???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6954
Tipo do documento: Dissertação
Título: Socioespacialidade, territorialidade e o movimento da Cobra-Canoa da Transformação: o caso Tuyuka
Autor: Barbieri, João Paulo Undiciatti 
Primeiro orientador: Silva, Raimundo Nonato Pereira da
Primeiro membro da banca: Rodrigues, José Exequiel Basini
Segundo membro da banca: Jatobá, Maria do Socorro da Silva
Resumo: Ao final de 2015, alguns índios da etnia Tuyuka, pertencentes ao sib Opaya, tradicionalmente habitantes do alto rio Tiquié, região que faz fronteira com a Colômbia, “desceram” até a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, à margem esquerda do rio Negro, numa área há poucos quilômetros de Manaus, onde fundaram a Aldeia Ʉtapinopona-Tuyuka. Lá, construíram uma maloca e passaram a oferecer aos turistas performances de cantos e danças tradicionais e alimentos típicos dos índios do alto rio Negro. Esta dissertação trabalha com a hipótese de que esse movimento espacial realizado pelos Tuyuka até o Tupé pode ser compreendido como um contínuo processo de transformação e construção de corpos e de localidades, conforme iniciado no contexto da viagem mitológica da Cobra-Canoa da Transformação, quando se tinha tão-somente uma protohumanidade ancestral, passando a se dar no período propriamente da humanidade e chegando até os dias atuais. A territorialidade dos Tuyuka, nesse sentido, obedeceria a uma norma relacional complexa, em permanente construção, sendo moldada no contexto da interação entre o Universo em pensamento (o espaço mitológico), as relações socioespaciais (o espaço social), e a paisagem propriamente dita (o espaço físico).
Abstract: By the end of 2015, some Tuyuka Indians belonging to the Opaya sib, traditionally inhabitants of the upper Tiquié River, a region bordering Colombia, "descended" to the Tupé Sustainable Development Reserve, on the left bank of the Negro River, in an area a few kilometers from Manaus, where they founded the Ʉtapinopona-Tuyuka Village. There, they built a maloca and began to offer tourists performances of traditional songs and dances, not to mention typical food the upper Rio Negro Indians. This dissertation works with the hypothesis that this spatial movement performed by the Tuyuka down to the Tupé can be understood as a continuous process of transformation and construction of bodies and localities, as initiated in the context of the mythological journey of the Transformation Cobra-Canoe, when there was only an ancestral protohumanity, passing along to the period of the humanity and eventualy reaching out to the present day. The territoriality of the Tuyuka, in this sense, would obey a complex relational norm, in permanent construction, being shaped in the context of the interaction between the Universe in thought (the mythological space), socio-spatial relations (social space), and landscape itself (the physical space).
Palavras-chave: Socioespacialidade
Indigenização da modernidade
Tuyuka
Organização social no Uaupés
Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé
Área(s) do CNPq: CIÊNCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da instituição: UFAM
Departamento: Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social
Citação: BARBIERI, João Paulo Undiciatti. Socioespacialidade, territorialidade e o movimento da Cobra-Canoa da Transformação: o caso Tuyuka. 2018. 122 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6954
Data de defesa: 29-Aug-2018
Appears in Collections:Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_JoãoPauloBarbieri_PPGAS.pdf2,52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.