertation presents a conceptual framework that aims to help organizations reach the objectives expected with the use of AST. The body of knowledge was constructed through two empirical studies: A systematic review of the literature, aiming to identify and characterize factors and practices that positively influence the use of AST and a survey with experts in software testing to assess relevance and impact identified. Finally, the viability of the proposed framework was evaluated through its application in two software organizations and from the perception of participants through interviews. From the studies conducted, 12 critical success factors (CSF) and 46 practices were identified and evaluated as relevant in the use of AST, among them are: the commitment and qualification of the automation team, the level of software testability and the feasibility of the automation project. Finally, a conceptual framework was developed using CSF assistance as a way to evaluate the knowledge of organizations about AST and therefore to suggest the adoption of practices to assist them in achieving the objectives expected with the use of AST. The results show that meeting critical success factors and adopting good practices contribute to the organizations achieving the expected benefits through the use of software testing automation and that the framework developed is feasible and can assist them in this purpose.
Palavras-chave: Teste de Software
Automação
Engenharia de Software
Software testing
Automation
Software engineering
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO: METODOLOGIA E TÉCNICAS DA COMPUTAÇÃO: ENGENHARIA DE SOFTWARE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Computação
Programa: Programa de Pós-graduação em Informática
Citação: RODRIGUES, Anderson Clayton Barreto. Um arcabouço conceitual para diagnóstico organizacional a respeito da utilização da automação de testes de software. 2018. 117 f. Tese (Doutorado em Informática) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus-AM, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6501
Data de defesa: 27-Feb-2018
Appears in Collections:Doutorado em Informática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Anderson Rodrigues5,3 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.