???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6934
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação inclusiva com surdos: estratégias e metodologias mediadoras para a aprendizagem de conceitos químicos
Título(s) alternativo(s): Inclusive education for the deaf: strategies and mediating methodologies for the learning of chemical concepts
Autor: Carmo, Kácia Araújo do 
Primeiro orientador: Farias, Sidilene Aquino de
Primeiro membro da banca: Souza, Katiuscia dos Santos
Segundo membro da banca: Silveira, Hélder Eterno da
Resumo: A Educação Inclusiva se inicia pela participação de estudantes com deficiência ou não no contexto escolar em salas regulares de ensino. Esta educação é uma obrigatoriedade amparada por lei, que implica em uma reestruturação dos estabelecimentos de ensino, em termos físicos e pedagógicos. Dentro desse contexto, o ensino da disciplina de Química, que envolve conceitos específicos e abstratos, necessita ser diferenciado com metodologias e estratégias de ensino e aprendizagem que facilitem sua compreensão. Este trabalho tem como objetivo analisar a aprendizagem de conceitos químicos de estudantes com surdez na Educação Inclusiva, mediante o uso de diferentes metodologias e estratégias de ensino, partindo das concepções sociointeracionistas de Vygotsky. Dessa forma, o estudo tem como base a abordagem qualitativa como forma de compreender a aprendizagem de estudantes com surdez. Assim, a pesquisa foi desenvolvida com estudantes de duas escolas inclusivas públicas estaduais do município de Manaus, a partir de situações didáticas, acompanhadas por um intérprete de Língua Brasileira de Sinais. Os dados foram obtidos e registrados a partir de diário de campo, questionários, entrevista semiestruturada, folhas de atividades e recursos audiovisuais, sendo posteriormente submetidos à técnica de Análise de Conteúdo. Foi evidenciado que as atividades didáticas desenvolvidas com recursos visuais utilizando contextualização, e que possibilitam interação dos estudantes, possuem uma melhor inclusão para aprender os conceitos químicos. As metodologias de ensino que se destacaram como inclusivas foram: Elaboração Conjunta, Trabalho em grupo e Lúdica. No que tange às estratégias utilizadas neste trabalho, dramatização, trabalho em grupo e debate mostraram-se como atividades mais inclusivas. Além disso, averiguou-se que a principal dificuldade dos estudantes surdos em aprender conceitos químicos relaciona-se com a questão linguística, enquanto que a facilidade está associada à compreensão lógica do nível fenomenológico e representacional, envolvendo, respectivamente, exemplos e números.
Abstract: Inclusive Education begins with the student participation, with or without disabilities, in the school context in regular teaching classes. It is mandatory under law, which implies in a restructuring of educational establishments, in physical and pedagogical terms. In this context, Chemistry teaching, which involves specific and abstract concepts, must be differentiated regarding teaching and learning methodologies and strategies that facilitate their understanding. This study aims to analyze the learning of chemical concepts by deaf students applying Inclusive Education, through the use of different methodologies and teaching strategies, beginning with Vygotsky’s socio-interactionist conceptions. Thus, this thesis is based on a qualitative approach as a way to understand deaf student learning. In this context, the research was developed with students from two inclusive public state schools in the municipality of Manaus, from didactic situations, accompanied by Brazilian Sign Language interpreter. Data were obtained and recorded through field diaries, questionnaires, semi-structured interviews, activity sheets and audiovisual resources and subsequently submitted to the Content Analysis technique. It was evidenced that didactic activities developed with visual resources applying contextualization that allow for student interactions comprise better inclusion regarding chemical concept learning. The most noteworthy inclusive teaching methodologies were Joint Elaboration, Group Work and the Playful technique. Regarding the strategies applied herein, dramatization, group work and debates were demonstrated as the most inclusive activities. In addition, the main observed difficulty for deaf students in learning chemical concepts relates to the linguistic issue, whereas ease is associated to the logical understanding of the phenomenological and representational levels, involving, respectively, examples and numbers.
Palavras-chave: Educação Inclusiva
Estratégias de ensino
Ensino de química
Inclusive Education
Strategies
Chemistry Teaching
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Ciências Exatas
Programa: Programa de Pós-graduação em Química
Citação: CARMO, Kácia Araújo do. Educação inclusiva com surdos: estratégias e metodologias mediadoras para a aprendizagem de conceitos químicos. 2018. 108 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Instituto de Ciências Exatas, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6934
Data de defesa: 9-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_KáciaCarmo_PPGQ.pdf1,86 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons