???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6604
Tipo do documento: Dissertação
Título: Área de uso, uso do espaço e padrão de atividades de Bradypus tridactylus (Pilosa: bradypodidae) em um fragmento florestal na Amazônia Central
Autor: Vidal, Leandro Vieira 
Primeiro orientador: Gordo, Marcelo
Primeiro membro da banca: Souza, Luciane Lopes de
Segundo membro da banca: Menin, Marcelo
Resumo: Estudar a área de vida dos animais é importante visto que auxilia na obtenção informações a respeito da ecologia, história de vida, organização social, forrageio, preferências alimentares e reprodução, elementos básicos e essenciais dentro do hábitat. Igualmente importante, são pesquisas que objetivam esclarecer aspectos do padrão de atividades, uma vez que permite compreender as interações entre organismos e os seus respectivos habitats que é a base de qualquer atividade de conservação. A pesquisa foi realizada no fragmento florestal da Universidade Federal do Amazonas, Amazônia Central, com área de 776 ha. Nossos objetivos foram estimar a área de uso das preguiças Bradypus tridactylus com auxílio de duas técnicas de coleta de dados e aferir possível padrão comportamental ao longo do ciclo de 24 horas. Dez indivíduos foram monitorados para se estimar a área de uso e oito para as estimativas comportamentais. Foram utilizadas técnicas de monitoramento através de rádio telemetria, usando transmissores VHF e transmissores VHF+GPS logger, a área de uso foi estimada através de dois métodos, o mínimo polígono convexo (MPC) bem como Kernel. As áreas de uso de Bradypus tridactylus variaram de 1,3ha a 28ha para Kernel e de 1,3ha a 26ha para mínimo polígono convexo (MPC), para monitoramento via GPS. Já para telemetria VHF variou de 0,59ha a 50,49ha para Kernel e de 0,27 a 10,53ha para MPC. As preguiças com menores tamanhos corporais apresentaram áreas de uso maiores e isso pode ser explicado por serem animais jovens em busca de territórios. As preguiças utilizaram o espaço de modo a retornar a locais previamente utilizados, mostrando possível memória espacial, podendo ter relação com a distribuição de espécies vegetais usadas na dieta. Para o padrão de atividades, o comportamento mais frequente foi repouso com 81%, corroborando com outras pesquisas já realizada com preguiças. Repouso ocorreu majoritariamente a noite e madrugada, enquanto os outros comportamentos ocorreram pela manhã e tarde. A diferença comportamental entre os indivíduos pode ser explicada pela oscilação individual ou variação ambiental. De modo geral, as preguiças apresentaram padrão de atividades catemeral, visto que se deslocaram tanto de dia quanto a noite, no entanto, comportamentos como vigília e auto-catação parecem ter influência das mudanças fotoperiódicas.
Abstract: Studying the lives of animals is important since it assists in obtaining information about ecology, life history, social organization, foraging, food preferences and reproduction, basic and essential elements within the habitat. Equally important, they are research that aims to clarify aspects of the activity pattern, since it allows to understand the interactions between organisms and their respective habitats that is the basis of any conservation activity. The research was carried out in the forest fragment of the Federal University of Amazonas, Central Amazonia, with an area of 776 ha. Our objectives were to estimate the area of use of the Bradypus tridactylus sloths with the help of two data collection techniques and to verify possible behavioral pattern throughout the 24 hour cycle. For comparative measurements, radio telemetry monitoring techniques using VHF transmitters and VHF + GPS logger transmitters were used, the area of use was estimated using two methods, the minimum polygon convex (MPC) as well as Kernel. Areas of Bradypus tridactylus ranged from 1.3ha to 28ha for Kernel and from 1.3ha to 26ha for Minimo convex polygon (MPC) for GPS monitoring. VHF telemetry ranged from 0.59ha to 50.49ha for Kernel and from 0.27 to 10.53ha for MPC. Sloths with smaller body sizes showed larger areas of use and this can be explained by being young animals in search of territories. Sloths used the space in order to return to previously used sites, showing a possible optimal foraging strategy, which may be related to the distribution of plant species used in the diet. For the activity pattern, the most frequent behavior was rest with 81% corroborating with other researches already performed with sloths. Rest mostly occurred at night and dawn while the other behaviors occurred in the morning and afternoon. The behavioral difference between individuals can be explained by individual oscillation or environmental variation. In general, sloths presented a pattern of catemeral activities,since they moved in both day and night, however, behaviors such as wakefulness and self-seeding seem to be influenced by photoperiodic changes.
Palavras-chave: Preguiças Bradypus tridactylus
Forrageio ótimo
Padrão de atividade
Catemeral
Mudanças fotoperiódicas
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-graduação em Zoologia
Citação: VIDAL, Leandro Vieira. Área de uso, uso do espaço e padrão de atividades de Bradypus tridactylus (Pilosa: bradypodidae) em um fragmento florestal na Amazônia Central. 2018. 102 f. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6604
Data de defesa: 23-Jul-2018
Appears in Collections:Mestrado em Zoologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Leandro Vieira2,1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons