???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6561
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo químico dos extratos ativos de bacuri (Platonia insignis)
Autor: Castelo, Karen Farias Alves 
Primeiro orientador: Veiga Júnior, Valdir Florêncio da
Segundo orientador: Guimarães, Anderson Cavalcante
Resumo: As pesquisas voltadas para o conhecimento dos benefícios que o consumo de frutos nos proporciona têm crescido bastante e a divulgação do potencial nutricional e terapêutico destes tem intensificado essas pesquisas e reconhecido a Amazônia como um excelente campo para busca de novos compostos bioativos. Com isso, tem-se aumentado o consumo dos frutos o que gera uma quantidade de resíduos, cascas e sementes, muitas vezes bem maior que a quantidade usada para consumo. Esses resíduos são, geralmente, apenas descartados no meio ambiente tornando-se poluição. Na tentativa de diminuir a poluição gerada tem-se trabalhado em projetos que reutilizem os resíduos de frutos. Um dos frutos que tem se destacado nestes estudos é o bacuri, uma fruta amazônica produzida pelas árvores da espécie Platonia insignis Mart, família Clusiaceae, que, ao serem analisados seus extratos etanólico, estes apresentaram resultados relevantes nos testes para avaliação de atividades biológicas. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo o isolamento e a identificação dos principais constituintes químicos dos extratos de resíduos de bacuri por meio de técnicas cromatográficas, de espectrometria de massas (EM) e ressonância magnética nuclear (RMN). Neste estudo os extratos etanólico das sementes e cascas foram particionados utilizando solventes com diferentes polaridades: hexano, diclorometano e acetato de atila. A fase hexânica dos extratos etanólicos das cascas de bacuri (EECB) foi submetida a fracionamentos cromatográficos. Desta fração foram isoladas as substâncias HB3C, HC24, HC344 e HE129. Destas substâncias apenas a HC24 foi elucidada. Esta apresentou comportamento cromatográfico típico de fenólicos, o pico do íon molecular estava em m/z 603 em APCI no modo positivo e apresentou deslocamentos químicos que, quando analisados e comparados aos dados da literatura, pôde-se identificar esta substância como sendo a Garcinielliptona FC (GFC), uma benzofenona prenilada rica em atividades biológicas. A substância HE129 foi analisada a partir dos dados cromatográficos e de espectrometria de massas e pôde-se observar comportamento semelhante ao da GFC apresentando pico do íon molecular em m/z 603 em APCI no modo positivo e as fragmentações características da presença de mais um isômero de GFC, porém, a análise dos dados de RMN não pôde ser realizada devido à pequena quantidade de massa da amostra. A fração em diclorometano do extrato etanólico das sementes de bacuri (EESB) também foi submetida a fracionamentos cromatográficos de onde foram obtidas as substâncias 6a1, 7a1 e 7c1. A substância 6a1 apresentou-se como um sólido branco. Esta substância foi submetida a análises por recristalização e, por meio dos dados cromatográficos, os dados de EM e de RMN esta pôde ser identificada como a 30-epi-cambogina, mais uma benzofenona prenilada, comum na família Clusiaceae, porém, ainda não relatada na espécie. A substância 7a1 e 7c1 apresentaram-se como um sólido amorfo de cor amarela. Ao ser analisada por cromatografia em camada delgada pôde-se observar que a substância 7a1 ainda estava em mistura, mas pelas analises de seus espectros de massas e comportamento cromatográfico sugere-se que esta seja classificada como um fenólico, porém não foi possível a elucidação da estrutura. A substância 7c1 identificada como um biflavonoide conhecido como fukugetin já descrito no fruto. Os extratos EECB, EESB, as fases originadas da partição e as substâncias isoladas e purificadas foram submetidas a análises de atividade antiplasmódica medindo a porcentagem de inibição do crescimento do parasita causador da malária, Plasmodium falciparum, e estas apresentaram atividade moderada.
Abstract: The researches aimed at understanding the benefits that fruit consumption gives us has grown considerably and the dissemination of the nutritional and therapeutic potential of these has intensified these researches and recognized the Amazon as an excellent field for the search for new bioactive compounds. With this, the consumption of the fruits has been increased, which generates a quantity of residues, barks and seeds, many times more than the quantity used for consumption. These wastes are usually only disposed of in the environment turning in to pollution. In an attempt to reduce the pollution generated, we have worked on projects that reuse the fruit residues. One of the fruits that stands out in these studies is bacuri, an Amazonian fruit produced by Platonia insignis Mart, Clusiaceae family, which, when analyzing its ethanolic extracts, presented relevant results in the tests for evaluation of biological activities. Therefore, the present work had the objective of isolating and identifying the main chemical constituents of bacuri waste extracts by methods of chromatographic, mass spectrometry (EM) and nuclear magnetic resonance (NMR) techniques. In this study the ethanolic extracts of the seeds and peels were partitioned using solvents with different polarities: hexane, dichloromethane and attila acetate. The hexane phase of the ethanolic extracts of bacuri bark (EECB) was submitted to chromatographic fractions. From this fraction, the substances HB3C, HC24, HC344 and HE129 were isolated. Of these substances only HC24 was elucidated. This showed typical phenolic chromatographic behavior, the molecular ion peak was in m/z 603 in APCI in the positive mode and presented chemical shifts that, when analyzed and compared to the literature data, this substance could be identified as being Garcinielliptona FC (GFC), a prenylated benzophenone rich in biological activities. The HE129 substance was analyzed from the chromatographic and mass spectrometry data and it was possible to observe behavior similar to that of GFC showing molecular ion peak in m/z 603 in APCI in the positive mode and the fragments characteristic of the presence of another isomer of GFC, however, the NMR data analysis could not be performed because of the small amount of mass in the sample. The dichloromethane fraction of the ethanolic extract of bacuri seeds (EESB) was also submitted to chromatographic fractions from which the substances 6a1, 7a1 and 7c1 were obtained. Substance 6a1 was shown as a white solid. This substance was subjected to recrystallization analysis and, through the chromatographic data, the MS and NMR data could be identified as 30-epi-cambogin, plus a prenylated benzophenone, common in the Clusiaceae family, but not yet reported in the species. The substance 7a1 and 7c1 appeared as a yellow amorphous solid. When analyzed by thin layer chromatography, it was observed that the substance 7a1 was still in a mixture, but the analysis of its mass spectrum and chromatographic behavior suggests that it is classified as a phenolic, but it was not possible to elucidate the structure. The substance 7c1 identified as a biflavonoid known as fukugetin already described in the fruit. The extracts EECB, EESB, the phases originated from the partition and the isolated and purified substances were submitted to analyzes of antiplasmódic activity measuring the percentage of inhibition of the growth of the malaria parasite, Plasmodium falciparum, and these showed moderate activity.
Palavras-chave: Platonia insignis (Bacurizeiro)
Bacuri
Fitoquímica
Platonia insignis
Bacuri
Phytochemistry
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA: QUÍMICA ORGÂNICA: QUÍMICA DOS PRODUTOS NATURAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Citação: CASTELO, Karen Farias Alves. Estudo químico dos extratos ativos de bacuri (Platonia insignis). 2018. 126 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6561
Data de defesa: 24-Apr-2018
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Karen Castelo2,87 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.