???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6656
Tipo do documento: Tese
Título: Entre médicos e professores: trajetórias do currículo médico da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas
Autor: Marcião, Kelen Priscila de Oliveira Buraslan 
Primeiro orientador: Cavacante, Lucíola Inês Pessoa
Primeiro membro da banca: Carvalho, Marcelo Bastos Seráfico de Assis
Segundo membro da banca: Corrêa, Carlos Humberto Alves
Terceiro membro da banca: Martins, Ana Cristina Fernades
Resumo: Esta pesquisa, de natureza compreensiva e abordagem qualitativa, foi realizada com suporte teórico-metodológico da hermenêutica dialética. Nela propusemo-nos a uma análise do processo de reformulação curricular da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas, no período de 1980 a 2010.Na centralidade do estudo, o objetivo de compreender o processo de mudança curricular desta Faculdade, através da reconstrução da trajetória histórica do currículo médico. Para o alcance desse objetivo, construímos, num plano geral, uma história do Currículo da referida Faculdade, tendo em vista o registro dos sentidos assumidos na formação médica. De igual modo, procuramos desvelar, na trama dos depoimentos, os possíveis impactos dessas mudanças curriculares no trabalho docente e nas práticas pedagógicas desenvolvidas pelos professores. Tendo como principais informantes os Coordenadores do Colegiado de Curso que estiveram na gestão acadêmica e pedagógica do Curso de Medicina no período citado, utilizamos entrevistas individuais, com duração aproximada de uma hora.Como estrutura metodológica buscamos, por meio da coleta e análise dos depoimentos, identificar a trama tecida e os episódios que marcaram esse processo de mudança, analisando-os à luz de um referencial teórico no qual foram identificados, previamente, cinco blocos conceituais que erigiram nossas categorias de análise. Assim, os saberes pedagógicos, as práticas pedagógicas, a professoralidade, o currículo e o trabalho docente foram problematizados a partir das falas dos entrevistados e dos autores de referência, tais como: Paulo Freire, Demerval Saviani, Moacir Gadoti, Luiz Antônio Cunha, Selma Garrido Pimenta, Antonio Nóvoa, Maurice Tardif, Gimeno Sancristáne Miguel Arroyo. Pela natureza da investigação e objetivos propostos, utilizamos ainda estudiosos da área da linguagem como Mikhail Bakthim e Vygotsky. Como este trabalho se insere em um campo de intersecção entre a pedagogia e a educação médica, foi necessário também o estudo de obras que discutem a história da medicina, as políticas para a saúde e a trajetória da formação de médicos no Brasil. A pesquisa ofereceu, ainda, contribuição ao debate acerca da formação docente no ensino superior. Debruçando-nos sobre os modos de saber-fazer a docência na educação médica, apreendemos os sentidos atribuídos à formação pelos sujeitos históricos participantes desse processo, no caso, os docentes médicos do Curso de Medicina. Em outras palavras, nosso estudo trouxe à tona as concepções de conhecimento, de currículo, de ensinar e aprender e, por fim, de educação, que mobilizaram e sustentaram essas reformulações curriculares. Levantando as tensões, as resistências e aderências ao processo de mudança, a partir do conhecimento de uma dada realidade, o estudo expande a compreensão sobre as demandas e necessidades da universidade contemporânea, mote para a realização desde trabalho.
Abstract: This research, of a comprehensive nature and qualitative approach, was carried out with theoretical-methodological support of dialectical hermeneutics. In it we proposed an analysis of the curricular reformulation process of the Faculty of Medicine of the Federal University of Amazonas, from 1980 to 2010. In the centrality of the study, the objective of understanding the curricular change process of this Faculty, through the reconstruction of the trajectory of the medical curriculum. In order to reach this goal, we have constructed, in a general plan, a history of the Curriculum of said Faculty, in view of the record of the meanings assumed in medical education. Likewise, we try to reveal, in the plot of the statements, the possible impacts of these curricular changes on the teaching work and on the pedagogical practices developed by the teachers. Having as main informants the Coordinators of the Course Collegiate who were in the academic and pedagogical management of the Medicine Course during the mentioned period, we used individual interviews, lasting approximately one hour. As a methodological structure, we sought, through the collection and analysis of the testimonies, to identify the woven fabric and the episodes that marked this process of change, analyzing them in the light of a theoretical reference in which five conceptual blocks were previously identified that erected our categories of analysis. Thus, pedagogical knowledge, pedagogical practices, professorship, curriculum and teaching work were problematized based on the statements of the interviewees and the authors of reference, such as: Paulo Freire, Demerval Saviani, Moacir Gadoti, Luiz Antônio Cunha, Selma Garrido Pimenta, Antonio Nóvoa, Maurice Tardif, Gimeno Sancristáne Miguel Arroyo. Due to the nature of the research and the proposed objectives, we also use linguistic scholars such as Mikhail Bakthim and Vygotsky. As this work is part of a field of intersection between pedagogy and medical education, it was also necessary to study works that discuss the history of medicine, health policies and the trajectory of medical training in Brazil. The research also offered a contribution to the debate about teacher education in higher education. Looking at the ways of knowing how to do teaching in medical education, we apprehend the meanings attributed to the training by the historical subjects involved in this process, in this case, the medical teachers of the Medical Course. In other words, our study brought to light the conceptions of knowledge, curriculum, teaching and learning, and finally education, which mobilized and sustained these curricular reformulations. Raising the tensions, resistances and adherences to the process of change, from the knowledge of a given reality, the study expands the understanding of the demands and needs of the contemporary university, a motto for the realization from work.
Palavras-chave: Formação Médica
Trabalho Docente
Práticas pedagógicas
Pedagogia Universitária
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS: EDUCAÇÃO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação
Citação: MARCIÃO, Kelen Priscila de Oliveira Buraslan. Entre médicos e professores: trajetórias do currículo médico da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas. 2015. 171 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6656
Data de defesa: 15-Apr-2015
Appears in Collections:Doutorado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Kelen Marcião PPGE1,19 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons